Enquanto Bahia destaca-se no “ranking” de vacinação, o Governo Federal tá com “freio de mão” puxado. Diz Rui Costa

Nas redes sociais o Governador da Bahia, lamenta os passos lentos de vacinação a nível nacional, diz que a Bahia vem fazendo o maior esforço para avançar, enviando o mais rápido possível para o interior as vacinas recebidas, mas diz que o Governo Federal não coopera, bem como a ANVISA, órgão federal que regulamenta, aprovando ou desaprovando vacinas, cita a Sputnik V que teve a primeira fase desaprovada por este órgão. Rui diz que a Bahia vem trabalhando forte e o estado é destaque a nível nacional no “ranking” de vacinação, hoje ocupando a terceira posição e apresenta estabilidade nos números de mortes e casos positivados. Em Macaúbas, o vereador Marciel Costa Souza, enviou projeto de lei propondo que o município possa comprar vacinas, o que poderia acelerar o processo de imunização e não ficar dependente das vacinas do Governo Federal.

Veja nota:

Menos é sempre menos! Quando o caso é vacinas!

 

 

“Infelizmente, apesar da Bahia seguir em posições de destaque no ranking dos estados com maiores índices de vacinados contra a #covid19, a vacinação segue em passos lentos por causa da demora do Governo Federal em enviar mais doses. Enquanto a gente acelera para vacinar a maior quantidade de pessoas, com envio de doses para o interior no menor tempo possível, o governo federal continua com o freio de mão puxado, enviando quantidade insuficiente de doses. Isso sem falar da Anvisa atravancando o processo de liberação da Sputnik V, que já temos garantidas 37 milhões de doses junto com o Consórcio Nordeste. Até quando precisaremos aguentar esta morosidade, diante de tantos números de mortos por esta doença? Precisamos salvar vidas. Isso é prioridade!” (diz Rui Costa, governador da Bahia)


Os comentários estão fechados.