Em Macaúbas pode chegar até R$ 40,00, o botijão.
Em Macaúbas pode chegar até R$ 40,00, o botijão.

Gás liquefeito de petróleo (GLP)  – também conhecido como gás de cozinha, foi um dos produtos que teve reajuste em Macaúbas, hoje um botijão de 13kg pode chegar até R$ 40,00, incluso ai taxa de entrega em domicílio. No depósito o preço fica em torno de R$ 37,00, o aumento fica em torno de 10 a quase 15% a depender da distribuidora. O blog entrou em contato com algumas distribuidoras de cidades vizinhas e obteve o seguinte resultado: Boquira, há quem ache o botijão a R$ 37,00, em Ibipitanga também é possível encontrar até de R$ 35,00, já em Botuporã é praticado o preço de R$ 31,00. Já em Tanque Novo o botijão pode ser comprado por até R$ 30,00.

Se comparado o valor praticado em Macaúbas com Tanque novo a diferença fica em torno de 30%. O que pode explicar esta diferença de preço tão exorbitante?

aumento-preco-ouroVale a pena lembrar que o índice da inflação oficial de 2012 foi de 5,85%. Os reajustes de preços em Macaúbas não obedecem a uma lógica de mercado, visto que na semana passada o preço do pão comum teve um reajuste de 50%, há aluns meses a tarifa de água teve um aumento de quase 16% e agora o gás de cozinha que é um dos maiores da Bahia. Vale lembrar também os preços praticados nos postos de combustíveis, um dos mais altos do país.


vinicius

Um conjunto de atividades fazem parte dos Projetos Estruturantes de 2013, promovido pela Secretaria da Educação, através das Diretorias Regionais da Educação (Direc).

A Direc-23, deverá promover diversos eventos que fazem parte do Projeto de 2013, que comemora o centenário do poeta Vinícius de Moraes, se vivo estivesse.

Vinícius de Moraes, nascido Marcus Vinicius de Moraes (Rio de Janeiro, 19 de outubro de 1913 — Rio de Janeiro, 9 de julho de 1980) foi um diplomata, dramaturgo, jornalista, poeta e compositor brasileiro.
Poeta essencialmente lírico, o que lhe renderia a alcunha “poetinha”, que lhe teria atribuído Tom Jobim, notabilizou-se pelos seus sonetos. Conhecido como um boêmio inveterado, fumante e apreciador do uísque, era também conhecido por ser um grande conquistador.

Veja a programação deste ano:

PROVE

Mostra de vídeo do PROVE: Produção de Vídeos Estudantis – Serão exibidos nesta quinta feira, 12, às 18:00h no Centro Cultural Prof. José Benedito do Amaral.

images

Sarau do TAL: Tempos de Arte Literária Mostra de álbuns do EPA – Educação Patrimonial e Artística, Vernissage do VE – Artes Visuais Estudantis – iniciará às 14:30h, desta sexta feira, 13 – No Centro Cultural Prof. José Benedito.

download (1) cópia

FACE Festival Anual de Canção Estudantil – Acontecerá na Praça da Matriz de Macaúbas, nesta sexta feira, 13 – a partir das 18:00h.

Todos estes eventos deverão ter a participação das escolas estaduais dos nove municípios que integram a 23ª Região Administrativa da Bahia, pertencentes a jurisdição da Direc-23.

O poeta carioca foi imortalizado também pelos seus sonetos, um estilo de poesia pouco difundido entre os poetas da atualidade. Considerado difícil a sua estrutura por muitos que preferem não “contar” letras, silabas para “achar” nos vastos verbetes da infinita Língua Portuguesa abrasileirada! E para os amigos da poesia, o Soneto do amigo Moraes!…

 

Soneto do amigo

Enfim, depois de tanto erro passado
Tantas retaliações, tanto perigo
Eis que ressurge noutro o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado
Com olhos que contêm o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica…

Vinícius de Moraes


P9070032

Por e-mail internauta indignado com situação de suposto loteamento irregular localizado ao lado da rodovia que dá acesso à Macaúbas, envia texto e fotos, conforme mostra a imagem datada de 07/09/2013 (no canto da foto), ou seja, a imagem é recente. Segundo o texto do internauta que reproduzimos na íntegra, o loteamento foi embargado e o proprietário continua a executar serviços no local. Em contato com o Secretário de Meio Ambiente disse que as medidas legais já foram tomadas e espera ações de outras autoridades e instâncias competentes do Município. A identidade do dono do loteamento não foi informada oficialmente.

Segundo informações, mesmo após embargado, empresário continua obra.
Segundo informações, mesmo após embargado, empresário continua obra.

A imagem capturada nesta manhã de 07 de setembro mostra uma máquina fazendo serviços no loteamento que está embargado.

Através de ofício enviado ao Conselho Municipal de Meio Ambiente (Nº 035/2013), a Secretaria de Meio Ambiente de Macaúbas, apresenta uma relação de 08 (oito) loteamentos licenciados e 12 (doze) em face de licenciamento. Anexo a esta correspondência enviou o Programa de Educação Ambiental de Macaúbas, cópia da Legislação Municipal Ambiental do Município (contendo Código Ambiental do Município, Leis de Uso e Ocupação do Solo e outras). Este material servirá de base para o Conselho formar um grupo de estudo e acompanhamento dos loteamentos em Macaúbas e outras ações ambientais. Uma reunião do Conselho deverá acontecer durante a próxima semana e será aberta ao público, oportunidade esta que a comunidade terá para apresentar queixas e obter informações.

Veja a seguir o texto enviado por e-mail:

“MACAÚBAS-BAHIA: TERRA SEM LEI!
Informado por boca miúda, este leitor se indígena, após ser embargado empreendimento, e comunicado as autoridades de Macaúbas, empresário do ramo de loteamentos, descumpre ordem da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e de outras AUTORIDADES, e continua com suas atividades, além de desmatar, construiu estradas e por fim, está asfaltando, em plena luz do dia sem nenhum constrangimento, na Via do Acesso ao lado direito sentido a Macaúbas, como se nada estivesse ocorrendo. Será possível que as autoridades não estão vendo esse desrespeito? O que está acontecendo com nossa Cidade? Será possível que Macaúbas têm realmente um dono? Essa é a pergunta que não quer calar!” 

 


DSCN3890

Realizado nesta tarde de sexta feira, 06 de setembro, o tradicional Desfile da Independência, organizado pelo CETEP  (Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Paramirim). O evento teve início na Rua 2 de Julho, passou pela Dr. Vital Soares, Praça da Matriz, Rua Dr. Manoel Vitorino e finalizou na Praça da Abolição em frente ao CETEP.

Segundo informações a antecipação para o dia 06, foi por motivo de transporte de boa parte dos estudantes que residem na zona rural, pois boa parte da frota de ônibus que fazem o transporte escolar também exploram as linhas comerciais que atendem o interior do município, sendo que 07 de setembro caiu num sábado, dia da feira livre na cidade.

O tema: “Bahia: Semente Primeira da Pátria”, foi representado por seis alas: Primeira Missa, Caramuru, Revolta dos Alfaiates, 02 de Julho de 1823, Movimento de Canudos e Bahia: Estado Multicultural.

Alunos do Centro Profissional “incorporaram” figuras ilustres, cenário e muitas alegorias fizeram o diferencial do desfile. A comunidade prestigiou o evento durante o seu percurso.  Um dos pontos alto foi a participação da  Filarmônica Nossa Senhora Imaculada Conceição e da Fanfarra da Escola Municipal Selma Nunes.

Veja algumas imagens do evento reproduzidas do site olharinterativo.com.br


1209045_213395852157037_2123872699_nO Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Paramirim (CETEP), fará nesta sexta-feira (06), o tradicional desfile cívico-alegórico da Independência do Brasil, com o tema “Bahia: Semente Primeira da Pátria”.

O evento terá início às 16:30h,  partindo da  Rua 2 de Julho e finalizado na sede do  CETEP. A temática será apresentada em 6 alas: Primeira Missa, Caramuru, Revolta dos Alfaiates, 02 de Julho de 1823, Movimento de Canudos e Bahia: Estado Multicultural.

A Filarmônica Nossa Senhora Imaculada Conceição e a Fanfarra da Escola Municipal Selma Nunes terão participação especial no evento.

Filarmônica de Macaúbas, dirigida pelo Diretor do CETP, Prof. Alan.
Filarmônica de Macaúbas, dirigida pelo Diretor do CETP, Prof. Alan.

door_mapa_caetite (2)

“Município de Caetité incorpora novas áreas de direito, aumentando sua extensão territorial, população e arrecadação”

“Com a definição correta de abrangência territorial, o município expande sua população para 52.166 habitantes”

“Caetité comemora a incorporação de áreas que já eram administradas por este município, porém localizadas nos municípios de Paramirim, Tanque Novo e Livramento. A redefinição dos limites de Caetité é uma reinvindicação do Município através da Gerência de Desenvolvimento Rural, desde 2009, com a realização de inúmeras reuniões com os órgãos competentes e a população envolvida no processo, com abaixo-assinados, visitas às comunidades, dentre outras ações que vieram a ser contempladas pela Lei Nº 12.057 de 11/01/2011 de autoria do Deputado João Bonfim (PDT – BA) e pela SEI – Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia. Com a incorporação das áreas, Caetité aumentou a sua população de 47.515 (Censo de 2010) para 52.166 habitantes, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas – IBGE, publicadas no Diário Oficial da União em 29/08/2013.

     01- mapa_caetite antes 03- mapa_caetite - comparação

Os mapas de Caetité antes e depois das incorporações. 

Em virtude deste aumento populacional, o FPM – Fundo de Participação Municipal passará, à partir de 2014, do coeficiente 2.0 para 2.2, elevando seu status para município com mais de 50 mil habitantes podendo, com isso, ter acesso a diversos programas federais somente disponibilizados para municípios deste patamar.

Com a nova redefinição territorial, Caetité passou a abranger mais 14 comunidades rurais, que são: Cercado, Vereda dos Cais, Paiol, Bacamarte, Lajedo de Orouca, Vargem do Sal, Baixão, Gerais da Pindobeira, Baixa do Cardoso, Riacho de Pinto, Sambaíba, Alagadiço, Barrinha dos Cais e Buracão dos Magalhães. A maioria dessas comunidades passou a pertencer ao distrito de Maniaçu.

Para a população envolvida neste processo, a lei vem para confirmar o sentimento de naturalidade à Caetité. Para o morador de Vargem do Sal, comunidade quilombola contemplada pelo processo, Aleí Manoel Barbosa, de 47 anos, a mudança não traz grandes transformações no cotiando. “Aqui onde moramos sempre fomos atendidos pelo município de Caetité nas nossas necessidades básicas, como: educação, saúde, abastecimento de água, recuperação de estradas, transporte. Nós nascemos caetiteenses e nunca pensamos em pertencer a outro município. Esta lei é uma conquista que oficializa o nosso pertencimento à Caetité. Estamos muito satisfeitos com esta decisão”, reafirma o morador.”

(Fonte do texto e das imagens: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Caetité).

 

Macaúbas perde cerca de R$ 1.000,000,00 por mês, com a perda do território.

Macaubas4A nota acima está sendo distribuída pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Caetité para os meios de comunicação da região por e-mail.

Percebe-se que enquanto uns perdem outros ganham. Macaúbas que poderia estar entre os “ganhadores” passando seu número de habitantes para mais de 50.000 (cinquenta mil) tendo com isso um aumento em sua receita em torno de 10% (passando de 2.0 para 2.2% na participação de repasse dos fundos Estaduais e Federais), conforme informa a nota da ASCON/Caetité, acima.

Isso significaria um aumento próximo a R$ 1.000.000,00 (um milhão de Reais), dinheiro que daria para dobrar o atendimento prestado no Hospital (que hoje recebe cerca de R$ 476,000,00 (quatrocentos e setenta e seis mil Reis)… Poderia pagar o piso salarial dos professores… Poderia ter certamente colocada a UPA em funcionamento com todos os médicos… Podeira ter evitado a onda de demissões… Poderia adquirir uma UTI Móvel… Poderia melhorar, manter e ampliar todos os PSF do município… Podeira ter todas as ruas da cidade pavimentadas e esgoto sanitário concluído e tratado…

Poderia… Mas, na hora de agir dormiu no ponto, na época de contestar a transferência de território par Riacho de Santana, Botuporã e Tanque Novo, todas as autoridades do município viraram as costas para ocaso. Agora a população e toda sociedade macaubense PENA com esta perda de recursos na ordem de UM MILHÃO DE REAIS POR MÊS…   

Quem se achar prejudicado com isso, que cobrem com vigor das autoridades constituídas ações rápidas e eficazes. Além de responsabilizar os PREVARICADORES do passado…


A estrada foi liberada mas acordo não foi cumprido, diz moradores.
A estrada foi liberada mas acordo não foi cumprido, diz moradores.

Em reunião realizada no início da noite desta terça feira(03), a comunidade de Caititu, há 18km de Macaúbas (entre Boquira/Macaúbas) disse que o Poder Público, que ora estava representado pelo advogado Dr. Gil Purificação,  não cumpriu a “agenda” de intenções ratificadas na presença do juiz Dr. Martinho Ferraz da Nóbrega e da PM de Macaúbas, representada pelo Major Irlando, em ato ocorrido na Igreja da comunidade no dia 14 de agosto deste ano.

Reunião realizada em 14/08. Presença do Juiz Dr. Martinho, Advogado da Prefeitura e Major Irlando da PM.
Reunião realizada em 14/08. Presença do Juiz Dr. Martinho, Advogado da Prefeitura e Major Irlando da PM.

Segundo moradores houve uma negociação e entendimento quanto a situação para liberação das vias, ficando a Prefeitura com o compromisso de molhar a estrada e fazer lombadas enquanto não era realizada um ação emergencial com cascalhamento da via e  posteriormente a pavimentação que ligaria a comunidade a BA 156.

Morador exibe dezenas de receitas médicas.
Morador exibe dezenas de receitas médicas.

A comunidade pretende solicitar audiência com o Juiz Dr. Martinho e comunicar a situação, pedindo cumprimento do acordo. Muitos moradores se queixam de problemas respiratórios, principalmente as crianças e idosos, exibiram dezenas de receitas médicas e até solicitação de internamento devido a complicações respiratórias. Uma família que residia às margens da estrada, numa residência que fica em frente a Igreja local, foi obrigada a si mudar devido a poeira e comprometimento da saúde de três crianças, informa um líder comunitário.

O blog tentou entrar em contato com a Prefeitura más não obteve exito.


Foto0407

Em contato com o blog a Assessoria de Comunicação da Direc de Macaúbas, encaminhou nota sobre a realização de curso de formação de alfabetizadores do TOPA, conforme nota a seguir:

“Foi realizado nos dias 31/08 e 01/09/2013, no CETEP (Centro Territorial de Educação da Bacia do Paramirim) e simultaneamente nos polos de Paramirim, Rio do Pires, Erico Cardoso e Tanque Novo, formação para alfabetizadores e coordenadores de turmas do programa TOPA (Todos Pela Alfabetização). O evento foi realizado pelo instituto imbores com apoio da Diretoria Regional de Educação DIREC-23 sediada em Macaúbas que tem sob sua jurisdição nove municípios do Território de Identidade da Bacia do Paramirim.

Continuar lendo…