Idosos com mais de 80 anos podem receber agente do INSS para prova de vida em casa. Veja nota.

Em Macaúbas, onde existe também uma considerável população de idosos, e estes aposentados ou pensionistas do INSS, muitos destes com mais de 80 anos e alguns com algum tipo de dificuldade de ir as agencias bancárias ou ao próprio INSS para fazer a “prova de vida”… Um caso chamou a atenção das mídias nacionais, onde um idoso de 90 anos foi carregado no colo para fazer tal “prova” – por falta de informações da família e de divulgação por parte dos próprios órgãos e em especial o INSS, o idoso foi submetido a tal situação considerada desnecessária e no dia seguinte foi a óbito!

Segundo o INSS, que não divulga ou pouco divulga, é que idosos acima de 80 anos que tenham dificuldades de saúde ou mobilidade, podem solicitar a visita de agente do órgão até sua residência ou outro lugar onde estiver… Veja abaixo nota do portal Uol Notícias:

A informação é a solução

…”Segundo o portal Uol Notícias, Vilson Sátiro Bitencourt, 90, teve que ser carregado no colo até uma agência do Banco do Brasil para provar que estava vivo e receber a aposentadoria, no valor de R$ 998. O caso aconteceu na segunda-feira (1º), no município de Lapa, na região metropolitana de Curitiba, de acordo com o relato feito pela filha de Bitencourt nas redes sociais. O idoso teria sido levado de carro por um percurso de 30 quilômetros, de sua casa, na zona rural da cidade, até o banco. Depois, foi carregado no colo do carro até o interior da agência. O benefício acabou sendo liberado na terça-feira (2), mas, com pneumonia, Bitencourt teve uma parada cardíaca e morreu no mesmo dia.

INSS: Prova de vida pode ser feita em casa

O INSS informou que beneficiários com mais de 80 anos que não podem comparecer às agências para fazer prova de vida –por causa de doença ou problemas de locomoção– podem agendar para que um servidor do INSS vá até a sua casa ou a outro local. O agendamento pode ser feito pelo telefone 135 ou pelo Meu INSS. No caso de pessoas com problemas de locomoção, é preciso apresentar um atestado médico ou declaração emitida por um hospital. Ainda segundo o INSS, a prova de vida também pode ser feita por um representante legal ou procurador do beneficiário legalmente cadastrado no INSS….”

 Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2019/07/03/idoso-prova-de-vida-parana.htm?cmpid=copiaecola


Os comentários estão fechados.