MACAÚBAS: MORADORES DE VEREDINHA BLOQUEIAM ESTRADAS EM SINAL DE PROTESTO.

   Estrada que liga a comunidade de Caititu de Veredinha a BA 156, esta interditada. 

No início desta semana moradores da comunidade de Caititu de Veredinha, povoado que fica às margens da BA 156, trecho entre Macaúbas e Boquira, bloqueiam a principal via de acesso à comunidade, sendo também uma via muita usada para ter acesso à cidade de Ibipitanga, bem como rota principal de ônibus e caminhões que fazem transporte de pessoas e mateais, tendo assim um grande fluxo. 

Incomodados pela poeira, que segundo informações vem causado problemas de saúde aos moradores que residem às margens da estrada, principalmente as crianças que sofrem de asmas e complicações respiratórias, resolveram fechar a via em sinal de protesto e exigem das autoridades a conclusão do asfalto que deveria ligar até a BA 156. Diz um dos moradores que o trecho é de apenas um quilômetro e meio ( 1.500m) e que já é promessa velha. 

O prefeito José João Pereira, Zezinho, esteve no fim de tarde desta quarta feira (07) em reunião com a comunidade.  O gestor disse que a obra já foi licitada e que deverá ser realizada com recursos do Estado através de uma empresa, e que agora só depende da autorização do Estado da Bahia para seu início. Informou que a Prefeitura não tem recursos próprios para realizar a obra sozinha, depende de parceira com órgãos do Estado que tem seu tempo, burocracias e cronogramas. Informou ainda  que está fazendo os esforços necessários para acelerar o processo com cobranças ao Governo do Estado.
Principal via de acesso à comunidade também foi fechada, bem como
todas as secundárias.
Devido o fechamento das estradas alunos ficaram dois dias sem aula, um outra rota foi desbloqueada para entrada do ônibus escolar e prestação de socorro no caso de emergência, informaram os líderes do movimento. As aulas já retornaram à normalidade. 

       Entrada de Caititu de Veredinha, há 10Km de Macaúbas, margeada pela BA 156, também foi  fechada com troncos e galhos de árvores secas. 

No interior do povoado diversas vias foram bloqueadas. 

  Lideres do movimento dizem que não tem prazo para liberar as vias se não tiverem uma solução do problema.  

O pó fino é levantado e invade casas que estão as margens da estrada.
A situação se agrava mais ainda neste tempo de vento e frio.

Aqui finaliza a parte de asfalto que deveria seguir até a BA 156.
Restando apenas 1.500m

   Isolados, moradores se sentem excluídos pelo não complemento da pavimentação asfáltica  que deveria ligar até a BA 156. Informam que o projeto original contemplou 100% da obra, dando a entender que houve desvio de recursos ou usaram para pavimentar ruas do centro de Veredinha. 


Os comentários estão fechados.