TJ-BA: determina retorno das sessões do júri popular para réus presos.

 

Dr Pimenta Dra Jamile da Mata e Dra Maria Siloé Lima

Com o avanço da vacinação em todo país, e muitos setores da sociedade voltando a normalidade, as demandas judiciais também começam a flexibilizar algumas ações, entre estas está o Júri Popular e audiências. Conforme nota, o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador Lourival Trindade, determinou o retorno programado das atividades presenciais do Tribunal do Júri. Os júris populares são realizados para julgamento de acusados de crimes contra a vida e estavam suspensos desde o início da pandemia.

Em Macaúbas, está programado para o dia 13 de dezembro do corrente ano, no Salão do Júri, o julgamento do acusado Sidnei Sousa de Jesus, que segundo consta, teria atentado conta a vida da suposta vítima Alizelio Silva Costa, na comunidade de Curralinho, interior do município de Macaúbas. O suposto crime teria ocorrido no dia 27 de fevereiro deste ano.

O Júri será presidido pelo Juiz  Dr. Flávio Ferrari, a acusação ficará a cargo do Promotor de Justiça Dr. Thomas Bryann Freitas do Nascimento. Já a defesa será patrocinada pelo escritório de advocacia Pimenta, Mata e Lima.

 

 


Os comentários estão fechados.