A crise vem de sempre… Manobra e rodízio também…

Prevista para  às 8h30, desta segunda feira, 24 de julho,  no Plenário da Câmara de Vereadores, reunião do Conselho Municipal de Meio Ambiente  de Macaúbas e, um dos temas a ser tratado é a “crise hídrica” que passa o município. Na verdade, Macaúbas sempre teve “deficit” d’água, visto que desde a implantação do Sistema de Captação dos Tingues, há mais de 25 anos, sempre houve adoções de medidas para conter o consumo, “medidas estas” não vistas ou recomendadas onde há água o suficiente, que é o caso das “manobras”, dias de soltura de água no sistema de distribuição – manobras estas que na verdade é “um sistema de rodízio”, pois, abaixa a pressão da rede, podendo causar contaminação do sistema e também danifica os tubos, os quais “inflam” a cada nova soltura d’água, num efeito “sanfona”, o que certamente vem causando tantos canos estourados em Macaúbas, além de sua péssima condição de conservação entre outas causas. Esse é um entendimento de um técnico do setor hídrico, o qual também declarou “em off”, que se todos os usuários de Macaúbas aderissem as “ventosas” ou “bloqueadores” de ar, a receita dos agentes arrecadadores reduziam em torno de 20% ou seja, além de termos água racionada, parece que pagamos pelo “vento”…

Sobre a reunião do Conselho de Meio Ambiente, ela também é aberta à população interessada (visto que, quem não tem interesse, não participa), e também tratará de outros temas, a saber: Regularização do Sistema Municipal de Meio Ambiente e apresentação das Ações da Secretaria de Mio Ambiente sobre Loteamentos Ilegais. 

Vista área e a “vista grossa”… Torna Macaúbas nua e ninguém vê…

 Loteamentos Ilegais… Macaúbas Cresce Mas, Não Desenvolve: 

Uma das GRANDES PRAGAS de Macaúbas, um vetor de retrocesso social, especulação imobiliária, causa de evasão de divisas e a sonegação de tributos, incentiva a prática da clandestinidade, prática de crimes ambientais, incentiva o crescimento desordenado, entre outros atos ilegítimos para um empreendimento que deveria contribuir para o desenvolvimento de Macaúbas. E TUDO ISSO parecer ser visto, acampando e até incentivado pelo Poder Público e autoridades outras que deveriam fiscalizar e repreender… (E a pouca fiscalização que existe infelizmente, parece ser deficitária) 

Muitos destes não são legalizados, não cumprem o Plano Diretor, não podem fornecer ESCRITURA PÚBLICA, não têm a menor infraestrutura EXIGIDA pela Prefeitura e outros órgãos de controle mas, o pior é que, em certos casos parecem fazer “vista grossa”.  Se há  embargo, multa, muitas são “proteladas” ou o multado não paga, transfere o loteamento para outro, usam “laranjas”, limão, abacaxi… E o pepino e a batata quente cai na mão do “otário” comprador, inocente às vezes, imprudente sempre e mal informado por opção!…

O blog não consegui manter contato com nenhum suspeito, infrator, autoridade precária e até com o cidadão inocente. No entanto, espaço fica aberto para os ofendidos e injustiçados, através do e-mail do blog: [email protected]


Primeira do Semestre será nesta terça às 9h00

Com o encurtamento do recesso parlamentar que antes era 90 dias por ano, a Câmara de Vereadores de Macaúbas, volta mais cedo – a primeira sessão do legislativo deste segundo semestre será nesta terça feira 04 de julho. Lembrando que a próxima seria no dia 06, mas com o feriado de Aniversário da Cidade, de 185 anos de Emancipação Política Administrativa, não terá sessão regular. No entanto, está sendo preparada uma Solenidade Especial para entrega de Títulos de Cidadão Macaubense, a ser confirmada.

 


Em Breinhos Carletto recebe apoio formal de políticos locais.

Durante a semana em visita na região, o empresário no ramo de transporte no Sul da Bahia e que ingressou na vida pública, hoje é deputado federal pelo PP, Ronaldo Carletto, vem também aumentando seu capital político com suas constantes “corridas” por todo estado baiano, somando apoios e tendo visibilidade. Na semana anterior este em Oliveira dos Brejinhos, acompanhado de Robério Nunes e sua esposa Drª Flávia Nunes, e foi recepcionado pelo vereador Bel, irmão do prefeito  da cidade, Carlito, onde teve mais um apoio político para o próximo pleito.

Em Macaúbas, Robério, Carleto, Hilio de Rio do Pires e Zezinho devem consolidar.

Subindo degraus…

Com ainda falta mais de um ano para o início da corrida eleitoral de 2018, há ainda muita especulações e dúvidas sobre as candidaturas e seus cargos, há informações de bastidores e preliminares que Carletto, tem chances de ser candidato a senador ou até a vice governador, sem ainda uma definição disso, bem como por qual grupo político, visto que as indefinições dos apoios das agremiações partidárias para o governo ainda estão sendo “costurada”.

E soma apoios: da Família Silva, Drª Flávia, Robério e Zezinho…

Neste sábado 1º, Carleto pousou em Macaúbas e já no ângar do aeródromo, foi recepcionado por políticos locais e amigos, sempre acompanho quando vistia a  região pelo seu correligionário Robério Nunes, bem como pelo ex-prefeito Zezinho e seus assessores mais próximos.


Bruno Reis (Vice Prefeito de Salvador) com Robério Nunes, ACM Neto e João Roma, Secretário Municipal em encontro na capital baiana.

Já é dada como certa a candidatura do prefeito de Salvador ACM Neto, ao governo do Estado da Bahia, o qual segundo pesquisa, tem mais de 70% de aprovação. Salvador é a maior capital do Nordeste Brasileiro e  a quarta capital brasileira, com quase três milhões de habitantes. ACM Neto, bem “costurando” alianças e buscando apoios em todos os municípios da Bahia. Nesta terça feria, 13 estiveram com ACM Neto, o ex-deputado Robério Nunes acompanhado do seu filho, Felipe Nunes, em encontro em Salvador.

ACM Neto, ladeado por Robério Nunes e seu filho Felipe.

Em Macaúbas os Magalhães, sempre gozaram de prestígio político, representado pelo ex-prefeito Sebastião Nunes (DEM), que junto com Robério Nunes, em “dobradinha” em Macaúbas e outros municípios, já obteve 5.500 votos, já em 2006, para deputado federal, obteve os exatos 4.451 votos dos macaubenses.

Neste encontro foram tratados assuntos relativos à política em Macaúbas e na região, já é certo que  Robério Nunes será um dos interlocutores de Neto em sua campanha eleitoral, onde Neto pretende visitar em breve e certamente na corrida eleitoral, visto que Macaúbas, concentra em votos mais que o dobro da população de muitos municípios da região. No entanto, parece que Macaúbas foi esquecida pelo Palácio de Ondina pelos últimos governos petistas e até já foi motivo de criticas por vereadores do PT na Câmara de Vereadores local.


Informações preliminares e de bastidores dão conta que o ex vereador José Oséas Pinto (PSL), será o Chefe de Gabinete do atual prefeito Amélio Costa Jr. o ato deverá ser publicado no Diário Oficial do Município na próxima semana. Oséas foi candidato a vereador pelo PSL no último pleito mas não logrou êxito, foi vereador por dois mandatos, é professor e agrônomo. Como Chefe de Gabinete o qual irá ter um espaço muito próximo do Prefeito Amelinho, atuará nas articulações de governo junto a seus secretários, deverá organizar a agenda do Executivo entre outras funções.

O blog preparou com base numa Lei Municipal do Município de Alexania (GO)  as atribuições do Chefe de Gabinete. É certo que o ato da nomeação de José Oséas deverá constar sua atribuições legais, mas de praxe são as a seguir:

I – assistir ao Prefeito Municipal e cuidar de sua representação civil e social;

II – organizar livro de presença de autoridades e convidados;

III – receber e dar atendimento aos munícipes que se dirijam à Prefeitura, encaminhando-os aos setores competentes;

IV – recepcionar convidados e autoridades quando da realização de solenidades;

V – coordenar as atividades de representação dos interesses da administração municipal;

VI – gerir as atividades de integração política e administrativa e estreitar o relacionamento com outros municípios, com autoridades das demais esferas de governo e com entidades representativas da sociedade civil.

VII – cuidar da administração geral do prédio em que funciona o Gabinete do Prefeito, zelando pelos bens imóveis e móveis;

VIII – supervisionar a organização do cerimonial das solenidades realizadas no âmbito da Administração Municipal que contem com a participação do Prefeito;

IX – exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito Municipal.


… E estes não os únicos políticos baianos (Imagem reprodução)

Conforme nota do Bahia Notícias, mais de 20 inquéritos com declínio de competência pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin trazem nomes de políticos baianos. Levantamento inicial realizado pelo Bahia Notícias na listagem divulgada pelo STF aponta 19 nomes de políticos baianos, incluindo o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), o ex-governador Jaques Wagner (PT) e o ex-ministro Geddel Vieira Lima. Havia a expectativa de que os nomes deles poderiam aparecer nos inquéritos após citações em delações premiadas de executivos do Grupo Odebrecht (veja aqui). Wagner e Geddel, inclusive, aparecem como investigados em mais de um inquérito.  O governador Rui Costa (PT) não é citado nos pedidos de inquérito encaminhados pela Procuradoria Geral da República, porém o vice-governador, João Leão (PP), voltou a aparecer como suposto beneficiário do esquema do petrolão – Leão estava na primeira lista remetida por Rodrigo Janot em março de 2015. A listagem, todavia, traz nomes até então não citados nas informações que vazaram a imprensa, a exemplo do ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Marcelo Nilo (PSL); os deputados estaduais Adolfo Viana (PSDB) e Leur Lomento Jr. (PMDB); o conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Mário Negromonte; os vereadores Tiago Correia (PSDB), Paulo Câmara (PSDB), Paulo Magalhães Jr. (PV), Geraldo Jr. (SD), Henrique Carballal (PV); o ex-governador Waldir Pires (PT); o vice-prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (PMDB); o radialista Mário Kértesz (PMDB); e ainda Geraldo Simões (PT), em um inquérito conjunto com Juçara Oliveira. Os pedidos de inquérito foram remetidos por Fachin para a Justiça Federal em 1ª Instância e para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região.


Uma das melhores formas de prever o futuro é olhar para o passado (no entanto, segundo o australiano Peter Drucker, escritor, professor e considerado o pai da administração moderna,A melhor forma de prever o futuro é criá-lo”… Se assim for, vamos criar o nosso)… Retrospectar para poder melhor prospectar saídas viáveis, configurar no amanhã soluções diferentes das tomadas no passado, já que aquelas pretéritas, não tiveram êxito, visto que a situação atual é no mínimo caótica… Na ótica do cenário local, deixemos o nacional, já que este é o nosso “habitat”!…  

É de se observar pela introdução que a coisa é complexa, mas foi de propósito, tanto é que de propósito temos diversas “industrias” instaladas no Nordeste Brasileiro aqui, no nosso território, melhor falando; vejamos: a industria da seca; a “industria do voto“; a industria do subemprego e do desemprego” e, não é exaustiva a lista, por fim, a “industria de fazer menino, fuxico e a de quebrar pedra”… Esta última a de “quebrar pedra”, na verdade é a de granito, retirado de nosso território, destruindo o Meio Ambiente, deixando-o no “fim”!… Levando “milhões” e deixando o “buraco”!.. Às vezes sob as bençãos das “vantagens indevidas”… Já a antepenúltima que antecede a do “fuxico”, a de “fazer menino”, “contempla” principalmente as famílias de baixa renda, incentivando ai a “industria do voto”, mais “meninos” no futuro pra votar em “nóis”... Em vez disso, porque não o Controle de Natalidade, para alguns Planejamento Familiar… Visto que, conforme dados do Governo, estas famílias na maioria das vezes são compostas de membros acima da média nacional e contidas numa faixa de renda baixíssima!… A típica exploração e PATROCÍNIO da miséria da classe menos favorecida e vulnerável econômica-social e intelectual… 

O relato acima, contextualiza as industrias que promovem o inchaço populacional, aumentando a desigualdade social, econômica e intelectual da massa que só é beneficiada a base do “pão e água”!...

E o desemprego em Macaúbas?

Tomando como base o índice nacional, divulgado há alguns dias, que chegou a casa dos 13,2% da população economicamente ativa, que representou cerca de 13,5 milhões de brasileiros desempregados. Aplicando o mesmo índice à Macaúbas, teremos cerca de 3.400 macaubenses formalmente fora do mercado de trabalho, e este número pode dobrar se considerados os “subempregados”.

O número oficial de desempregados em Macacaúbas é de 3.400 pessoas, como criar postos de trabalho para tanta gente? Macaúbas é um município desconhecido de si mesmo; o Poder Público é “pobre” de dados; não temos um setor específico que nos diga quem somos; onde estamos; o que fazemos; do que vivemos; do que precisamos; o que devemos fazer para crescer;… Somos HISTORICAMENTE um município que está na correnteza, lenta e contínua sem um PLANO, e se há, não é aplicado, se há, não retrata nossa realidade; se há, não é executado pois seria uma CATÁSTROFE!… Tomemos como base os Plano de Governo dos candidatos da última eleição, um tinha oito páginas o outro pouco mais de vinte!… A síntese do resumo, já resumido!… Infelizmente somos assim, contentamos com muito pouco… Quem sabe com as sobra das migalhas! 

E a solução para o EMPREGO?

Inicialmente sugeria pegar um catálogo DeMillus e sair vendendo por ai… No entanto, voltaríamos a época do “escambo” (troca de produtos e/ou serviços)… Mas o nosso maior gargalo é saber QUEM SOMOS, para onde queremos IR… Macaúbas é o município do DESPERDÍCIO, de recursos humanos, intelectual, cultural, de PRODUTOS e recursos NATURAIS. E só ver isso quem vem de fora ou está fora do “circulo” ou do “circo”!… Nossos administradores, políticos, sabem, vêem, e é por isso, que foram eleitos, pois TÊM, teoricamente uma VISÃO maior, mas talvez nunca MELHOR!… 

É sabido que para fazer a Festa do Pequi, foi trazido parte do fruto de Goiás, é sabido que anos foi feita a Festa do Peixe do Açude, sem ter peixe na lagoa, é sabido que foi feito o Cristo sem ter um Calendário ou Política Publica de incentivo ao Turismo Religioso... Isso são apenas pequenos e pontuais exemplos de “visão de ameba” que temos… Vejamos uma lista, não exaustiva de iniciativas que certamente são vistas como inviáveis por muitos de nós, pelos políticos e administração:

01- Aumento de Taxação fiscal, ambiental, comercial sob a retirada de minérios do nosso território, além de EXIGIR na prática compensação ambiental (coisa que só existe no papel);

02- Cerca de 80% dos estabelecimentos comerciais não têm alvarás, isso gera renda e dá ao Poder Público recursos e divisas para investir em programa de incentivo de Geração de Emprego e Renda… Além de práticas de controle administrativo interno e externo.

03- Incentivar a criação de pequenas Cooperativas de Coletores de Frutos Nativos, os quais serão beneficiados e comercializados, a exemplo do Umbu, que sai do município caminhões para Feira de Santana e outras toneladas são perdidas, apodrecendo (e as vezes até alimentando o gado, que é uma saída);

04- Criar políticas públicas para incentivo ao Turismo Religioso, visto que o “Cristo” se transformou num “elefante branco”, o qual teve investimentos próximo a meio milhão de Reais…

05- Criar fontes e reservas de água para dar segurança ao consumo humano, animal, para a agricultura e ainda incentivar a instalação de industrias… Este deveria está no topo da lista: ÁGUA, se não observado este item, Macaúbas, que já passa por uma CRISE HÍDRICA, a qual é disfarçada pelas autoridades, terá GRANDES PROBLEMAS a médio prazo!… INDUSTRIA, seja ela de pequeno ou médio porte só se instalam num território se EXISTIR ÁGUA. O exemplo recente é a pedreira instalada no povoado do Peixe. Ser um produtor de ÁGUA, é o principal desafio de Macaúbas para gerar EMPREGO E RENDA. 

06- Disciplinar a INDUSTRIA DOS LOTEAMENTOS, os quais muitos destes CLANDESTINOS, estes, estão IMOBILIZANDO os recursos financeiros, criando num município POBRE a especulação imobiliária que só é vista e talvez aceita em lugares RICOS… A “mafia” por trás de boa parte dos loteamentos de Macaúbas, fragiliza sua economia, “congela” investimentos, é um CÂNCER, uma fonte geradora de “vantagens indevidas”, de destruição do Meio Ambiente, do crescimento DESORDENADO, da crescente falta de estrutura… E o governo local FECHA os olhos para este GRANDE PROBLEMA, um fator de evasão de renda e divisas do município…

07- Colocar na CABEÇA DO POLÍTICO e do POVO, que Prefeitura não é para dar emprego, e SIM, para gerar o emprego, dar condições para que a iniciativa PRIVADA possa gerar vagas… Dando o Governo, condições favoráveis para isso, com investimento em infraestrutura, políticas fiscais justas, incentivos justos e viáveis, transparência e honestidade na gestão dos recursos públicos… E para o município criar estas condições ele têm que ter CAPACIDADE DE ARRECADAÇÃO, e o que mais falta em Macaúbas é isso, ca-pa-ci-da-de (diferente de competência), pois a POLITICAGEM (o voto), desmonta qualquer iniciativa séria.

08- Depois de resolvido os problemas estruturais internos, é hora de “VENDER MACAÚBAS”, para o mercado externo – não vender o VOTO, mas sim, a capacidade produtiva do município, em materiais acabados,  subfaturados, o material intelectual, cultural, natural e sustentável… Como dizia o Prof. Ático, tirar Macaúbas do anonimato. Uma missão de marketing mercadológico, certamente um termo desconhecido por parte do grande público, impensável para um político eleito e semi alfabetizado!… No entanto, fica a dica.

09– Investimento pesado em EDUCAÇÃO, este poderia também configurar na lista como prioridade, e é… Educação, deve ser a LOCOMOTIVA de qualquer governo INTELIGENTE, sensível e razoável. Regiões (países) com maior nível de educação, formação acadêmica e intelectual, NÃO PASSAM POR CRISE de desemprego.  Ficou por último de propósito! 

(…)

A retrospectiva:

Desde 1970, há 47 anos ou seja, há quase meio século, o município de Macaúbas teve apenas 05 prefeitos, visto que apenas um ficou quase 50% no poder… São quase ai duas gerações (50 anos)… Macaúbas é um município homogêneo, votamos naqueles que parecem conosco, quando elegemos um político semi alfabetizado, é porque reconhecemos neste a nossa igualdade… Ou seja, o que esperar dos próximos 50 anos? 

________________________________________________________________________

Alécio Brandão, em formação para Administração Pública – Macaúbas, 02 de abril de 2017… Um dia após o dia da mentira, no entanto, jamais do “Pós Verdade” 


Nada de surpresa, em se tratando de Brasil, sua população e seus políticos, destes muitos no poder. Para quem acompanhou a operação da Polícia Federal nos últimos dias, deflagrada no último 17, com mais de 1.100 agentes, com dois anos de investigação, apenas um frigorifico foi inspecionado dentro da operação, o qual serviu literalmente de “bode expiatório”, expandido para “boi expiatório”, “frango expiatório”… O que nos leva a crê a partir de notas da imprensa da manhã desta segunda feira 20…. Bem como para quem assistiu o Fantástico Global desde domingo, o “protecionismo” do mercado que mais vende no Mundo, para 154 países, de “livre e espontânea” vontade, tudo se resolveu, a carde brasileira apesar de ser “fraca” é boa… Bem como seu povo! Diria o Prof. Ático, sua população!…

Estratégia global e governamental para salvar a “carne”… E deixa alguns de boca aberta (Imagem Folha de S. Paulo)

E como bom brasileiro, políticos nossos que temos, a coisa desta teve fechamento não de “pizza”, acabou esse negócio, agora tudo se resolveu com “churrasco” num luxuoso restaurante de Brasília onde o rodízio custa mais de R$ 100 por pessoa, onde Temmer, parte de seus ministros e diplomatas de muitos países se banquetearam  com carte de “primeira”, sem papelão… Mas o papelão mesmo, ficou com a Polícia Federal, que subordinada ao Governo, perderá dois anos de investigação, recursos públicos, para quem sabe, encobrir grandes “negócios”, preservar empregos, a economia que começa a andar…. No entanto, os interesses nacionais e empresariais, estão acima do que se come!… E não fugindo à regra, melhor mesmo ter acabado em “pizza”!…

O blog não consegui manter contato com Temmer, nem com a PF, e/ou outros citados no caso, o bote, o boi e o frango, todos estes vitimas, que literalmente estão dando suas vidas por este País de mulheres e homens que deveriam ser vegetarianos!…

Veja agora nota do Bahia Notícias:

“Após dois anos de investigação para a Operação Carne Fraca, que foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (17), a Polícia Federal fez perícia em alimentos produzidos por frigoríficos de apenas um caso: o da Peccin Agro Industrial, empresa curitibana responsável por alimentos da marca Italli. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, com a análise, a PF constatou o uso de carnes estragadas para a produção de salsichas e linguiças, “maquiagem de carnes estragadas, ausência de refrigeração e de rotulagem. A empresa nega as irregularidades e o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, questionou neste domingo (19) a parte técnica da apuração – ele afirma que práticas consideradas irregulares são permitidas por lei, na verdade. A parte pública do relatório elaborado pela PF aponta indícios de corrupção entre empresas e servidores do Ministério da Agricultura, como concessão de certificados sem a devida fiscalização. Os servidores assinavam os documentos em troca de dinheiro, lotes de carne, asinhas de frango ou outros presentes. No caso do grupo BRF, responsável por grandes marcas como Sadia e Perdigão, há indícios de que os alimentos também eram vendidos fora do padrão, como frangos com absorção de água maior que o permitido. Funcionários da companhia são acusados de oferecer vantagens a servidores para flexibilizar a fiscalização e evitar a suspensão de fábrica em Mineiros (GO), onde havia ocorrência de salmonella.” (publicada no BN de 20/03/17)