servidor-publico-direito-para-todos

Em mensagem postada na página oficial do Facebook da Prefeitura de Macaúbas, lembra o Dia do Servidor Público, veja:

Em 28 de outubro comemora-se o Dia do Servidor Público. Vamos aplaudir quem trabalha para fazer o nosso Município cada vez melhor, em prol da nossa comunidade. A Prefeitura e a população de Macaúbas agradecem o seu empenho e dedicação, Servidor Municipal.”

Conheça agora um pouco da história do “Dia do Funcionário Público”:

Em 28 de outubro, comemora-se no país o “Dia do Funcionário Público” que, aliás, passou a se chamar “Servidor Público” a partir de 1990, com a instituição do Estatuto dos Servidores Públicos do Brasil.

A história do Funcionário Público, entretanto, conta com mais de 200 anos. Ela começou com a vinda da família real portuguesa ao Brasil em 1808. A partir de então, iniciou-se a caracterização de trabalho administrativo, já que houve a necessidade de reger o país de acordo com a diplomacia real. Após a proclamação da independência, o país virou império, depois república e ao longo de sua história política estavam presentes os servidores, ajudando a administrar a máquina.

Instituições federais, estaduais ou municipais, o funcionário público está presente em todas. É responsável pela manutenção e organização dos serviços prestados. O dia do funcionário público foi criado no ano de 1943, quando o presidente Getúlio Vargas escolheu a data, 28 de outubro. Mas foi em 1990, quando surgiu o Estatuto dos Servidores Públicos, que a nomenclatura funcionário público foi substituída por servidor público.

O cargo de funcionário público sempre foi muito cobiçado. A cada novo concurso, milhares de candidatos buscam uma vaga. Mesmo sendo rotulados por parte da sociedade como tendo pouco prestígio moral, a história mostra que são esses funcionários, na verdade, os grandes responsáveis pela manutenção e organização dos serviços prestados pelo poder público, em qualquer nível.


Registra-se a terceira vítima deste acidente.
Registra-se a terceira vítima deste acidente. (Foto Macaubense Life) 

Conforme informações de Genivaldo Guedes, através do sua página no Facebook, informa que faleceu nesta madrugada por volta de 01:00h, mais um dos ocupantes do Ford Fiesta envolvido num grave acidente no último dia 23 de outubro em estrada que dá acesso à comunidade do Pajéu, mais precisamente próximo ao lugar denominado “Baixada do Medo“, há poucos quilômetros do centro urbano. A vitima foi o senhor Maximino Bastos, também residente do povoado do Peixe. Segundo informa a nota, ele estava internado num hospital em Vitória da Conquista e não resistiu aos ferimentos e traumas causados pelo acidente e veio a falecer.

Com este falecimento soma-se somente neste acidente três mortes. As causas ainda não foram apontadas pela Polícia, no entanto, pelo estado dos carros, evidencia-se ai excesso de velocidade.

A sentinela deverá ser realizada na localidade do Peixe ainda sem data prevista, pois o corpo deverá seguir, segundo informa Genivaldo, para o Hospital de Barreiras para perícia técnica, fato este que tem irritado muitos familiares de vítimas. Somente em Macaúbas há uma média de 30 óbitos por mês, se somados com os da região este número dobra. A população cobra a implantação de um IML em Macaúbas e Unidade de Polícia Técnica (que só existe em Santa Maria da Vitória) e Perícia Médica Cadavérica, no entanto não ser ver esforço político para tais reivindicações.


... E todos quem o "néctar"...
…  O “néctar”…

Certamente não agradou a todos os últimos movimentos políticos que renderam o que falar nas esquinas, praças, bares, corredores e altares da Boacaúbas!… Há quem diga que “já vi este filme“, na percepção que os “atores são os mesmos”, apenas mudaram um peça e outra… No entanto, a certeza é que o tabuleiro é o único: o poder.

E o jogo não tem fim pois, o meio é a sobrevivência… E por ela qualquer cor é a minha preferida… Se amarelo tô dentro, azul também… Se der verde melhor!… No entanto, do vermelho tô fora!… Vermelhos de raiva devem está os amarelos  ou azuis desavisados… Corações partidos? Que nada, partidos de coração?… Menos!

De coração partido ou em cima do muro? Só lembrando as palavras do presidente do Legislativo baiano em entrevista na última semana na FM Macaúbas, quando disse que: “não fico em cima de muro, pois quem fica, leva pedrada dos dois lados” (Marcelo Nilo)… E complementa: “eu tô com Zezinho“!…

Há ainda três anos de tinta na caneta, muitas folhas de cheques e um orçamento, levando em conta os três anos são mais de R$ 300 milhões de Reais – se suplementado em 100%, dobra-se…

…Dobra-se qualquer um que ainda pense em ficar em cima do muro, principalmente aqueles que não têm preferências de cor ou de tons e os que têm vêem em tudo, o colorido do arco-ires, como “pano de fundo” para qualquer situação…

E para quem com isso, ficou vermelho… Qualquer semelha com a realidade é a pura verdade.

E assim, complementa o poeta:

1379797_454724754643940_737888839_nMacaúbas terra bendita, terra do mármore azul, terra da boa hospitalidade terra da felicidade de verdade, terra em que todos alcançam a alegria de viver e sobreviver aqui, terra de grandes e gigantes, terra de quem chega e sintoniza com todos, terra de grandes intelectuais de pessoas conhecidas e reconhecidas nos grandes cenários dos grandes espetáculos da história. Minha querida terra que soma o amarelo da sinceridade da prosperidade, ao azul da confiança que juntos somam o verde do EQUILÍBRIO e da esperança de dias melhores“… (Junior Castro, em sua página do Facebook)

 


Comunidade receberá a Câmara Itinerante nesta segunda 28.
Comunidade receberá a Câmara Itinerante nesta segunda 28.

Adiada devido acidente com o vereador Vá de Lindolfo, a sessão itinerante da Câmara Municipal está confirmada para esta segunda 28, dia do Funcionário Público, no distrito de Lagoa Clara.

Será esta a segunda sessão especial realizada fora da sede da Câmara na gestão do vereador Marcos Ricardo Figueiredo Pinto. Segundo Marcos é uma forma das comunidades do interior do município conhecer melhor o funcionamento do Legislativo, oportunidade esta da Câmara priorizar assuntos locais e interagir com a comunidade, nesta sessão itinerante, a Câmara tratará dos seguintes assuntos, previamente agendados,  veja a pauta:

01- Saúde;

02- Revitalização da Lagoa Comprida;

03- Telefonia Celular para comunidade;

04- Perda do Território ao Sul do município para Riacho de Santana.

A assessoria da Câmara diz que quatro pessoas da localidade estão inscritas a fazer uso da Tribuna Especial. A sessão está marcada para às 18:00h na cobertura da Praça da Feira.


Empresa sugere apenas "retratação pública".
Empresa sugere apenas “retratação pública”.

imagesConforme relatório final da Comissão Processante, composta pelos servidores municipais: Maria do Socorro Santana Anjos, Maraysa Amaral Pereira Bonatti e Marcelo Patrício Costa Santos, instituída através do Decreto Municipal 101/2013 e c/c 118/2013, para esclarecer vazamento da Folha de Pagamento da Prefeitura de Macaúbas, que expôs de forma criminosa dados pessoais de servidores municipais, conforme afirmações do próprio relatório publicado na última quinta-feira, 24 de outubro de 2013, no Diário Oficial do Município, Edição 1184/2013 – (Clique aqui e tenha acesso ao Diário Oficial)

No relatório, inicialmente é dado como falha no sistema da empresa prestadora de serviço da Prefeitura, a Freire Informática, conclusão esta do Setor de Recursos Humanos da Prefeitura, que também supôs invasão de “hacker” por considerar  “fragilidade do sistema” – foi até cogitada a possibilidade de “roubo de senha e login”, que dão acesso ao sistema da folha de pagamento.

Por fim, para elucidar o caso em correspondência a Comissão Processante, recebe da empresa Freire Informática, carta datada do dia 31 de julho de 2013, assinada pelo Sr. Claudio Oliveira, que em nota diz:


image002

image002

 

image002

 

imagesOu seja, a empresa Freire Informática informa que a Folha de Pagamento da Prefeitura de Macaúbas foi “vazada” por intermédio de um de seus funcionários, conforme informado, e pede que o município entre com representação na justiça contra tal “invasor” e ainda “sugere” que a empresa seja notificada a “RETRATAR PUBLICAMENTE“, como prêmio, por “colaborar” como o caso.

No corpo do parecer da Comissão diz:  caso a empresa não se retrate que seja interpelada judicialmente “pelos danos morais causados ao Município de Macaúbas, ao Alcaide e aos Servidores Públicos da multicitada folha de pagamento de pessoal,  face aos atos perpetrados pelo Preposto da Prefalada Empresa. ” Pontua o texto.

                        O seja, resta a empresa, caso se consolide apenas um “pedido público de desculpas”…

Veja a decisão final do processo em JULGAMENTO assinado pelo Gestor Municipal de Macaúbas: 

image004

image002

imagesResta saber se este mesmo funcionário da Freire Informática foi o mesmo que postou a Folha de Pagamento na internet, mais precisamente no  Grupo Yhoo Macaúbas e se foi por iniciativa própria ou se atendia interesses de terceiros. Ao que parece a Comissão Processante deixou isso a cargo da  Polícia ou não se tem interesse?

Clique aqui e tenha acesso ao relatório na íntegra publicado no Diário Oficial do Município de Maca´buas em 24 de outubro de 2013. 


Em análise do ocorrido, o Blog do Glauber publicou nesta sexta feira, 25 o seguinte texto: “o prefeito de Macaúbas, José João Pereira, o Zezinho (PSB), falou ontem (24) à FM Macaúbas, em vídeo postado no site Macaúbas On Off, sobre os motivos do seu rompimento político com o ex-prefeito Amélio Costa Júnior (Amelinho) e a necessidade de aproximação com a oposição. Segundo Zezinho, nos dois mandatos do então prefeito Amelinho sempre houve uma união entre os dois, todavia, agora que ele virou prefeito, o ex-gestor convidou alguns amigos para ser seu vice [em 2016]. “Tudo isso vinha acontecendo sem conversar comigo. Achava estranho”, disse Zezinho, sem falar o nome do ex-prefeito.

O prefeito destacou o momento difícil porque passam todas as prefeituras do Brasil, inclusive a de Macaúbas, que fechará as portas hoje (25) em protesto contra a crise financeira e pedido de aumento do FPM. “Não sei se foi por isso que ele abandonou a gente. Ele não quis saber de Zezinho; procurando candidato pra vice-prefeito já”, reclamou o prefeito em relação ao comportamento político do ex-gestor.

Zezinho também afirmou que, para sair do PSB, Amelinho (a quem chama de ex-prefeito apenas) deveria, antes, ter conversado com ele. “Como é que meu companheiro, companheiro de luta e tudo, sai de meu partido sem ao menos comunicar comigo? E o pior de tudo não é só sair do partido. O pior de tudo que ele tentou registrar um outro partido. Além de sair do partido ele ainda chama os vereadores da base do governo para fazer parte de um partido novo. O que ele quer com isso? Esvaziar o meu governo; esvaziar a minha administração. Tudo isso eu fiquei chocado. Eu ficaria, então, com minoria na Câmara de Vereadores” disse o prefeito, que completou: “Um momento de crise; um momento difícil que as prefeituras estão passando, como é que eu vou governar, como é que vou administrar sem contar com a Câmara de Vereadores? Com 4 ou 5 vereadores eu não poderia administrar nunca uma prefeitura”.

Zezinho reforçou sua ideia de que quem saiu do grupo político foi Amelinho e que por isso buscou apoio da oposição, comandada por Robinson Nunes, candidato que enfrentou nas eleições do ano passado. “Quem saiu não foi Zezinho; quem saiu do PSB foi o ex-prefeito. Então aí eu tinha que ter sobrevivência política. Foi por isso que houve o entendimento entre as forças políticas de Macaúbas, que me deu o apoio, o respaldo de vereadores. Vou ter o apoio da Câmara. Agora melhorou. Vamos ficar mais ou menos com 10 vereadores. Eu quero fazer um grande trabalho. Eu acho que ficou mais ou menos explicado a separação de Zezinho com o ex-prefeito. Eu quero ratificar o que eu disse aqui: quem saiu não fui eu; quem saiu foi ele”, finalizou Zezinho, dizendo ainda que houve um plano para desestabilizar sua administração.

o Blog do Glauber informa ainda que  abre espaço para quaisquer esclarecimentos por parte das pessoas citadas na matéria.

 Clique aqui e veja a matéria original. 


 

 

Entrevista do prefeito de Macaúbas, José João Pereira, Zezinho -concedida nesta quinta feira, 24, a radialista Nali Pereira, na FM Macaúbas 103.9. Neste pronunciamento dirigido à Macaúbas, o prefeito fala do rompimento político com o ex-prefeito Amélio Costa Jr. (Amelinho), comenta também sobre obras paralisadas, o apoio da Câmara Municipal e os destinos políticos e administrativos de Macaúbas.

 


Publicado no seu Facebook, um interessante artigo do macaubense Sócrates Menezes, professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Veja:

briga_politica1

Enfim, parece que se concretiza o que em 09 de agosto de 2012, antes da eleição municipal, havíamos denunciado: “Macaúbas e sua farsa eleitoral: quando as duas opções é uma só; e quando uma só não pode ser opção”. Denunciávamos ali o sentido que as eleições tinham em falsear os limites de atuação política no momento em que o mesmo projeto político nos era apresentado a partir de duas opções de voto, mas confesso que não era possível imaginar que se daria de forma tão esquizofrênica e imoral.

A primeira esquizofrenia imoral é mais de orem “matemática”: como que dois números representam um mesmo valor de imoralidade. Como havíamos denunciado, as duas opções era tão “uma coisa só” que não precisou nem de um ano para 40 virar 11, ou vice-versa. Imoralmente, seus mandatários de forma unilateral reconheceram que na verdade trata-se de poder, não de projeto político, e por isso acabam de se unir.

A segunda esquizofrenia imoral é que, com tal “aliança”, todos os grupos políticos partidários hoje estão na prefeitura. Que loucura! Todo mundo faz parte do governo: 40, 11, 13 e o ex-projeto de coronel (não tão “ex” assim, é verdade). O desastre da administração do executivo atual não está somente no não pagamento dos salários dos trabalhadores, ou do não cumprimento das promessas (CEUSMA e CEUMAC, por exemplo), ou da UPA que não se inaugura pelas mil e uma justificativas burocráticas, ou dos decretos de situação de emergência administrativa, nem da necessidade de ocultação de um possível do “rombo” (ainda não revelado) das contas herdadas da administração do coronelzinho, como se supõe, mas sobretudo pela incompetência nítida, evidente, lógica de seu mandatário em se articular politicamente.

A terceira Esquizofrenia imoral é que a oposição ao governo está sendo construída claramente dentro da própria prefeitura. Essa é a mais imoral de todos os tipos de esquizofrenia e o pivô de tudo isso é a “mobilidade” do ex-coronelzinho. Sempre foi nítido que a relação da prefeitura com a vice-prefeitura não era das mais confiáveis, mas estava alí sendo “aturada” como compromisso de campanha, isso até o “coronelzinho” usar essa fragilidade para minar a própria administração que ele ajudou a eleger. O mais imoral foi que no palanque, nas eleições, quantos discursos inflamados foram ovacionados por seus eleitores e que pregavam justamente a moralidade e a fidelidade política?

É tão esquizofrênico o estado político atual que o representante do governo se vê obrigado a buscar confiança em seu mais imediato opositor exatamente porque seu mais imediato aliado não é de confiança. E é tão imoral que não há quem nesta cidade esteja confortável com isso. Imagina: quantas brigas, quantas inimizades, quantas discussões, apostas, o quanto a farsa política-eleitoral serviu para afastar as pessoas entre 11 e 40, e agora? e agora?

A esquizofrenia é um tipo de estado latejante que deixa desorientado sobretudo as pessoas que enganadas, seduzidas ou compradas depositaram um voto de confiança ou crédito naquele que, embora não significasse diferença substantiva ao outro, mais exercia credibilidade, eleitores esses que se encontram atualmente com o clássico sorriso amarelo-sem-graça. Isso significa exatamente toda a população de Macaúbas, exceto aqueles que entenderam o jogo sujo e votaram nulo, branco ou se abstiveram.

Sócrates Menezes

(Macaubense, é professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – fotos acrescidas por Macaúbas On Off)

1396008_10200789349845352_550703803_n