Fala Cidadão: populações de Ibipitanga, Botuporã e Paramirim sofrem com suposta baixa qualidade de água servida pela Embasa.

Imagem meramente ilustrativa (www.saneamentobasico.com.br/)

Em contato com a redação do blog, morador de Ibipitanga, diz que está recebendo nas torneiras de sua casa água “barrenta”, turva, de péssima qualidade, além de ter mal cheiro, tem gosto ruim (salobra), dizendo que toda a população ficou quase um mês sem águas nas torneiras e mesmo assim a empresa responsável pela captação, “tratamento” e distribuição emitiu fatura cobrando o consumo. Também nas cidades de Botuporã e Paramirim há queixas à empresa sobre a provável má qualidade das águas captadas e distribuídas pela Embasa, conforme nota em rede social do vereador de Botuporã Glauber Magalhães: Veja:

“Paramirim em situação semelhante a de Botuporã: população tendo que comprar água mineral para consumo, como mostrado no ofício assinado pela vereadora ao promotor da comarca. Um problema grave desse temos que buscar todas as providências cabíveis (até mesmo porque muitos têm dificuldade econômica em fazer esta substituição para consumo). Embasa precisa se manifestar de uma forma que a população possa voltar a ter confiança em consumir esta água. Não adianta dizer que tá tudo bem, e milhares de pessoas demonstrarem o contrário!”

FOTO: RAUL GOLINELLI / GOVBA  (Audiência Pública realizada em Paramirim 28/05/2015)

Lembrando que na primeira gestão do governador Rui Costa foi prometida a construção de barragens sobre o Rio da Caixa e a construção da Adutora do Zabumbão. Em 2015 até licitação foi realizada, passaram-se anos e a promessa não foi cumprida, mesmo assim o governador foi reeleito com expressivo número de votos na Bacia do Paramirim… E agora o povo sofre pela promessa não cumprida!… veja aqui e aqui também. 

Em Livramento cidadão “presenteia” Governador (Foto L12)

O que é isso?… Suco de laranja?… Isso é o que deveria ser H2O, segundo nota dos meios de comunicação da época (2015) uma cidadã moradora de uma comunidade de Livramento, aproveita a presença do governador Rui Costa e apresenta numa garrafa PET, amostra de água que é servida pela embasa. O caso não teve ampla divulgação imprensa regional, alguns meios até parece que “deletaram” as matérias da época… Isso mostra que o caso de água “turva” vem de longe!

O blog não conseguiu manter contato com a direção regional da Embasa, nem com o Palácio de Ondina. No entanto, espaço fica aberto para interessados através do e-mail do blog: [email protected]

Ofícios de vereadores direcionados a diversas autoridades do Estado.


Os comentários estão fechados.