Chuvas em Macaúbas: 2017 registrou-se 571mm. Em janeiro/18 chove 54mm.

 

Riachão do Leite (sob a ponte que corta a BA 156) Foto Helivelto Lima

Apenas em dois dias  (02 e 04) do mês de janeiro(18), choveu mais que no mesmo período do ano de 2017. Os dados são do SETAF com sede em Macaúbas, obtidos pelo Técnico Osvaldo. Em 2018 (dados estes colhidos apenas na sede do município, nos “quintais” do antigo Projeto Sertanejo), foram aferidos 9mm no dia 02 e 45mm no dia 04, neste dia foram registrados uma sequência de três chuvas de grandes volumes, suficientes para “acordar” o Riachão do Leite, dando passagem para as águas até a Lagoa do Tamboril e assim, permitindo sua penetração no Açude de Macaúbas, manancial que há décadas não transborda e atualmente sofre com a maior estiagem dos últimos 50 anos.

Veja abaixo o índice pluviômetro do ano de 2017 mês a mês. (em mm) (dados colhidos em pluviômetro instalado na sede do município, no bairro Coité) 

01- Janeiro:  54 (melhor chuva foi a do dia 14 com 33mm)

02- Fevereiro: 101 (Melhor chuva: dia 02 com 40mm)

03- Março: 155 (Melhor chuva: dia 28 com 80mm)

04- Abril: 5mm

05- Maio: Junho Julho e Agosto: 00mm

06- Setembro: 29mm (melhor chuva: dia 26 com 24mm)

07- Outubro: 17 (melhor chuva no dia 8 com 12mm)

08- Novembro: 172mm (Melhor chuva: dias 13 e 19 com 50mm) ( em Novembro de 2016 foram 104mm)

09- Dezembro: 38mm (Melhor chuva no dia 07 com 15mm) (em Dezembro de 2016 foram 119mm) 

Em 2018 foram, pelo menos na sede foram  registrados apenas dois dias de chuvas: dia 02 com 09mm e dia 04 com 45mm.

O índice pluviométrico durante o ano de 2017 foram 571mm. bem abaixo dos melhores anos para agricultura do município, onde a fartura do Feijão Catador, dava ao município  o “status” de Capital do Feijão, que chegava a registrar quase 1.000mm (ou seja 1m de chuva por metro quadrado)

Tem-se notícias que em outros pontos do município a precipitação de chuvas superaram a média registrada na sede, bem como o oposto ocorre.

 


Os comentários estão fechados.