Estamos falando do autêntico “amor platónico” entre a Câmara de Vereadores e o Passo Municipal, já estamos na quinta sessão da Casa do Legislativo Municipal e até o momento o chefe do executivo ainda não fez a escolha do seu líder de governo na casa, visto que a posição de alguns vereadores seus naquele recinto tem demostrado a falta de laços mais estreitos entre si… As falas quando não existentes, outras não muito amistosas retratam um “amor platónico” e ironicamente recíproco!!! Talvez essa “relação” sacrificada demostre a falta de comunicação, existente e  controvertidamente  mal explicada…

Fato é, a não correspondências de dezenas de projetos de leis do legislativo, propostos por muitos dos vereadores e estes sem o devido retorno… E, uma das causas é a não escolha por parte do executivo do seu líder naquela casa, bem como outras ocorrências por falta de um “corpo político” dentro do grupo situacionista, visto que a administração pública deve ter “dois nortes” ou “alas”, mas que devem ser harmônicas, coerentes e amistosas, estas são a ala política e a administrativa… Tradicionalmente o gestor habilidoso assume as duas vertentes, no entanto, é sabido que o “chefe” atual não tem muito traquejo na política propriamente dita, se assim for, temos ai a falta da “arte de governar”, das articulações, visto que num governo de sucesso a administração pública gerencial não pode deixar de se “corresponder” com a administração política!

Veja a pauta da sessão desta quinta feira, 24 de fevereiro!

 


João Dória, Governador de São Paulo

O empenho do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), para que os brasileiros sejam vacinados é maior do que o empenho demonstrado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Essa foi a avaliação feita por cidadãos de 26 estados do Brasil e do Distrito Federal, ouvidos pelo instituto Paraná Pesquisas, de 22 a 26 de janeiro.

No caso de Doria, as notas foram de 6,0, na região Sudeste, a 6,2, na região Sul do país. Já as notas para o empenho de Bolsonaro foram de 4,7, na média conjunta das regiões Norte e Centro-Oeste, e de 5,0, no Sudeste e no Sul.

O instituto realizou 2020 entrevistas, com brasileiros com idade a partir dos 16 anos, espalhados em 208 municípios do país. Dessa forma, a pesquisa atingiu um grau de confiança de 95% para uma margem de erro de 2,0% para os resultados gerais.

POLÍTICA NO COMBATE À COVID-19

O governador paulista ganhou maior destaque por ter viabilizado a Coronavac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, para o Brasil. Esse imunizante está sendo produzido no país pelo Instituto Butantan, que é ligado ao governo do estado.

Por outro lado, Bolsonaro mantém sua postura negacionista quanto aos impactos da pandemia, além de ter descredibilizado a Coronavac por sua origem chinesa. Ele chegou a dizer que o governo federal não iria adquirir o imunizante (lembre aqui), mas teve que voltar atrás e agora o Ministério da Saúde tem feito a distribuição da vacina.

(Fonte Bahia Notícias)


Segundo nota da assessoria de comunicação da Prefeitura de Macaúbas, foi realizado durante todo o dias deste sábado, 06 – no auditório da Secretaria de Educação,  capacitação técnica dos servidores municipais, entres estes os titulares das Secretarias do Município, bem como servidores do quadro de segundo escalão, assessores e técnicos. Segundo nota é uma ação pioneira na administração pública municipal, vista comumente na iniciativa privada.

Capacitando… (Foto Ascom PMM)

Foi abordado o tema: “Planejamento e Ação para os 100 Primeiros Dias” da gestão do atual prefeito Aloisio Rebonato, o curso foi ministrado pelo Professor Jozelito Ribeiro, é palestrante conferencista, mentor e consultor, além de empresário. Jozelito abordou temas como qualidade na gestão pública, maior transparência, agilidade, eficiência o que deverá proporcionar na ponto, ou seja, à sociedade benefícios com a melhor qualidade nas prestações dos serviços públicos.

Segundo o Prefeito Aloisio Rebonato, a sua gestão tem o compromisso de trabalhar com a maior eficiência e transparência possível, reduzir as desigualdades sociais, dar oportunidade igual para todos, valorizar e incentivar a iniciativa privada, o associativismo e cooperativismo na geração de emprego e renda, tornando assim, o município na alavanca propulsora desta parceria. Rebonato que tem fortes ligações com o homem do campo, tem especial interesse no desenvolvimento do setores produtivos, criando assim novas oportunidades de investimentos, libertando o cidadão das filas das prefeituras e conquistando sua independência e, para isso, é necessário uma maquina pública capaz de gerir seus recursos com responsabilidade.

 

 


Conforme anunciado pelo Secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas, a Bahia no fim desta semana estará recebendo mais uma remessa de 230 mil doses e estará distribuindo para os municípios no início da próxima semana. Segundo Vilas-Boas, se o ritmo permanecer assim, “levaremos anos para imunizar toda população”; lamenta o secretário.

Somos mascarados?

Há também o envio de mais 350 dosas, que são para imunizar aquelas pessoas que receberam a primeira dose no meio de janeiro. Não há ainda o número definido para cada município, mas pela proporção das últimas remessa, Macaúbas não deve receber mais de 200 dozes.

Até o momento, segundo dados da Secretaria de Saúde de Macaúbas e da própria SESAB, Macaúbas, já imunizou 543 pessoas, o que representa o uso de 83,5% das 650 doses recebidas, no entanto, não consta ainda no sistema da Sesab as 110 doses recebidas estas semana.

Como disse Vilas-Boas, neste ritmo levará anos para vacinar toda população. Há um impasse político, uma “briga” ideológica pelas vacinas, de um lado um governo federal que “nega” a gravidade da pandemia, minimizado as mais de 230 mil mortes, do outro lado alas políticas que querem tirar vantagens “eleitoreiras” da situação, visando o pleito de 22… Mas é certo que, a gestão “dolsonarista” é falha, de “ideologias” ( o que não deve haver numa gestão pública) e do outro lado a população brasileira que não tem “anticorpos” culturais, sociais e políticos para enfrentar a situação… Em suma: somos brasileiros! Um pais de políticos mascarados! 

 


Segundo os boletins informativos divulgados diariamente pela Prefeitura de Macaúbas, através da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde, sendo o primeiro divulgado no dia 06 de janeiro/21, onde anunciava 09 casos novos naquela data, e tinha 426 casos confirmados – totalizando todos os 25 boletins, que perfazem 112 novos casos registrados em 26 dias, ficando apenas o dia 28 de janeiro sem publicação. Hoje, (segundo boletim do dia 01/02/21), Macaúbas registra 534 casos confirmados, se subtraído os 426 registrados em 06/01/21, encontra-se o minuendo (resultado final da conta de subtração): 108, no entanto, somando os casos confirmados nas últimas 24h, dos 25 boletins publicados, acha-se a soma de 112 ou seja, uma diferença de 04 casos. Mas isso não é relevante. Importante é o aumento de 21% em apenas 26 dias, em relação a todo o ano de 2020, isso se deve por razões diversas. O que há de concreto é que temos uma média móvel/diária de 4,3 casos, o que é considerável e relevante.

Não podemos “fazer de conta”

Os especialistas dizem que a nova cepa encontrada no Amazonas, é mais transmissível do que a “original” chinesa, e que dentro de 30 dias irá se espalhar por todo Brasil ou seja, poderá causar um colapso no sistema de saúde. Imaginemos nós, se estes casos diários registrados em Macaúbas, precisassem de internação? Estaríamos em completo caos, visto que há apenas 05 leitos para Covid-19 na UPA e ainda esta unidade atende alguns casos da região.

Se assim for, a melhor saída continua sendo a precaução, já sabida por todos. No entanto, não é o que é percebido. A “sorte” é que os casos registrados têm apresentados sintomas leves, ou deve ter contaminado  apenas pessoas com alta imunidade. Por fim, não devemos esquecer os números, pois cada um representa um SER.


Três representações de setores dos servidores públicos municipais, mantiveram encontro com o prefeito de Macaúbas, Aloisio Rebonato, seus advogados e assessores. A conversa girou em torno de reivindicações de benefícios da categoria como Plano de Carreira, reajuste/equivalência salarial, melhores condições de trabalho, pagamentos de direitos adquiridos, bem como melhor prestação de serviços à comunidade, que é o propósito dos serviços públicos.

Os encontros aconteceram nesta sexta feira, 29  –  entre as entidades estava a APLB, Agentes de Saúde e Sindicato dos Servidores Públicos Municipais… Esta é a primeira rodada de conversa entre os servidores do município e a nova gestão, espera-se com isso, estreite os laços entre o município e trabalhadores do serviço público, tendo como objetivo a melhor prestação dos serviços ao povo, que é na verdade quem paga a folha de salários de todos: servidores e agentes públicos.

Gestão Participativa: 

O município poderia criar um Fórum Permanente de Negociação entre a prefeitura e os servidores/sociedade civil, participando deste também os usuários/povo, através de representação social formalizada. A gestão participativa é uma forma democrática, aberta e transparente de gestão pública onde todos expõem seus pontos de vista, é ouvido e ouve! Para a gestão é um compartilhamento de decisões, é a divisão de responsabilidades e valorização de todos…

Gestão Participativa: é o caminho (Foto Redes sociais)

 


Sob a presidência do Vereador Carlinhos de Antero, a Mesa Diretora divulga a Pauta da segunda sessão ordinária a ser realizada na manhã desta quinta feira, 28. Devido a pandemia do Covid-19, o Plenário não poderá receber visitantes, no entanto, a Câmara irá transmitir ao vivo pela FM Macaúbas, 103.9 e pela sua página o facebook (www.facebook.com/perfildacamarademacaubas)

Veja agora a pauta desta sessão:


Usando as redes sociais, no crepúsculo desta quinta feira, 21, horário em que a coruja sai da toca –  o advogado Elismar Oliveira, candidato a prefeito de Macaúbas,  pelo PSol nas últimas eleições municipais; através de nota se posiciona em relação a “rumores” – os tradicionais “titi-titis” ou o “fuxicos”, o que ele chamou de “inverdades”, ou seja: mentiras!
Veja nota:
Elismar: …”Também não estou intermediando (ou indicando) a contratação”…
                                     ” Nota de Esclarecimento
Prezados(as) amigos(as), diante de alguns rumores desencontrados e inverídicos que chegaram ao meu conhecimento, valho-me dessa breve nota para esclarecer algumas questões:
1. Não possuo nenhum vínculo funcional ou político com a atual gestão do Município de Macaúbas;
2. Continuo exercendo a advocacia de forma INDEPENDENTE, como sempre atuei, inclusive patrocinando ações contra a Prefeitura;
3. Também não estou intermediando (ou indicando) a contratação de pessoas. Primeiro, como disse, porque não tenho qualquer vínculo com a atual gestão. Segundo, porque divirjo dos critérios e métodos comumente adotados. Defendo a realização de processo seletivo, concurso público e a valorização do servidor público para termos em nosso Município um serviço público eficiente e de qualidade;
4. Não ingressei na política com intenções de obter qualquer vantagem pessoal, bem como favorecer parentes, amigos ou quem quer que seja.
5. Do ponto de vista partidário, continuo filiado e presidente do PSOL em Macaúbas, partido que sempre foi e continuará sendo oposição ao que chamamos de velha e retrógrada política local.
6. Portanto, muito cuidado com o que escuta por aí!
Saudações a todos e todas!
Atenciosamente,
Elismar C. Oliveira”