Se construída Barragem do Rio da Caixa, terá 50% da capacidade do Zabumbão e poderá beneficiar toda região.

Desde 2015, a novela do Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA) do Zabumbão,  inicialmente orçado em pouco mais de R$ 160 milhões, durante a semana passada teve um novo capítulo o estado homologa empresa pra realizar serviço técnico de viabilidade.

Ponte sobre o Rio da Caixa (município de Rio do Pires)

A UFC Engenharia LTDA. foi considerada habilitada no julgamento final na Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), vinculada à Secretaria De Infraestrutura Hídrica e Saneamento para realizar o estudo de viabilidade da Barragem do Rio da Caixa, que fica no município de Rio do Pires. Segundo nota o valor   estimado do serviço é de R$ 859.182,75.

A Barragem do Rio da Caixa será localizada à juzante da Barragem de Zabumbão, com um volume de acumulação previsto de 30 hm³, já a do Zabumbão tem uma capacidade de 60,9hm³, ou seja, 50% desta.  e deverá atender inicialmente os municípios de Rio do Pires, Boquira, Botuporã, Caturama, Érico Cardoso, Ibipitanga, Macaúbas e próprio Paramirim, onde se encontra a Barragem do Zabumbão, a qual atualmente também atende alguns dos municípios citados.  O município  Tanque Novo, que passou a integrar o Sertão Produtivo, também deverá ser beneficiado caso o projeto venha a ser implantado. Atualmente, a região só conta com o fornecimento de água da Barragem de Zabumbão, bem como outras fontes de nascentes, poços artesianos. O município de Macaúbas, o maior da região com mais de 50 mil habitantes, tem cerca de 18% de sua população assistida por programas de carro pipa. Onde há também uma velha promessa de se construir a barragem do Rio Santo Onofre, no entanto as forças políticas locais são antagônicas e aparentemente sem acesso a Ondina e no Planalto, uma contradição, tendo a maior população, maior eleitorado e se encontra como “sede regional” mas, não tem (ou perdeu) a liderança das grandes tomadas de decisão, por ter também uma sociedade politicamente apática!


Os comentários estão fechados.