Três anos sem o Mestre… E o tríplice desafio da coerência – empatia e gratidão… 

Terça feira, 26 de março de 2019.

Se sentires medo, acendas uma Luz!…

Surpreendido – e até num momento especial, quando almoçava por volta das 13h e minutos, num questionável sábado 26 de março de 2016…  Solitário na sua sala de refeições, acolhido na cabeceira de sua mesa de “dúzia” de cadeiras! Onde deixou para trás a sua última refeição… 

Onde deixou para trás as suas dores de coração

Onde deixou para trás as dúvidas da ressurreição e quem sabe da reencarnação

Onde deixou para trás!… 

Não acrescentaria eu, nada mais! Nem alguns supostos “arados” no meio do roçado

E se mais deixou para trás…  Talvez sonhos ainda não realizados, projetos ainda não terminados, vontades ainda não realizadas!…

E pergunto?

Quem está pronto para viver  e realizar  sonhos dos outros?

Quem poderia abdicar dos próprios projetos e concluir os dos outros?

Quem deixaria suas vontades para realizar as dos outros

. . .

Coerência – Empatia – Gratidão… 

“A Gratidão é a Memória do Coração”

(Frase do filósofo grego Antístenes) 

Prof.  Ático mantinha esta frase em sua sala, quando o prédio do Museu Regional de Macaúbas, abrigava a Fundação Cultura Prof. Mota. Escrita por ele a mão num papel madeira, replicando uma faixa que ficava atrás de sua cadeira a altura dos olhos do visitante! Uma frase escrita, criada e inspirada há mais de 2.300 anos, bem antes de Cristo… E hoje (gratidão) é a palavra mais pronunciada nas redes sociais, como dizem “viralizou“, você ver estampada nos “perfis”, nas camisetas… Mas, quão profunda e significante ela é? E o que é realmente gratidão? Seria dizer apenas “muito obrigado (a)”,  “valeu”, “legal”? 

E a Coerência… Segundo ele (Prof. Ático) este “comportamento” se assim pode-se descrever! Seria o maior desafio do Ser Humano. Ser coerente, essencialmente é ser PERFEITO… Amenizaremos, visto que temos dentro de nós e isso é nato (nascemos com isso): temos a semente do bem e do mal * somos às vezes honestos e desonestos * acolhemos em nossos corações o amor e o ódio * E recebemos de Deus a liberdade de alimentar o que nos faz bem, o que queremos, o que escolhemos!… E, o mais bem “alimentado” ficará mais forte e poderá “vencer” o seu opositor mas, não significa que o destruirá – pois, o bem não existe sem o mal, o amor não existiria se não fosse o ódio; a honestidade – não teríamos se não soubéssemos o que é trapacear!… É uma das milhares de respostas e argumentos dos motivos e/ou dos porquês que Deus não extermina o mal – pois, para isso Ele (entendo eu) teria que exterminar a Humanidade… (Porém, o Dilúvio e outras catástrofes bíblicas, referidas no Velho Testamento, mencionam a destruição de “quase” toda a Humanidade por sua desobediência ao Grande Arquiteto do Universo…) E o mal persiste! O que aconteceu? 

A Empatia… Anda de mãos dadas com a coerência, duas palavras femininas, difíceis de entendimento como as “mulheres”… Talvez, por serem especiais… A empatia é tão complexa, que ciências como a filosofia, psicologia e sociologia e até as artes tentam definir-la à sua forma! Para ser “empático” constantemente, a pessoa deve ser coerente sempre e isso, parecia-me impossível… Mas, há mais de 2.000 mil anos atrás foi anunciada por diversos Profetas a chegada de um Cidadão que era chamado de O Messias!... Ele se colocou de fato no lugar do próximo, literalmente, de Alma e Corpo!…

Sentiu as nossas dores, o frio por nós, o Amor por nós.’.

Sentiu a fome por nós, a sede por nós.’.

Sentiu em Seu Coração as flechadas que vinham em nossa direção.’.

Sentiu em Seu Peito as lanças que eram nossas.’.

Sentiu o peso da Cruz em Seus Ombros em nosso lugar.’.

Sentiu o ódio de seus inimigos por nós, sofreu por nós, derramou Seu Santo Sangue por nós.’.

E não achando o bastante sacrificou-se (diferente de suicidou-se) por nós, lutou sim contra a Morte, mas dizia que para ter a Vida Eterna teríamos nós que nascer de novo… Então Ele deixou o seu Corpo, a matéria e fez-Se Luz

Isso pra mim é EMPATIA! Seguir ou tentar seguir os Caminhos de Cristo… Se assim for, ajude aos teus irmãos a realizar sonhos que não são teus, mas deles… Ajude a carregar a cruz do teu irmão que está do teu lado, ajude a teu irmão a levar o seu arado até a margem do roçado…

E se sentires ódio, o sufoque com o amor .’. Se  pensares em fazer o mal, o sufoque com o bem.’. Se sentires medo, acendas uma Luz .’.

 

 

Ao Memorial da Casa Viva


Os comentários estão fechados.