Conforme nota da assessoria de comunicação da Defesa Civil de Macaúbas,   nesta quarta feira, 14, reuniram-se na sede da Defesa Civil de Macaúbas, o Coordenador de Proteção e Defesa Civil, Sr. Gileno Leão Pinto Neto e sua Equipe, juntamente com membros da Brigada de Combate a Incêndios Guardiões da Mata, Secretario Interino do Meio Ambiente, o Sr. Marbenildo Firmino dos Santos e o Capitão da reserva do Corpo de Bombeiros da Bahia, o Sr. Uirlei, onde discutiram a convocação ou recrutamento de novos combatentes voluntários, para ajudar na prevenção e combates a incêndios florestais e futuramente em novos cursos ou aperfeiçoamento para combates a incêndios urbanos, dentro dos limites do município de Macaúbas. Lembrando que, foi apresentado e feito o levantamento de todo material adquirido anteriormente, como pode ser visto nas imagens.

            No contexto foi citada também, a importância da Educação Ambiental nas comunidades, onde os brigadistas e técnicos após orientações através de cursos possam ministrar esses palestras nas comunidades, no intuito de fortalecer o apoio a não degradação do meio ambiente, e assim, prevenirmos desmatamentos, caça e, por fim, queimadas descontroladas.

            Vale salientar, que foi ressaltada a importância dos monumentos naturais do município, bem como, os sítios arqueológicos onde poderão ser executados trabalhos de conscientização na comunidade com este potencial, e também, exploração do Turismo Ecológico e pratica de Esportes Radicais, gerando trabalho e renda não só as famílias das localidades, mas também, a todo comércio do município de Macaúbas.


 

Agenda IRM – anote os dias, horários de atendimento da Clínica para mês de  OUTUBRO/20 – Para mais informações entre em contato através dos telefones: (77) 3473-2514 ou 9993-2453

                    A IRM fica no centro de Macaúbas na rua Dr. Vital Soares.

A Clinica atende também pelos convênios:

  • CORREIOS SAÚDE
  • BRADESCO SAÚDE
  • CAIXA SAÚDE

Além de realizar mamografias pelo SUS para pacientes entre 50 a 69 anos.

Entre em contato com a IRM e tenha mais informações   

      AGENDA DE ATENDIMENTOS DA IRM

CARDIOLOGIA Dr. Wesley Rodrigues

Dra. Lidiane Cruz

À marcar

Segunda e quarta-feira

CIRURGIÃO GERAL Dr. Claunilton Martins Sob marcação
CLINICO GERAL Dra. Natássia Lula Terça e Quarta-feira T
CLÍNICO GERAL/

ULTRASSONOGRAFIA

Dr. Ednardo Brandão Segunda a quinta 12;00hs

Sexta-feira MT

COLOPROCTOLOGISTA Dr. Ricardo Tolentino Á marcar
DERMATOLOGIA Dr. Eduardo Marques 07/11/2020 M
DERMATOLOGIA Dra. Camila Marques 23/10/2020 M
ELETROENCEFALOGRAMA 19/10 e 09/11/2020 MT
ENDOCRINOLOGISTA/

PEDIATRA

Dr. Paulo Wesley 16/10 e 30/10/2020 M
FISIOTERAPIA Dra. Nathiala Araújo Terça e Quinta-feira M
FISIOTERAPIA Dra. Rosilaine França Segunda, Quarta e Sexta-feira M
FONOAUDIOLOGIA Dra. Glenda Monteiro Sob Marcação
GASTROENTEROLOGISTA Dr. João Paulo Sexta-feira
GINECOLOGIA E OBSTETRICIA Dra. Janaina Célia 17/10 e 31/10/2020 M

22/10/2020 T

MASTOLOGISTA Dr. Pedro Malheiro À marcar
NEUROLOGIA Dr. Wóquiton Rodrigo 19/10 e 09/11/2020 MT
NUTRICIONISTA Dra. Regiane Figueiredo Sábado M
OFTALMOLOGISTA Dr. Clériston Spínola 22/10 e 29/10/2020 MT
ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Dr. Isac Caires Quarta-feira M
ORTOPEDIA/ MEDICINA DO TRABALHO Dr. Wilton Adriany Terça, quinta e sexta M
ORTOPEDIA/ ORTOPEDIATRIA Dr. Nilton Brito 24/10/2020 MT
OTORRINOLARINGOLOGISTA Dr. Ricardo Araújo À marcar
PNEUMOLOGIA Dra. Nina Rosa 05/11/2020 T
PSICOLOGA Dra. Andreia Cristina Quarta e Sexta-feira M
PSICOLOGA Dra. Aída Cardoso Sob Marcação
PSICOLOGA Dra. Renata Figueiredo Quarta T e Quinta M
PSICOLOGA Dra. Gleyse Teixeira Sob Marcação
PSICOLOGA Dra. Eliane Silva Sob Marcação
PSICOLOGA Dra. Taiana Oliveira Segunda-feira T
PSIQUIATRIA Dr. Renato Costa 19/11/2020 M
PSIQUIATRIA Dr. Antônio Rabelo 19/11/2020 M
ULTRASSONOGRAFIA  

Dr. Cleomenes Cardoso

 

Segunda, Quarta e Quinta T

Terça e Sábado M

UROLOGISTA Dr. Bruno Carneiro 03/11/2020 M

18/11/2020 T

 


Em operação realizada nesta quarta-feira (14) em Roraima contra o desvio de recursos públicos para o enfrentamento à Covid-19, a Polícia Federal apreendeu dinheiro vivo dentro da cueca do vice-líder do governo Bolsonaro no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR).

Parte das notas, de acordo com investigadores envolvidos no caso, estavam entre as nádegas de Rodrigues. Cerca de R$ 30 mil foram encontrados na casa do parlamentar.

O representante do DEM no Senado disse, em nota, que confia na justiça e que irá provar que não tem envolvimento com qualquer ato ilícito.

Deflagrada pela PF e pela CGU (Controladoria Geral da União), a Operação Desvid-19 tinha o objetivo de coletar informações sobre o desvio de recursos públicos oriundos de emendas parlamentares. Cada congressista tem direito a R$ 15 milhões por ano em emendas ao Orçamento da União.

Os valores eram destinados ao combate à pandemia da Covid-19, recursos administrados pela Secretaria de Saúde de Roraima.

Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Boa Vista, expedidos pelo ministro Roberto Barroso, relator da investigação no STF (Supremo Tribunal Federal). Rodrigues foi um dos alvos.

A reportagem ligou para o senador, mas não conseguiu contato. Em um comunicado que fez sobre o caso, o senador disse acreditar “na justiça dos homens e na Justiça Divina”.

“Estou tranquilo com o fato ocorrido hoje em minha residência em Boa Vista, capital de Roraima. A Polícia Federal cumpriu sua parte em fazer buscas em uma investigação na qual meu nome foi citado”, afirmou Rodrigues.

Ele disse que teve o “lar invadido” pelos investigadores, por apenas ter feito o trabalho como parlamentar, levando recursos para o combate à Covid-19 na saúde do estado.

“Tenho um passado limpo e uma vida decente. Nunca me envolvi em escândalos de nenhum porte. Se houve processos contra minha pessoa no passado, foram provados na justiça que sou inocente”, acrescentou.

“Na vida pública é assim, e, ao logo dos meus 30 anos dentro da política, conheci muita gente mal intencionada com o intuito de macular minha imagem, ainda mais em um período eleitoral conturbado, como está sendo o pleito em nossa capital”.

O parlamentar disse ainda que não trabalha no Executivo, não é ordenador de despesas e, como legislador, faz a parte dele, “trazendo recursos para que Roraima se desenvolva. Que a justiça seja feita e que, se houver algum culpado, que seja punido nos rigores da lei”.

(Fonte Bahia Notícias)


Diferentemente de alguns municípios da região, os candidatos a prefeito e vereadores de Macaúbas, têm mantido o “tom” da campanha eleitoral, já alguns municípios vizinhos com campanhas mais “acaloradas” têm dado meios para espalhar não somente a “discórdia” típica da época mas sim, e também o vírus do Covid-19; tanto é que a Secretaria de Saúde do Estado e o Ministério Público emitiram nota a respeito das aglomerações provocadas pelos eventos políticos. Recentemente a “serviço” do pleito eleitoral o Governo do Estado na contramão do óbvio, “liberou” reuniões com até 100 pessoas… Como os “números” em época de eleições são todos “irracionais” onde 100 vira mil e este milhões, abriu-se uma brecha como há tantas nas leis deste país, principalmente a eleitoral, para que o eleitor e, em especial, os do governo a se sentir “mais à vontade” para contrair o vírus!

Voltando…

Não sendo assim…

É melhor você se mascarar nestas eleições, e se assim for, melhor seria um decreto proibindo “novas contaminações”, como muitos prefeitos por ai deixam de fazer obras hídricas, dando como desculpa a Lei da Gravidade! Ora, se há o instrumento da “revogação”!..

E se assim for…

Revoga-se todas as disposições em contrário, exceto o trecho: …”Como os “números” em época de eleições são todos “irracionais”… Visto que o eleitor também se propõe a isso!


Por quase uma semana sem registrar novos casos, neste segunda feira, 12 – as autoridades em saúde do município divulga o Boletirm Diário da Covid-19, com registro geral de 58 casos oficiais, destes 47 recurepados e outros dois foram a óbidos por motivos não relacionados a pandemia. No boleltim anteriror, o registro era de apenas 06 casos ativos, com os 03 novos hoje anunciados, sobe para 09, ou seja; um aumento de 50%.

Segundo o boletim, dois destes são moradores da zona rural e um da sede, isso pode significar que tiveram origens diferentes. O que preocupa é que se os 06 ativos, segundo informações, estam em quarentena – é certo (ou não) que estes três novos casos tenham origem de pessoas vindas de outros lugares, ou eles saíram (para foram do município) e pegram o virus, ou ainda, um hipótese remota, de uma transmissão comunitária de algum assintomático não identificado, esta ultima possibilidade seria um caos!

A perda da rastreabilidade dos casos pelas autoridades em saúde é a pior situação numa pandemia, mais ainda num município pequeno como o nosso, e isso significaria o descontrole total das origens dos casos, ou seja, a perda do “fio da miada”! Por isso, é importante a vigilãncia constante tando dos setores da saúde quanto de toda sociedade… Informar as autoridades em saúde quanto a casos suspeitos, de alguém que chegou de fora e não respeitou a quarentena, não é ser “x9”, e sim, presta um serviço essencial e cidadão ao município e a toda comunidade.


Ainda não é tempo de comemorar e sim de atenção e manter os cuidados necessários, sem muito alarde e desleixo. A doença pode ser para uns de baixa ou nenhuma intensidade, mas para outros pode ser letal. Macaúbas em relação a outros municípios da região, com população menor, tem tido melhor controle e números menores que os dos vizinhos, isso; certamente por uma política de ações publicas e sem dúvida a cooperação da comunidade.

Com 06 casos ativos Macaúbas, os quais, caso não haja novos contágios, em pouco tempo poderá ser zerado, no entanto para isso, é necessário a quarentena destes infectados e a continuidade das boas práticas de prevenção, visto que “todos são suspeitos”, tomando como base que o índice de contaminados assintomáticos é grande, bem maior do que dos próprios contaminados identificados.

É possível que o uso de mascas seja necessário até o início do segundo semestre do próximo ano, visto que a vacinação em massa não se dará já no primeiro semestre. É sabido que no primeiro momento apenas os grupos dos profissionais da saúde, idosos, grupo de risco e outros profissionais da segurança, seja contemplados com a vacina. Sendo assim, para o grande público a vacina talvez não cheque tão cedo.


Os direitos e deveres do agricultor. (Foto reprodução Google)

Por: Amanda Thaíssa Cunha *

Para conseguir os benefícios rurais (Aposentadoria Rural, Salário-maternidade Rural e os auxílios por incapacidade), os trabalhadores rurais precisam preencher alguns requisitos, principalmente COMPROVAR A ATIVIDADE RURAL. Nesse sentido, não basta ser trabalhador rural; é necessário comprovar isso através de documentos.

Ademais, nos últimos anos, o Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, tem sido, cada vez mais, exigente com as documentações dos trabalhadores rurais. Do mesmo modo, o Judiciário não tem se mostrado um porto seguro para os trabalhadores, já que os depoimentos pessoais e testemunhais têm gerado muitos indeferimentos de benefícios.

Nesse sentido, a solução mais adequada para os trabalhadores e trabalhadoras rurais é começar a organizar a documentação com antecedência. No caso da Aposentadoria por Idade Rural, pelo menos 15 anos antes; no caso do salário-maternidade rural, antes de engravidar. Essa atitude antecipada do trabalhador diminui consideravelmente o risco de indeferimento. É preciso se atentar que o primeiro requerimento será determinante, haja vista que, uma vez indeferido, fica mais difícil reformar a decisão em recursos.

Para que você, trabalhador rural, possa começar a organizar sua documentação, segue os principais documentos que são considerados principais para comprovar a atividade rural.

1) Documentos da terra que trabalha (Escritura Pública, contrato de compra e venda, contrato de arrendamento, parceria, comodato rural ou INCRA/ITR);

2) Declaração de Aptidão no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – DAP;

3) Documentos que informem a profissão, como certidões de nascimento/casamento, fichas de atendimento médico/odontológico;

4) Comprovante de empréstimo bancário para fins de atividade rural;

5) Notas de compras de produto (quando comprar insumos para produção rural, guardar a nota de compra);

Assim, a organização e o preparo da documentação de forma antecipada, bem como a utilização dos documentos corretos, têm se mostrado uma forma acertada de diminuir o risco de indeferimento dos benefícios rurais.

______________________________________________________________________

 * Amanda Thaíssa Cunha

 Advogada, Atua em Direito Previdenciário Rural, Regularização de Imóveis Rurais e Urbanos e na elaboração de Contratos.

Instagram: amandathaissa.advFacebook: Amanda ThaissaE-mail: [email protected]

 

 


Exceto a capital baiana, com independência financeira, autônoma, não espera pelo Governo Estadual para “gerir” sua rede de escolas municipais, até mesmo por um fator de “disputa política”, no entanto, pode servir de exemplo para outro municípios baianos, e por que não o de Macaúbas? O qual tem condições financeiras, intelectuais para traçar seu plano de “ressuscitação” do ano letivo de 2020.

Em Salvador será implantado o Plano Contínuo Curricular 2020/2021, onde no próximo serão integradas e deverá se interagir os conteúdos dos dois anos letivos. Certamente o número de dias letivos devem aumentar. Veja nota, do Bahia Notícias:

A educação também “salva”!… E cada um com sua fé!

...”A saída encontrada pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) de Salvador pra tentar recuperar o prejuízo de mais de seis meses de aulas suspensas na rede municipal é a implementação do “contínuo curricular 2020/2021”. A gestão soteropolitana não trabalha com a hipótese de cancelamento do ano letivo, e por isso a estratégia foi elaborada, segundo interlocutores ouvidos pelo Bahia Notícias.  

As aulas foram suspensas em todas as unidades de ensino da Bahia no mês de março por causa da pandemia da Covid-19 (lembre aqui). As escolas foram uma das primeiras a serem impactadas pelas medidas de controle da disseminação da Covid-19. Outros setores na sociedade já retomaram suas atividades no novo normal, mas as salas de aula do estado estão vazias há quase sete meses.

Figuras ligadas à Smed afirmam que a prefeitura de Salvador já definiu que não irá finalizar o plano pedagógico de 2020. A proposta é de com o “contínuo curricular 2020/2021” tentar reduzir os prejuízos da formação dos alunos. A partir da estratégia, o currículo de 2020, em que se define as habilidades educacionais para cada série, será integrado ao de 2021.

A gestão ainda admite que existe a possibilidade do ano letivo de 2022 ainda sofrer os impactos e efeitos deste ano atípico, principalmente em relação as séries iniciais, de pré-alfabetização.

Conforme avançam as séries, o grau de dificuldade para a adaptação do conteúdo e a tentativa de compensá-lo também aumenta. A fonte da Smed explica que em relação Fundamental 2 (5º ao 9º ano) é especialmente complexo, porque envolve interação com o ensino médio, que faz parte da rede de Educação do estado. Diante disso, o currículo do último ano do fundamental vai precisar ser integrado com o estado em um trabalho conjunto entre a Smed e a Secretaria Estadual de Educação”…