Chuvas e “transtornos em Macaúbas”: o que já era anunciado, já era sabido!

… É comum nos noticiários após uma forte chuva: …”

…”Chuva arrasta carros e invade casas na região metropolitana de Belo Horizonte”(globoplay.globo.com) * …”Vídeo: chuva invade restaurante de luxo em BH e deixa clientela perplexa”.. (brasil247.com).

Na noite desta quarta feira, 05 – bem como na semana passada, chuvas “já esperadas” também caíram fortemente em Macaúbas, nesta última, lojas e residências que “invadiram” os córregos naturais das águas pluviais foram inundadas, causando assim, transtornos e prejuízos!

Há duas ou três décadas ali onde se “amontam” construções, prédios, indo da Praça Amélio Costa até a Rua Manoel Messias Figueiredo, era a Ponte Lava Pé, um córrego, curso natural das águas pluviais, onde uma ponte de madeira passava sobre o riacho, água limpa por ali corria, não havia esgoto a céu aberto, até dava pra pescar piabas! O mesmo cenário se via ali no Coité, fundo do Colégio ISEM, descendo para o hoje Posto Ale, Rua do Tanque… Mas, a cidade cresceu, “prosperou” (?), houve a necessidade de “invadirmos” os córregos, cimentá-los, concretá-los e sobre vigas edificar, sobre o leito do riacho construir “sonhos” que teria seu preço num futuro próximo: “transtornos e prejuízos”…

… As águas não vão mudar de rota, as chuvas, segundo previsão irão se intensificar, temporais como estes serão mais comuns, e iremos continuar “invadindo os nossos riachos naturais?”… Iremos continuar a desmatar, invadir riachos e depois responsabilizar a natureza?..

… No loteamento Bela Vista, próximo a nova Praça da Feira, um dos poucos loteamentos regulares, próximo a casa de Ronaldo dos Tratores, ao lado do córrego, ali está sendo edificada uma casa residencial, soube que todo material de construção, areia, foi levado pela chuva, tomara que não, mas já é sabido o resultado disso!… É visto por toda cidade “construções invadindo” leitos de riachos, dando margens para manchetes equivocadas!


Os comentários estão fechados.