“A Última Ceia”: professores do Colégio José Batista dão o último adeus!

Talvez um ato de resignação, visto que Cristo também, como cita o evangelista João, já sabia que entre eles (os apóstolos), que alguém O trairia… É certo que Jesus, já sabia quem seria o traidor e na última ceia ele iria se revelar, neste caso, com um beijo na face de Jesus!..

A Ultima Ceia… O ultimo encontro!

Nós, cidadãos, pagadores de impostos, elegemos nossos administradores públicos (não líderes, não “guias”), mas sim, empregados públicos, os quais deveriam se submeter suas ações ao desejo do povo e não o oposto, visto que, é o povo o seu patrão! No entanto, na prática isso é invertido… E traição não deve ser o comportamento de um “empregado” diante do seu empregador!

Antes de tudo, o administrador deve agir com transparência e previsibilidade, dar acesso ao povo às suas ações… Rui “Corta”, logo após sua eleição tomou medidas administrativas duras contra a sociedade, medidas estas que não estavam previstas em seu Plano de Governo, além disso, segundo o prefeito de Salvador, “teria ele escondido a situação fiscal do estado”… E ainda diz que ele “cometeu estelionato eleitoral”… (Veja aqui). Neste caso do fechamento do JB, já era há muito tempo sabido por todos, mesmo assim, foi criada uma falsa expectativa, uma esperança que nunca existiu – pois, o governo jamais mudaria seus planos, mesmo assim, uma comissão foi “atraída” até Salvador, formada por prefeito, vereadores, alunos, professores e outros – num ato em vão, desperdiçando energia, tempo  e dinheiro público: um “verdadeiro” beijo de Judas!

Na “Última Ceia”, professores e corpo administrativo do Colégio, em reunião numa mesa, na mesma sala que programavam suas didáticas, metodologias, planos de aula… Debruçados sobre um passado que não volta mais!

Veja nota de uma professora em rede social:

“O Colégio JB continua e continuará vivo nas nossas melhores experiências, nas nossas melhores histórias. Estará vivo no nosso melhor exemplo de luta e de dedicação.
@josebatistavive” (Ana Glória)


Os comentários estão fechados.