Com Nelson Leal na presidência da AL baiana, pleitos de Macaúbas deverão ter mais “espaços”.

Gratidão com os quase 40% dos votos… Só isso…

Tido em Macaúbas os exatos 38,97% dos votos válidos o que representou 7.819 votos, o futuro presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Souza Leão, de 48 anos, do Partido Progressista, após articulações com o apoio de Ondina, agora é o terceiro na linha sucessória para o cargo de mandatário do estado baiano.

Com quase 40% dos votos dados a ele nestas eleições gerais de 2018, o grupo do atual prefeito de Macaúbas, Amélio Costa Jr, tem a expectativa que Nelson seja de fato leal e pratique a palavra das “nuvens” das redes sociais: GRATIDÃO. É certo que o parlamentar terá sob sua mesa 417 municípios para acomodar, bem como ainda terá que atender os “pedidos” do padrinho Rui Costa que “ajeitou” sua eleição na Casa Legislativa, uma interferência que nem sempre é benéfica, o “dedo” do chefe do executivo nas eleições do Poder Legislativo que deve andar com suas próprias pernas!… Mas, ai esta a força da caneta sobre o cheque! Daquele que é o executor dos orçamentos públicos: o governador.

Macaúbas que tem muitas pendências com o Governo Rui Costa, o qual durante estes 4 anos não tem marca no município, mesmo com quase 80% dos votos, a esperança é o lobby via Leal… E o mais urgente para Macaúbas, além do Saneamento Básico, é dar segurança a questão hídrica, o controle das contas públicas e geração de empregos. Este último a cargo da iniciativa privada, pois o poder público não tem como sustentar folhas de pagamentos que só crescem!… Atrair investimentos é a solução, mas para isso, devemos fazer os deveres de casa! E para isso, as interlocuções políticas são necessárias e vitais.


Deixar uma Resposta