Macaúbas trabalhará para implantação de Centro de Hemodiálise.

Centro em Macaúbas poderá reduzir sofrimentos! (imagem reprodução)
Centro em Macaúbas poderá reduzir sofrimentos! (imagem reprodução)

DSCN9185Informações preliminares dão conta que há possibilidade concreta da cidade de Macaúbas ser contemplada com um Centro de Hemodiálise. Segundo informações do vereador Marciel Costa Souza, em seu discurso na Câmara de Macaúbas, proprietário da Clinica de Brumado que atende toda região se demostrou interessado em realizar estudo de viabilidade técnica e econômica para implantação do centro nesta cidade.

O comunicado foi realizado em sessão da Câmara de Vereadores na noite desta quinta feira 17, em reunião presidida pelo vereador Anderson Gumes. Deverá ser realizada  uma reunião de entendimento entre o Prefeito Amélio Costa Jr e equipe técnica de Brumado assim, são as afirmativas do Líder do Governo na Câmara, o vereador Ricardo Costa que se dispôs a contribuir com a implantação deste importante centro, o qual, caso seja confirmado, deverá beneficiar toda região. A notícia foi bem aceita por todos os vereadores que darão irrestrito apoio ao Projeto.

Casos em Macaúbas precisam de estudo!

Somente Macaúbas, segundo consta, há 21 pacientes que fazem tratamento na cidade de Brumado, mais outros 14 da cidade de Boquira e outros de cidades vizinhas, tendo que fazer três viagens até Brumado por semana. Uma peregrinação que causa sofrimento ao paciente e seus familiares, comprometendo desta forma a qualidade de vida de todos. Outro benefício será a redução dos custos para os municípios beneficiados.

O alto índice de pacientes que fazem Hemodiálise em Macaúbas deveria ser fonte de pesquisa e estudo pela Secretaria da Saúde, devendo a mesma ter informações de suas causas, incidência por região, se se trata de hereditariedade, cultura alimentar, contaminações ou até, segundo consta, qualidade da água que consomem. O blog não consegui manter contato com o setor competente desta pasta, mas espaço fica aberta para interessados.

E o que é HEMODIÁLISE?

“A hemodiálise é um processo no qual uma máquina limpa e filtra o sangue, fazendo o trabalho que um rim doente não consegue fazer.

Os rins são os órgãos responsáveis pela filtragem do nosso sangue, que reabsorve várias substâncias úteis ao nosso organismo. Eles são os únicos órgãos do corpo humano que podem ser substituídos por uma máquina, embora essa substituição não seja perfeita.

Através da hemodiálise, pessoas que possuem suas funções renais prejudicadas têm a oportunidade de manter uma vida próxima do normal, podendo praticar atividades físicas, trabalhar, viajar, etc.

A hemodiálise é feita através de uma máquina que filtra artificialmente o sangue. Nessa máquina, o sangue da pessoa circula através de um rim artificial cheio de tubos com membranas semipermeáveis. Esses tubos se encontram mergulhados em uma solução que contém as mesmas substâncias que se encontram presentes no sangue, como a glicose, sais, entre outros. Como essa solução em que os tubos se encontram mergulhados possui as mesmas concentrações que o sangue, apenas as substâncias tóxicas e impurezas saem do sangue através de difusão, pois se encontram em concentrações diferentes.

A fim de retirar e devolver o sangue para o corpo do paciente durante a hemodiálise é necessário que se construam fístulas arteriovenosas, onde, através de uma cirurgia vascular, se liga uma artéria a uma veia, criando uma veia periférica com alto fluxo sanguíneo e mais resistente a punções repetidas, necessárias para a hemodiálise. Cada sessão de hemodiálise dura entre quatro a seis horas, e deve ser feita pelo menos três vezes por semana.

Mesmo com os benefícios da hemodiálise, o paciente pode apresentar complicações como hipertensão arterial, anemia severa, descalcificação, desnutrição e hepatite, que podem ser tratadas e controladas a cada sessão de hemodiálise.

Todos os pacientes que fazem hemodiálise devem fazer exames mensais para medir as taxas de ureia, fósforo e ácido úrico; e também exames para verificar o estado dos ossos, a fim de evitar a descalcificação. Esses pacientes também fazem uso de medicamentos antes das sessões (como a heparina, que evita a coagulação sanguínea) e também durante e depois das sessões (como vitaminas do complexo B e vitaminas C, que ajudam a mobilizar os estoques de ferro do organismo). É importante que o paciente faça uso de alguns medicamentos em casa, como carbonato e carbonato de cálcio, que impedem a absorção de fósforo, evitando doenças ósseas.

É muito importante que pacientes que fazem hemodiálise tenham cuidado com a alimentação, pois o consumo de certos alimentos (como doces e salgados) pode aumentar a ingestão de água. Como há uma diminuição da urina, os líquidos e o sal ficam acumulados no corpo, originando os inchaços e o aumento da pressão arterial.

Por Paula Louredo
Graduada em Biologia”


Uma Resposta para “Macaúbas trabalhará para implantação de Centro de Hemodiálise.”

  1. Aníbal Cajado O. Neto

    Que de tão somente “conversas” e propostas, não se resuma esta conspícua notícia, pois para um ser humano enfrentar essas 03 viagens (relativamente longa, 500 km aprox.) semanalmente, não é bom nem pensar, só que como foi dito na matéria acima, elas são reais, para aqueles acometidos por esse mal conseguirem sobreviverem…; Que o racionalismo impere entre essas duas ou três? partes envolvidas (empresário e poder publico local e estadual), e principalmente o “Demiurgo” e todo poderoso artífice do universo, “ilumine” esses homens a chegarem á um consenso, e os pacientes e os seus familiares, rogarão pela “graça” conseguida! Oxalá……..

Os comentários estão fechados.