Zum… Zum.. Zum.. Música lembra que o Saneamento é básico. Festival pró consciência!

A mais antiga das artes, a música… Diz-se que ela já existia antes mesmo da humanidade, que ela é uma arte “celestial”, anjos e arcanjos com suas Harpas, já faziam seral e quem sabe talvez, serenatas e, quando se juntavam certamente acabavam num festival…

Zum, zum… Música lembra que saneamento é básico

Nada melhor para chamar a atenção aos ouvidos e “narinas” que a música… Sendo ela uma linguagem universal, será usada pelo grupo em prol do Saneamento Básico que vem desenvolvendo em Macaúbas nos últimos anos uma intensa campanha de conscientização, graças as intervenções e iniciativas do ativista social Joe Kallif, filho do saudoso Manoel Defensor, idealizador e fundador do Abrigo São Francisco de Assis, que usou de seus recursos particulares para investir no social e o acolhimento de idosos em sua matéria e em espírito, pois também construiu uma capela em louvor a São Francisco de Assis…

 

Há mais de 20 anos, principalmente as comunidades do “baixo Macaúbas”, sofrem com a falta do saneamento básico, tendo que diuturnamente conviver com os esgotos que são despejados aleatoriamente a céu aberto, causando mais que contaminação do solo e das águas, contamina também  o ar que se respira, contamina a mente e a consciência… Ao ponto de se “pensar” que já acostumamos com o mal cheiro, com a latrina, com as moscas e ratos!… Parece que o Ser Humano se acostuma com tudo!

E finalmente a música… Previsto para o dia 26 de Janeiro um Festival de Música para “lembrar” a população que o saneamento é básico… É básico como a música é… 


Os comentários estão fechados.