Oficialmente Macaúbas conta com apenas 02 casos ativos. E em Ibipitanga, há suspeitas de transmissão comunitária.

30km apenas separam as duas cidades, e a relação entre as duas são intensas, mais ainda entre os interiores dos municípios, onde Ibipitanga, há registros superiores a 50 casos ativos, que segundo consta a origem maior foi por aglomerações devido a campanha eleitoral, uma desnecessidade que pode custar vidas. Segundo fontes da secretaria local em seu boletim diário, há pelo menos 04 caos que inspiram cuidados, um  transferido para Vitoria da Conquista, dois internados no hospital local e outros tomando oxigênio em casa.

 

Em Macaúbas, segundo o boletim desta sexta feira, 16, constam apenas 02 casos ativos, e há alguns dias que não há registro oficial de novos casos. No entanto, ainda é visto “focos” de aglomerações desnecessárias. Espera-se que os postulantes a vagas tanto aos cargos do executivo como do legislativo não incentive a realização de carreatas ou coisa parecida, mantendo o atual ritmo da campanha, com visitas controladas e reuniões de pequeno porte, e o uso das redes sociais que é o canal democrático e que chega a maioria da população.

 


Deixar uma Resposta