Com “140%” dos leitos ocupados, Macaúbas entra em “colapso”. Novo Decreto será editado e deve endurecer medias para conter o Covid-19.

Sabe-se que Macaúbas tem apenas 05 leitos equipados para Covid-19, e o Boletim desta segunda feira, 22, trás a informação de 07 pessoas internadas em área reservada para pacientes infectados. Visto que no boletim de ontem (21), trazia pelo menos 03 internados e tendo 60% dos leitos ocupados, hoje (22), com 07 leitos ocupados, extrapolando assim duas vagas (leitos), ou seja “40%” a mais dos leitos disponíveis (05), o que levou ao colapso “matemático” e “sanitário”,  do sistema  de saúde destinado ao tratamento de Covid-19 no município.

UPA de Macaúbas fecha ao limite

Uma reunião realizada na manhã desta segunda feira, sob o patrocínio da Prefeitura de Macaúbas,  com diversos setores da sociedade e corpo técnico da Secretaria de Saúde de Macaúbas, onde foi discutida a atual situação da Pandemia da Covid-19 em Macaúbas, a “chamada pública” se justifica depois da disparada no número de casos registrados oficialmente no município, somente nesta segunda feira – foram registrados 27 novos casos, elevando assim, os ativos para 135, o maior patamar desde os registros oficiais e, sabe-se que há ainda muitos casos sem registro.

É certo afirmar que em Macaúbas já está em circulação novos “formatos” do vírus, os quais são mais transmissíveis, o que fez com que Macaúbas registrasse em poucas semanas números alarmantes de casos, contribuindo assim para o caos a nível estadual, sem falar do “seu próprio caos” . Com ocupação extrapolada dos leitos/Covid, caso ocorra necessidade de internamento, este paciente deverá ser transferido ou a Secretaria de Saúde deverá criar novas alas especiais para estes pacientes, sendo esta segunda hipótese a mais relevante, visto que os municípios da região estão passando pela mesma situação.

Reunião com setores da sociedade cobra medidas urgentes (Foto Ascom PMM)

NOVO DECRETO:

É esperado para os próximos dias medias mais duras para conter o crescimento dos casos e assim desafogar o sistema de saúde que se encontra em colapso. Estas medidas serão editadas através de um Novo Decreto do Executivo, entre elas uma das opções é reduzir o horário do comércio local, como já foi feito, em momento bem mais tranquilo da pandemia. Aguarda-se”

Veja o boletim de hoje:

Texto revisado em 23/02/21 às 8h35mim


Os comentários estão fechados.