Importantes obras são anunciadas (Foto Dudu Souza)

Na manhã deste domingo, 04 de novembro/18, estiveram em Macaúbas os deputados Sergio Brito (Federal) e Nelson Leal (estadual) no Clube Social, recepcionados pelo prefeito Amélio Costa Jr, políticos da região e eleitores. Na fala do prefeito Amelinho o qual informa esteve em Brasília na última, dizendo que recursos foram alocados através de emenda parlamentar entre outros fundos, veja a relação que foi anunciada de primeira mão pelo prefeito Amelinho:

Prefeito anuncia investimento em infraestrutura.

01- Saúde: alocação de recursos para manutenção da  UPA, Hospital e Ação Básica,

02- Infraestrutura: estão sendo licitados R$ 4.700 milhões para pavimentação asfáltica para diversas ruas da cidade.

 2.1: Estadas Vicinais: informa que emendas e recursos do governo devem priorizar melhorias em diversas estradas vicinais na

zona rural, cita a construção de passagem molhada em trechos entre Canatiba e Maria da Silva;

       2.2: Diz-se esperançoso pelo asfaltamento do Distrito de Açude até Santa Terezinha, bem como da antiga reivindicação do

              asfalto de Macaúbas até Lagoa Clara, interligando a outros municípios como Botuporã, Tanque Novo e Riacho;

03- Centro Administrativo: também em se tratando de infraestrutura, citou a sua luta para construção do CAD de Macaúbas, onde terreno já foi doado por empresário local, diz que irá propor ao Desenbahia (Agencia de Desenvolvimento da Bahia), financiamento para essa obra, que só de aluguel que a Prefeitura paga, que fica em torno de 50/60 mil Reis/mês daria para pagar as parcelas do financiamento.

04- Mini Usina de Asfalto e Perfuratriz: informa que já foi licitada e que com essa maquina poderá dar fim a muitas ruas que estão na terra, bem como compartilhar a Mini Usina com outros municípios, numa parceria. Também cita uma perfuratriz, que será adquirida pelo município de Macaúbas e que poderá ser colocada a disposição, quando ociosa, para os vizinhos.

Por fim, Amelinho agradece o apoio de toda população pelos votos concedidos as candidatos apoiados pelo seu grupo político. Estiveram presentes os vereadores da situação, o Presidente do Legislativo Anderson Gumes, ex-prefeito de Paramirim, Dr. Julio, vereadores de Ibipitanga, lideranças políticas locais.

Também fez uso da palavra os candidatos reeleitos, Nelson Leão e Sergio Brito, os quais também anunciaram as obras já conseguidas e outras que devem ser confirmadas no próximo mandado. Sérgio Brito, foi o deputado que teve maior número de votos em toda região, aumentando assim, seu compromisso não só com Macaúbas com os os pleitos e necessidades de décadas, como é investimentos em segurança hídrica, educação, aterro sanitário e saneamento. Desafios que devem envolver todos os entes estatais..

   Abaixo áudio do discurso do prefeito de Macaúbas Amélio Costa Jr.


 

Mensagem é passada…

Nesta manhã de quinta feira, 1º de Novembro, estudantes em protesto ao suposto “fechamento” e/ou “fusão”  do Colégio José Batista da Mota em caminhada foram até a Câmara de Vereadores cobrar dos edis maior participação e apoio do Legislativo Municipal ao não fechamento do Colégio. Após alguns posicionamentos de vereadores na Tribuna da Casa, boa parte dos vereadores seguiram junto com os estudantes e professores, em caminhada até a sede do 12º Núcleo Territorial da Educação, o qual tem como gerente a Srª Flodenice Costa, onde lá também estavam técnicos da Secretaria da Educação do Estado da Bahia.

Chegando lá: 

Chegando em frente ao prédio do NTE-12, na Praça da Matriz, foi constituída uma “Comissão de Entendimento”, composta por estudantes, professores, do Presidente da Câmara Anderson Gumes, vereadores (da situação e oposição), diretora do CJB Leia Oliveira,   do técnico da Secretaria da Educação do Estado, Sr. Climério, Diretor do CETEP, Alan Figueiredo,  da Gerente do NTE-12, bem como a presença do Prefeito da cidade Amélio Costa Jr… Por mais de uma hora, numa sala fechada do prédio foram discutidos os parâmetros para a “fusão” e/ou execução do projeto… Próximo às 13h00 alguns membros da Comissão convocou os “poucos” alunos que ali restaram, visto que muitos são da zona rural e tiveram que “acompanhar” o transporte… E o estudante do 3º Ano do Colégio JB, Paulo Henrique, se pronunciou e anunciou “do que entendeu” da proposta, vejamos:

A palavra do Estudante:

Seria a criação de um Complexo Juvenil com ensino médio e técnico, com salas funcionando do CETEP, e as estruturas do Colégio JB, seriam aproveitadas para laboratório de robótica, audiovisual, etc e que o nome do prédio (novo complexo) continuaria Prof. José Batista da Mota” 

O blog manteve contato por telefone com o aluno do 3º Paulo Henrique, que representou todos os estudantes do JB e por mensagem nos disse de sua preocupação com a “vaga” proposta, veja:

(…)

Os problemas é que:
1° a nossa direção não será a Profª  Leia, ela só ficaria como diretora do centro, o que será péssimo pra gente;
2° os funcionários, professores, antes de aceitar qualquer ideia temos que garantir que todos permaneçam com seus empregos; 
3° o prazo pra entrega , pois, a reforma que teve, que foi uma coisa simples demorou 6 meses. Quem dirá de um projeto deste tamanho que estão querendo fazer no período de férias?

E em nota pelo o Whatsapp, conclui: …”Estamos agindo com cautela, pé atrás não podemos aceitar a ideia sem ter a certeza que o resultado só será positivo.
Na reunião de Salvador vamos garantir isso tudo, porque nem tudo que é novo é bom.
Precisamos analisar se vai dá certo, se isso realmente tem qualidade e vai trazer melhorias pra cidade.” 

Fato é que a proposta, a qual ficou apenas na “oralidade”, não tendo acesso a nenhum documento oficial, ainda persiste entre os estudantes várias interrogações, e para dirimir estas dúvidas, foi proposto mais encontros, o próximo em Salvador na Secretaria da Educação. Dá a impressão que o projeto ainda não está formatado e que nem a própria Secretaria sabe dizer sobre ele…

O que diz a Direção do Colégio JB: 

Já a professora Leia Oliveira, diretora do Colégio, também por mensagem via Whatsapp, completa a informação:

Segundo ela: …A proposta da Secretaria de Educação do Estado é de criar um Centro Juvenil que receberá o mesmo nome do Colégio José Batista, com a atual direção. Esse centro seria um espaço de cultura e tecnologia, e segundo o técnico da secretaria a equipe de professores e profissionais que integram hoje o corpo do Colégio JB, continuaria atendendo ao alunado do colégio José Batista. Ficou decidido também que uma comissão será formada para ir a Salvador na próxima semana, para uma audiência com o Secretário da Educação, Sr. Pinheiro, buscando garantir a qualidade e eficiência apresentada na implantação do Complexo Juvenil.
Foram feitos muitos questionamentos, houve um descontentamento sobre a forma que o assunto vem sendo tratado, sem nenhuma consulta à população e, principalmente as partes diretamente envolvidas. Precisamos ter certeza de que os benefícios educacionais serão maiores que os prejuízos. A luta irá continuar, caso essa garantia não seja dada para os nossos estudantes.”

E continua nota:  …”Penso que no resumo seja isso. O prefeito e vereadores também se posicionaram na busca da qualidade, garantia de benefícios educacionais ao município”

Finaliza dizendo que:  primeiro deverá ser feita uma estruturação adequada do espaço, para depois viabilizar as mudanças propostas pela Secretaria de Educação do Estado”.

Segundo informações será formada uma comissão mista composta por alunos, direção do Colégio José Batisa, por vereadores de Macaúbas e pelo Poder Executivo e irá até Salvador para um melhor entendimento do projeto que ainda não pare estar 100% formatado.

E o que disse o representante da Secretaria da Educação: 

O blog no fim do ato, teve acesso ao prêmio do NTE-12, e tentou falar com o representante da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Sr Climério, solicitando mais informações e/ou nota, disse que não poderia prestar nenhuma informação por não ter autorização da mesma, informa que posterior mente uma nota oficial seria divulgada pela assessoria de comunicação.


* Por Irlando Oliveira

Concluído o processo de apuração das Eleições/2018, sobretudo a presidencial, em que consagrou Bolsonaro como presidente eleito, pudemos acompanhar toda sua repercussão através das redes sociais, que o tempo todo lançavam suas informações ao mundo. Contudo, algo nos chamava a atenção, pois víamos a revolta dos derrotados no momento em que sua grande maioria jogava anátema no vitorioso, desejando — acreditem — total fracasso na sua gestão, para facilitar o retorno da esquerda daqui a quatro anos!

Ora, isso, para nós, é de um primarismo absurdo, pois beira à loucura, à debilidade mental ou algo do gênero! Onde fica o Brasil nisso tudo? Quatro anos não são quatro meses! Representa um largo período que, estagnado, o país sofrerá duramente seus efeitos e, via de consequência, nós brasileiros!

Como priorizar uma ideologia político-partidária em detrimento dos reais anseios de progresso do Brasil? Isso é muito ridículo e mesquinho! Típico dos egoístas insanos, que somente veem o que lhes interessa! Nunca é demais lembrar que nós, que votamos agora em Bolsonaro, já votamos também para o PT, tudo na tentativa de concorrer para um Brasil melhor! Não nos fidelizamos, jamais, a uma ideologia político-partidária, colocando-a num patamar acima da nossa nação, pois sabemos perfeitamente que sofreremos todas as consequências!

Se a maioria dos brasileiros, através desse sufrágio, optou por Bolsonaro, o fez entendendo todos os erros do PT, os quais alguns de seus partidários souberam fazer a “mea culpa”, reconhecendo-os! Então, só nos resta dizer: cresçamos juntos, para que o Brasil prospere conosco, já que este é abstrato, não passando do somatório de todos nós brasileiros!

______________________________________________________________
* Irlando Lino Magalhães Oliveira é Tenente-Coronel da Reserva Remunerada da Polícia Militar da Bahia, escritor e ensaísta.


Botuporã, cidade do sudoeste baiano, com pouco mais de 11 mil habitantes, onde uma intensa disputa entre ativistas, políticos e parte da sociedade, travava para impedir Projeto de Lei do Legislativo que previa pagamento aos agentes públicos locais, sendo vereadores, prefeito, vice e secretários, além do subsídios (ajuda de custo mensal e se entende como salário), o 13º Salário e Abono de Férias (1/3 sobre o subsídio). Após entendimento do Supremo Tribunal Federal, que sob sua ótica, os agentes públicos, que recebem “subvenção”, teria o direito de também receber estes benefícios que comumente é pago pela iniciativa privado aos trabalhadores, desde que o agende pagador (no caso a Câmara de Vereadores e a Prefeitura), tivesse condições financeira para a mesma, e uma delas é não ultrapassar o teto da folha de pagamento.

No entanto, ser POLÍTICO, não é profissão, aquele que entra na política para concorrer a um cargo publico, deve ter a consciência que é temporário, e não deve ser ele ou se tornar “dependente” financeiro do subsídio pois, o cidadão não pode se profissionalizar na política, deve ter uma atividade que possa garantir seu sustendo… É por isso, que vemos vereadores e políticos outros “dependurados” na teta do Erário, muitas das vezes acha tanta mordomia que fica mal acostumado.

Nesta sexta feira, 26 de outubro, a Mesa Diretora da Câmara de Botuporã, rejeitou o Projeto de Lei, 08/2018, a casa é presidida pelo vereador Adilson da Silva Pereira, que tornou publico o ato, Veja:


Após entendimento do Supremo Tribunal Federal, os cargos políticos que recebem subvenção e não salários, visto que ser político com cargo ou sem não é uma profissão, ou pelo menos, NÃO DEVERIA SER e mais, subvenção na verdade é uma “ajuda de custo”, assim sendo, o político deve ter uma PROFISSÃO para seu sustendo… Pois, após quatro anos de mandato ele talvez não seja reconduzido ao cargo e para sua segurança, deveria ter uma profissão ou outra atividade de sustendo evitando assim, o VÍCIO de se manter às “TETAS” do ERÁRIO PÚBLICO perpetuamente, evitando a “renovação do sangue” nas artérias da vida pública.

Há algumas décadas, o vereador não era renumerado, era um serviço social voluntário, alguns até entraram na Justiça após anos para receber os subsídios que antes ele tinha abrido mão… Na verdade, o que falta na maioria dos POLÍTICOS brasileiros, é caráter e personalidade, se o cara se propõe a fazer um trabalho SOCIAL, se doar à sua comunidade prestando serviço TEMPORÁRIO com data e hora certa do seu término, o “filho de Deus”, quer ter benefícios inexistentes no “mundo” jurídico e trabalhista e se fosse isso somente, muitos deles ainda roubam do povo, quando não matam coma  ações diretas ou indiretas; quando roubam da SAÚDE, educação, SEGURANÇA PÚBLICA…

Você sabia? 

Quando um bandido te rouba, te assalta, te mata, é CULPA do político que roubou antes verbas da Segurança Pública;

Quando você morre numa fila de hospital, é CULPA do político que roubou a verba da Saúde…

Quando seu filho não encontra vaga nas creches ou não tem boa escola, é CULPA do político que desviou para suas contas o dinheiro da Educação;

Quanto você não tem rua asfaltada, esgoto sanitário, água na sua torneira, é CULPA do político por ter roubado os recursos para Infraestrutura;

E pior… Quando o política tem CULPA por fazer tudo isso, É POR QUE VOCÊ, deu a ele AUTORIZAÇÃO, através do seu voto!...

Contra “mordomias” e a favar do povo!

Veja declaração do vereador de Botuporã nas redes sociais sobre o 13º “Jabuticaba” brasileiro! 

“Desde já, adianto meu voto: CONTRA! Povo sofrendo e prefeito, vice, secretários e vereadores passarem a receber décimo terceiro + 1/3 de férias? Eu digo não. E, se os colegas aprovarem, irei doar os valores, que, por sinal, são altos. (Publicarei a prova da minha doação aqui). Mas espero que não passe. Município de Botuporã, praticamente, quebrado. Tão querendo acabar de quebrar!” (Galuber Magalhães) 


 

Nesta quarta-feira (17), o Congresso Nacional derrubou o veto ao dispositivo que aumenta o piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias presente na Medida Provisória 827/2018. O deputado federal Ronaldo Carletto (PP), grande apoiador da categoria, comemorou o resultado positivo e relembrou a luta junto aos trabalhadores. “Os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias estão há muito tempo lutando pelo aumento do piso salarial. A Câmara dos Deputados já havia aprovado, mas o presidente da República vetou. Graças a Deus e ao nosso trabalho incansável conseguimos derrubar esse veto”, ressaltou o parlamentar.

Carletto ainda enfatizou que permitir o aumento do piso salarial dos agentes significa melhorar a prestação de serviço da saúde e contribuir com a qualidade de vida das pessoas que tão bem servem a Bahia e o Brasil. “A derrubada do veto é um reconhecimento a essa categoria tão importante. Há bastante tempo venho lutando com eles em busca de melhorias e valorização e conseguimos mais essa conquista. Reafirmo meu compromisso e meu apoio a esses grandes profissionais”, salientou. Em 2019, o piso atual de R$ 1.014,00 será de R$ 1.250,00; em 2020, R$ 1.400,00; e, em 2021, R$ 1.550,00.

Fonte: Ascom do deputado federal Ronaldo Carletto (PP)


Sensação de vitoria!

O PSol, tradicional partido de esquerda, teve um bom resultado, devido a uma estratégia de disseminar candidatos pelos municípios onde tem representação, no caso de Macaúbas a jovem ativista Alice Sant’Ana, obteve somente em Macaúbas  530 votos, desbancando assim, os candidatos petistas Zé Raimundo (438) e Paulo Rangel (260), já na região foi mais ainda surpreendente obtendo 2.355 votos, considerada vitoriosa, se comparada sua campanha com os da “velha política”, com milionárias cifras, além das “gordas” parcelas do Fundo Partidário, que na verdade é dinheiro público.

Já a nível federal o PSol, segundo sua assessoria, tinha 06 deputados federais e passou a ter 11, um aumento de quase 100%, o que dará mais sustentabilidade ai ao próprio partido. Já o candidato a deputado federal na região, o Prof. Wilson Magalhães obtive na soma 1.600 sendo ele o segundo mais votado em Botuporã, onde é professor há alguns anos.

Na Bahia, Hilton Coelho, com 35.733 votos foi o eleito, obtendo sua legendo 113,000 votos o que o levou a ocupar uma cadeira na Assembléia Legislativa baiana. Em Macaúbas o candidato Marcos Mendes, a governador, foi o terceiro colocado no município, também um bom posicionamento ele deve assumir a vaga do vereador Hilton Coelho, que pulou de degrau!

 


Este é sem dúvidas o melhor termômetro para as eleições municipais que já “batem na porta”, os dois resultados mais surpreendentes foram o do próprio Governador Rui Costa, com mais de 82% e do deputado federal Sergio Brito, que teve quase a metade dos votos válidos de todo o município, quase 50%, votação esta ímpar em Macaúbas, resultado de um trabalho árduo e constante do grupo da situação e principalmente do prefeito Amelinho, o político 24h/dia “no ar”…

Já o resultado dos candidatos da oposição, certamente devido a fragmentação e divisão de forças os candidatos de Robinson Nunes, segundo expectativa do grupo não consegui a metade do desejado pelo menos para o candidato a deputado estadual, Fabrício Falcão, já o candidato a deputado federal, Charles Fernandes, com todo seus problemas teve um desempenho condizente, mas não consegui se eleger…  Bem como foi,  o desempenho modesto do grupo do MDB mais a parceria DEM, ai representandos pelo ex-vereador Neto Nogueira e o ex-prefeito Sebastião Nunes, os quais não tiveram bons números nas urnas. O que mostra a força da “maquina pública” e da presença constante daquele que pede votos diretamente ao eleitor.

Já o candidato do ex-prefeito José João Pereira e de alguns outros aliados, que teve apenas 309 votos. Por outro lado, proporcionalmente um dos mais bem votados, por não ter nenhum “cabo eleitoral” apoiando, nem “frações” dos recursos financeiros disponibilizados pelos concorrentes foi o desempenho do Prof. Wilson Magalhães, com seus honrosos 209 votos.

Quem também viveu o “mundo das maravilhas” foi a candidata do PSOL, Alice Sant’Ana, que obteve seus 530 votos, desbancando assim, os candidatos petistas Zé Raimundo (438) e Paulo Rangel (260)… Certamente Alice não foi eleita, mas contribuiu com sua ideologia partidária cooperando com os votos de legenda de seu partido.

Como previsto em post anterior, abstenção foi recorde, com 30,43% de todo eleitorado, porcentagem esta com suas devidas causas e motivos diversos, entre estes visto por muitos eleitor, viu a falta de representatividade.

 

No entanto, faltam ainda as considerações sobre o desempenho do vice prefeito Vá de Lindolfo com, principalmente seu deputado estadual Marquinhos Viana que obteve 1.575 votos, estando entre os 2.834 de Fabrício, apoiado por Robinson Nunes e alguns vereadores, e os 1.042 votos de Pedro Tavares (que era do MDB e se refugiou no DEM), este teve o apoio de Neto Nogueira e Sebastião Nunes, proporcionalmente, Vá de Lindolfo, que se “desvinculou” do grupo de Amelinho, foi um dos grandes vitoriosos deste pleito surpreendente.

Post fechado às 23h24minutos. Fonte dos dados portal eleições UOL.