Tá difícil... Gráfico de pesquisa inverte posições (Foto Reprodução)
Tá difícil… Gráfico de pesquisa inverte posições (Foto Reprodução)

Conforme o Portal de Notícias G1, o número de pessoas que consideram o governo Dilma Rousseff “ruim” ou “péssimo” atingiu 65% em junho, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (20). Ainda de acordo com o instituto, apenas 10% dos entrevistados consideraram o governo da petista como “bom” ou “ótimo”.

image002

Segundo o site do jornal “Folha de S.Paulo”, no histórico de pesquisas nacionais de avaliação presidencial do Datafolha, a atual taxa de reprovação da presidente da República só não é pior que os 68% de “ruim” e “péssimo” registrados pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello em setembro de 1992, poucos dias antes de ele sofrer um processo de impeachment.

Na véspera de ser afastado da Presidência, em 1992, Collor tinha 9% de aprovação, conforme o Datafolha. Essa foi a pior taxa apurada em toda a série de pesquisas nacionais do instituto.

O resultado da pesquisa de avaliação do governo de Dilma feita neste mês é:
– Ótimo/bom: 10%
– Regular: 24%
– Ruim/péssimo: 65%
– Não sabe: 1%

O levantamento foi realizado pelo Datafolha com 2.840 pessoas de 174 municípios do país entre os dias 17 e 18 de junho, e divulgado neste sábado por meio do site do jornal “Folha de S.Paulo”. A margem de erro é de dois pontos percentuais.


image2

REFORMA POLÍTICA: O único texto aprovado da noite, terça quarta feira, 17 foi a chamada “janela da infidelidade” para troca de partido. A proposta dá ao detentor do mandato eletivo a possibilidade de mudar de legenda nos 30 dias seguintes à promulgação da emenda, sem risco de perda de mandato. Apesar das críticas de alguns parlamentares ao “troca-troca” partidário, foram 317 votos a favor, 139 contra e 6 abstenções. De acordo com a emenda, a desfiliação não é considerada para fins de distribuição dos recursos do fundo partidário e do tempo de TV. Na terça (16) a Câmara aprovou texto que determina a imediata perda de mandato em caso de infidelidade partidária. O texto diz que o político que se desligar do partido pelo qual foi eleito perderá o mandato, exceto em casos de “grave discriminação pessoal, mudança substancial ou desvio reiterado do programa praticado pela agremiação”. Também ficam livres da perda de mandato aqueles que deixarem a legenda por causa de criação, fusão ou incorporação do partido. Atualmente, as regras de fidelidade partidária não estão na Constituição.


Zezinho fala da importância do acesso aos meios de comunicação (Foto ASCOM)
Zezinho fala da importância do acesso aos meios de comunicação (Foto ASCOM)

Conforme nota do Facebook da Prefeitura,  “no fim da tarde desta quinta feira, 26 – o gestor municipal, José João Pereira, juntamente com o Presidente da Câmara Marciel Souza Costa,  vereador Marcelo Nogueira, Ricardo Longa entre outros, secretários municipais, Neto Nogueira e líderes políticos e comunitários reuniram-se na comunidade de Lagoa Clara.

Vereadores e Secretários Municipais prestigiaram o evento (Foto ASCOM)
Vereadores e Secretários Municipais prestigiaram o evento (Foto ASCOM)

Nesta reunião  o prefeito Zezinho, comunicou a chegada do sinal de telefone móvel (celular) para uma melhor comunicação e acessibilidade de todos. Diz Zezinho em seu discurso à comunidade.
Segundo a Nota, diz que a Prefeitura Municipal de Macaúbas, na atual gestão, tem dado prioridade para as comunidades rurais, prova disso são os diversos serviços que tem sido implantados em todo município, a exemplo da saúde, educação, infra estrutura, cultura, etc.

Presidente da Câmara, Marciel, falou do seu apoio ao projeto.
Presidente da Câmara, Marciel, falou do seu apoio ao projeto.

 A nota é finalizada com a afirmativa: … “O prefeito Zezinho também levou iluminação pública, estradas recuperadas e mais de três salas de aula, provando que, apesar das dificuldades econômicas encontradas, não só no município, como em todo estado e país, com determinação é possível atender também regiões mais distantes“… 

A próxima comunidade a receber sinal de celular será Contendas, povoado que fica às margens da BA 156. Este mesmo serviço já atende a comunidade de Santa Terezinha, a Leste do município.


Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

“O deputado Cacá Leão (PP-BA) não faz mais parte da CPI da Câmara que investiga o esquema de corrupção da Petrobras. O seu pai, João Leão (PP-BA), é um dos 34 congressistas que tiveram o pedido de abertura de inquérito aceito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na última sexta-feira (6). Ele será substituído na CPI pelo deputado Beto Rosado (PP-RN). Em entrevista concedida ao Bahia Notícias nesta segunda-feira (9), o parlamentar afirmou que o fato do seu pai estar na lista da Operação Lava Jato não iria interferir no seu trabalho. A bancada do PP também substituiu nesta terça-feira (10) os deputados Lázaro Botelho (PP-TO) e Sandes Júnior (PP-GO), que assim como João Leão serão investigados pela corrupção na estatal. As vagas deles foram repassadas para para Fernando Monteiro (PP-PE) e Ezequiel Fonseca (PP-MT). O PP é o partido que tem o maior número de políticos envolvidos na Operação Lava Jato. Ao todo, 49 pessoas da sigla serão alvo de inquérito, sendo 12 senadores e 22 deputados”. Segundo nota do Site Bahia Notícias: www.bahianoticias.com.br


image002

Conforme nota da Assessoria de Comunicação do Deputado Marquinhos Viana (PV), que participou nesta quarta feira do  café da manhã do governador Rui Costa com 39 parlamentares governistas, quando o Governador  expôs as prioridades de sua administração, voltadas para Saúde, Educação, Segurança Pública e conclusão das obras já iniciadas. O Governador falou das dificuldades financeiras do Estado e da retomada de novos investimentos, quando for concluída a reestruturação administrativa, o preenchimento dos cargos e a melhoria  das finanças,  e assim será possível atender às demandas dos deputados e lideranças políticas.

O Governador, numa atitude democrática, deu oportunidade para os deputados presentes fazerem um relato sobre os problemas regionais que carecem de uma solução, diante  do que o Governador comprometeu-se em atendê-los, na medida em que haja melhoria deste cenário de aperto financeiro.


Marquinhos participa da Cavalgada ao lado de amigos de Tanhaçu.
Marquinhos participa da Cavalgada ao lado de amigos de Ituaçu 

Conforme nota expedida pela Assessoria de Comunicação do Deputado Marquinhos Viana, que esteve neste fim de semana no município de Ituaçu, onde participou da Tradicional Cavalgada do município, que contou com a presença de cavaleiros e amazonas de toda região. Ituaçu, é um dos fortes redutos eleitoral do deputado, onde obteve quase cinco mil votos, tendo o apoio do prefeito Sr. Albercinho, que desenvolve  no município um trabalho que vem resgatando a auto estima dos cidadãos. A grande cavalgada aconteceu neste domingo, 1º de Março, oportunidade que o deputado teve para agradece a expressiva votação, cumprimentou amigos e correligionários.

image002


Foto: Elias Dantas / Ag Haack / Bahia Notícias
Foto: Elias Dantas / Ag Haack / Bahia Notícias

Conforme nota publicada no Bahia Notícias deste sábado, 20 “um desvio milionário de verba pública foi revelado pela presidente do Instituto Brasil, Dalva Sele Paiva, à revista Veja. A entidade é uma ONG criada por petistas da Bahia e foi escolhida, em 2008, pelo governo do estado, para construção de 1120 casas populares para famílias de baixa renda. Recursos do Fundo de Combate à Pobreza para o projeto somam R$ 17,9 milhões.

O Instituto é investigado pelo Ministério Público desde 2010 e já havia provas de que parte do dinheiro desapareceu. Em entrevista à publicação, a presidente revelou que a entidade foi criada com o objetivo de financiar o caixa eleitoral do PT na Bahia. Entre os apontados como envolvidas no esquema estão dirigentes locais e o candidato do PT ao governo estadual, Rui Costa, que recebiam entre R$ 3 mil e R$ 5 mil reais por mês.

Para desviar os fundos, a entidade simulava prestação de serviço com os recursos recebidos e fiscalização dos próprios petistas. Posteriormente, o dinheiro era repassado para candidatos. Quando um acordo pagava a construção de 1000 casas, por exemplo, apenas 100 eram construídas. Cerca de R$ 50 milhões foram movimentados desde 2004. Para Dalva, é “impossível” que o governador Jaques Wagner não soubesse dos desvios, apesar de não o acusar. “Vou levar todos esses fatos ao conhecimento do Ministério Público. Quero encerrar esse assunto, parar de ser perseguida. O ônus ficou todo comigo”, disse.”

Em resposta a nota, se defende o candidato petista à sucessão estadual:

‘Eu quero que provem o meu envolvimento neste caso’, diz Rui Costa sobre acusações

O candidato do PT ao governo da Bahia, Rui Costa, reagiu à matéria publicada pela revista Veja, na qual é apontado como um dos envolvidos em um esquema de desvio de aproximadamente R$ 50 milhões por meio do Instituto Brasil. Para o petista, a reportagem é “inescrupulosa e a serviço do velho coronelismo baiano”.

Rui afirmou que não passa de uma estratégia de usar uma “revista aliada” com o objetivo de repercussão no horário eleitoral gratuito e solicitou que as autoridades competentes investiguem o caso severamente. “Envolver meu nome neste assunto faz parte de uma estratégia leviana e suja. Agora, eu quero que provem o meu envolvimento neste caso. É um desafio”, disse em comunicado oficial. Na reportagem, o candidato é acusado de receber entre R$ 3 mil e R$ 5 mil mensais em um esquema que abastece o caixa eleitoral do PT na Bahia, de acordo com Dalva Sele Paiva, presidente da ONG. O candidato irá interpelar judicialmente a revista Veja e a autora das denúncias ainda nesta semana.

(Notas publicadas no Bahia Notícias deste sábado, 20 – grifo nosso)