Em virtude do bom trabalho executado, no período de estiagem deste corrente ano, a Defesa Civil de Macaúbas em parceria com o Governo Federal, através do Exercito Brasileiro, vem, por meio deste, convocar, URGENTEMENTE, pipeiros para preencher vagas, que foram abertas na OCP – OPERAÇÃO CARRO PIPA, para efetuarem trabalhos no ano de 2021.

Os novos e beneficiários e as novas localidades que serão abastecidas: Três Ouiteros, Campo Alegre, Mandacaru II/Lagoa Nova, Russo, Sta. Apolônia II e III, Formosa II e III, Lagoa da Pedra II, Curral Novo II, São João, Enxu, São Bento II, Rancharia II e Mourão de Pedra II.

Lembrando que, a outra OAP – OPERAÇÃO ÁGUA POTÁVEL, da Defesa Civil Estadual e Municipal, que abastece mais de trinta e cinco (35) localidades, esta suspensa temporariamente devida as chuvas que caíram no nosso município, e retornara no ano de 2021, juntamente com OCP – OPERAÇÃO CARRO PIPA, do Governo Federal.

Maiores informações procurar a Defesa Civil Local. Telefone para contato 77 99928-2674

 


Barreira sanitária no trevo de Macaúbas (Foto reprodução)

Com o advento das campanhas políticas e a comemoração após a abertura das urnas, se esperava em Macaúbas um aumento considerável no número de infecção pelo novo Coronavirus, pelo menos esse fenômeno não foi visto em Macaúbas, ou pelo menos, não se tem registro até o presente momento. No entanto, a nível nacional houve um aumento expressivo em número de casos e consequentemente em mortes. No Rio de Janeiro beira ao caos, já em Salvador não houve significativa alta.

Macaúbas que há algumas semana somava mais de 30 casos ativos, hoje conta com apenas 03 e todos em isolamento domiciliar, um caso que estava internado fora do município já recebeu alta. Basta agora manter a vigilância e os cuidados necessários e um dos mais importantes é evitar-se o aglomerado de pessoas desprotegidas. Sendo também essencial o uso de mascas e a higiene das mãos bem como dos ambientes.

Nesta quinta feira, 19, foi anunciada pela imprensa a finalização de testes da vacina produzida  pela Pfizer, a qual anunciou uma eficácia de 95%, durante os testes em larga escala, o problema desta vacina é que ela precisa ser conservada em 75º negativos, o que dificulta sua logística de distribuição, principalmente em países como o Brasil que tem pouca infraestrutura. Outras menos exigentes requer apenas 2º graus, que são mais fáceis o seu manuseio. No entanto, estamos ainda longe das “agulhadas” para toda a massa!

Veja o boletim:


Jose Almir, presidente da ACIMAC, faz a abertura

No fim da tarde desta terça feira, 17 – na sede da Associação Comercial de Macaúbas – ACIMAC, uma proveitosa reunião que contou com a presença do Presidente da Federação das Associações Comerciais e Industriais da Bahia – FACEB, Clovis Cedraz, José Afonso que é economista, professor e consultor de negócios, ex-presidente da CERB, o prefeito eleito Aloisio Rebonato, da diretoria da ACIMAC, vereador Marcelo Nogueira, Gabriel Matos, Osvaldo Oliveira, alguns coordenadores e assessores da campnha,  empresários e convidados, todos foram recebidos pelo atual presidente da ACIMAC, José Almir da Silva, que fez a abertura do evento e falou da importância deste encontro, o qual fez parte da Agenda da ACIMAC para os planejamentos do ano 2021, sendo na oportunidade apresentados alguns projetos, após os cumprimentos e formação da mesa,  o Presidente, Almir passou a palavra para o palestrante e presidente da FACEB Clovis Cedraz.

Clovis Cedraz fala da importância do planejamento

Segundo Clovis, que também foi presidente da Associação Industrial de Comercial de Feira de Santana, disse da importância que tem o setor industrial e comercial para o desenvolvimentos de uma cidade, e que Macaúbas precisa ter um Bancos de Dados robusto, recheado de bons conteúdos que possam gerar interesse de investidores no município. Disse que irá formar uma forte parceria com o município para o desenvolvimento da industrial e comercial  local, fontes estas geradoras de emprego e renda e que, irá “ser a ponte” entre o município com os órgãos de fomento como o SEBRAE, o Sistema S, Cooperativas e na formulação de projetos que possam ser viáveis e desenvolvidos no município com o apoio da iniciativa privada.

O economista José Afonso, enfatiza a geração de renda

Também fez uso da palavra o Consultor e Economista José Afonso, que cooperou diretamente com a equipe de Aloisio durante a campanha eleitoral. Afonso apresentou algumas ideias que devem ser transformadas em projetos para fomento da indústria, do comércio e principalmente da agricultura e pecuária, onde o mesmo é pecuarista em Vitória da Conquista e falou da força do homem do campo no desenvolvimento da economia. Deu como exemplos produtos que precisam ser agregados valores, ter uma identidade própria e não ser o município um mero fornecedor de matéria prima. Ter e manter uma cadeia produtiva do leite, da cana de açúcar, do mel, da mandioca entre outros produtos.

Aloisio, prefeito eleito fala de reconstrução e união

Em seguida o prefeito eleito Aloisio Rebonato que também foi presidente da ACIMAC por oito anos. Segundo Aloisio, em seu governo que iniciará no dia 1º de Janeiro/21, irá dar prioridade a produção de riquezas, tornar o município produtor em vez de ser um mero “consumidor” de produtos que vem de fora. Aloisio que sempre teve uma relação estreita com o homem do campo e também com o comércio, disse que o município deve criar oportunidades e um ambiente favorável para o investimento do empreendedor, capacitar a mão de obra, investir em infraestrutura para que o município se torne atraente para investidores, gerando assim novos postos de trabalho e o que é o mais importante, evitando assim o êxodo rural. Água também foi tema na fala de Aloisio, citou o Rio Santo Onofre e a pobreza que o circula. E finaliza dizendo que aprendeu a amar Macaúbas porque sentiu a reciprocidade, agradeceu a confiança depositada e que agora é hora de trabalhar para o crescimento de Macaúbas e de todos que aqui moram.

Tal cita exemplo de sucesso no Norte da Bahia.

Em seguida a palavra foi franqueada pela Consultora Empresarial e Gerente de Projetos da ACIMAC, Beatriz Bastos, que apresentou a Agenda ACIMAC 2021. Breve em suas colocações, o empresário Juza, ex-presidente da ACIMAC, agradeceu a presença de todos, cumprimentou o prefeito eleito, falou da importância e da parceria do município com o comércio, com a iniciativa privada para o crescimento de todos. Também fez uso da palavra o advogado e empresário Irineu Bastos, que é o “braço forte” da ACIMC em Boquira, onde há 45 associados. Irineu falou da importância de regionalizar as ações, com um plano comum entre os municípios citando como exemplo a exploração do turismo e outras iniciativas de interesse comum. Em seguida o empresário do ramo da comunicação, José Carlos Roque da Macaúbas Net, colocou-se à disposição do novo prefeito, onde disse que já tem alguns projetos pilotos na área da agricultura, dando como exemplo a hidroponia, o qual tem interesse de desenvolver em comunidades rurais em parceira com o município, finaliza dizendo  que Macaúbas hoje é atendida em 95% do seu território com sinal de internet, o que facilitaria a implementação de tecnologias para auxiliar o homem do campo na produção de alimentos e riquezas. Por fim, a palavra é franqueada a José Carlos Novato (Tal de Tio Bau), que é presidente do DEM e foi um dos coordenadores da campanha vitoriosa que elegeu Aloisio Rebonato num “ambiente” arisco e cheio de desafios. Tal se emocionou com falava de sua mãe, e ela com sua preocupação materna, alertava o filho de uma possível derrota, mas que não veio… Tal citou o pequenos projetos que conheceu no Norte da Bahia, onde cidades menores que Macaúbas são autossustentáveis, com iniciativas como a pequena criação de gado e na produção de leite, projetos estes que podem ser implementados em Macaúbas com o auxilio do município. Por fim, se cumprimenta o prefeito eleito e fala da campanha limpa que foi feita, a qual teve baixíssimo custo, mas que exigiu o sangue e suor do grupo e mais que isso, amor a Macaúbas. Disse que os desafios serão muitos mas que todos serão superados.

O ato é encerrado pelo presidente da casa José Almir da Silva e em seguida todos foram convidados a saborear as iguarias feitas de frutas nativas e bolo de milho… Durante o ato, a ACIMAC, presenteou os visitantes com cachaça e rapaduras produzidas na região serrana de Macaúbas, produtos estes que em pouco tempo podem atravessar o Atlântico!

 


Fundada em 1992, inspirada e apoiada pela Fundação Cultural Prof, Mota, através do Prof. Ático, a Associação Comercial e Industrial de Macaúbas – ACIMAC – é uma das poucas entidades em nosso município que consegui sobrevier e se manter durante tantos anos… Uma entidade da classe dos empresários, seja ele do comércio, serviço ou indústria, onde por alguns mandatos Aloisio Rebonato esteve a frente como presidente, ajudou a reerguer a entidade, formou uma equipe de colaboradores e associados que a cada dia só cresce na árdua missão de “oxigenar” e fomentar a atividade econômica do município.

Nesta manhã de segunda feira, o atual presidente da ACIMAC, José Almir da Silva, esteve com Aloisio, levando os cumprimentos da entidade e de seus associados. Veja a carta abaixo:

 

Prefeito eleito recebe os cumprimentos do comércio, através do Presidente da Acimac. José Almir. 

“Ao Novo Prefeito Eleito
Senhor Aloisio Miguel Rebonato,

 

A Associação Comercial de Industrial de Macaúbas – ACIMAC, vem a público parabenizar o novo prefeito de Macaúbas, Aloisio Miguel Rebonato pela vitória nas urnas e pelo novo projeto politico. Reconhecemos e enaltecemos sua história nessa organização da sociedade civil pelas tantas conquistas e desenvolvimento ao longo desses anos.
Relembramos com orgulho seu legado na ideologia associativista e cooperativista e todo esforço para manter essa organização ativa em prol da classe comercial de Macaúbas, desde a nossa fundação e principalmente nos 8 anos que esteve como presidente. Hoje, iniciamos um nova etapa, são novos horizontes para conquistas coletivas de desenvolvimento econômico na nossa região e acreditamos na união, não só da classe comercial, como também das gestões de agropecuária e de agricultura familiar para trazer mais desenvolvimento a Bacia do Paramirim.
A toda equipe de trabalho e principalmente, a você Aloisio, desejamos uma gestão participativa, eficiente e de muito sucesso. Acreditamos em seu trabalho, pois ele nós fez chegar até aqui. São votos da Diretoria “Desenvolvimento, Dialogo e Ação”, a qual fez parte ate junho deste ano, da equipe de colaboradores e desejo da classe comercial. Seguimos, juntos somos mais forte. Parabéns!

José Almir da Silva
Presidente da Acimac”


Secretário Estadual da Educação
Organizada pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), em parceria com o Ministério da Educação (MEC), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME) e a Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), a premiação foi transmitida pela Web TV UNDIME e pelo canal do Youtube da SEC.
 Em primeiro lugar ficou o Colégio Estadual Félix Mendonça, de Itabuna,  com o projeto “Escola viva: ação, escuta, acolhimento e aprendizagem”, já o Colégio Estadual Eliel Martins, no município de Ouriçangas,  ficou em segundo lugar, com o projeto “Estratégias pedagógicas no contexto da pandemia” e o Colégio Municipal Selma Nunes, em Macaúbas, com o projeto “Escola-família: fortalecendo vínculos durante a pandemia”, que garantiu o terceiro colocado. Os três projetos premiados estão entre as 339 unidades escolares da Bahia que inscreveram relatos de iniciativas inovadoras. Os mediadores ressaltaram que, ao longo da pandemia, a SEC e a UNDIME mobilizaram e orientaram suas redes para o desenvolvimento de projetos que promovessem o acolhimento da comunidade escolar, mitigassem a evasão, promovessem aprendizagens múltiplas e garantissem a promoção da empatia e da colaboração entre os pares.
O secretário Jerônimo Rodrigues destacou a importância do Prêmio Gestão Escola para toda a rede estadual. “Esta é uma agenda muito emocionante e recompensadora, no sentido de que aqui estamos para reconhecer os esforços de cada diretor, de cada diretora, de cada gestor dos Núcleos Regionais. Dizemos sempre que o gestor cuida do patrimônio físico, do prédio, dos equipamentos, dos documentos, mas ele também cuida de pessoas e não é uma tarefa fácil. E nem sempre nós, gestores, temos a oportunidade de ter uma pós-graduação em gerir escolas e muito menos, pessoas. Nosso objetivo, ao participar do prêmio, é revelar as boas práticas nas nossas escolas em época de pandemia. Quero dividir este momento com o professor Raimundo Pereira (presidente da UNDIME-BA) e dar um bem-vindo aos professores, aos estudantes e aos gestores das redes estadual e municipais de toda a Bahia”.
Representando a UNDIME-BA, Raimundo Pereira, por sua vez, agradeceu e parabenizou as escolas pelas experiências pedagógicas que mantiveram a escola viva, criativa e acolhedora, apesar do momento peculiar. “Não foi fácil manter um projeto em um momento de pandemia. E quando a gente consegue selecionar três escolas baianas para representar esta premiação significa que elas fizeram bem o seu dever de casa e são vitoriosas. Essas três escolas estão representando todas as unidades escolares da Bahia e os obstáculos encontrados para chegarem até aqui foram compensados por este reconhecimento”.

O que é PGE?

O Prêmio Gestão Escolar, realizado desde 1998 pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), estimula a melhoria da gestão das escolas públicas.

O Prêmio busca reconhecer boas práticas, incentivar o aprimoramento dos processos de gestão e promover ações que possibilitem a troca de experiências entre gestores, multiplicando boas estratégias.

Atualmente entendemos que a gestão escolar é composta pela equipe escolar. Todos fazem parte da gestão escolar e devem ter corresponsabilidades tanto nas decisões quanto na implementação das ações, no acompanhamento e nos resultados alcançados.

O Prêmio se atualiza a cada versão e em 2020 teremos a Edição Especial: “Como as escolas estão enfrentando o desafio do afastamento social para manter o vínculo entre os atores escolares?”

Veja o vídeo da “live” que anunciou os vendedores:


Por quase uma semana sem registrar novos casos, neste segunda feira, 12 – as autoridades em saúde do município divulga o Boletirm Diário da Covid-19, com registro geral de 58 casos oficiais, destes 47 recurepados e outros dois foram a óbidos por motivos não relacionados a pandemia. No boleltim anteriror, o registro era de apenas 06 casos ativos, com os 03 novos hoje anunciados, sobe para 09, ou seja; um aumento de 50%.

Segundo o boletim, dois destes são moradores da zona rural e um da sede, isso pode significar que tiveram origens diferentes. O que preocupa é que se os 06 ativos, segundo informações, estam em quarentena – é certo (ou não) que estes três novos casos tenham origem de pessoas vindas de outros lugares, ou eles saíram (para foram do município) e pegram o virus, ou ainda, um hipótese remota, de uma transmissão comunitária de algum assintomático não identificado, esta ultima possibilidade seria um caos!

A perda da rastreabilidade dos casos pelas autoridades em saúde é a pior situação numa pandemia, mais ainda num município pequeno como o nosso, e isso significaria o descontrole total das origens dos casos, ou seja, a perda do “fio da miada”! Por isso, é importante a vigilãncia constante tando dos setores da saúde quanto de toda sociedade… Informar as autoridades em saúde quanto a casos suspeitos, de alguém que chegou de fora e não respeitou a quarentena, não é ser “x9”, e sim, presta um serviço essencial e cidadão ao município e a toda comunidade.


Exceto a capital baiana, com independência financeira, autônoma, não espera pelo Governo Estadual para “gerir” sua rede de escolas municipais, até mesmo por um fator de “disputa política”, no entanto, pode servir de exemplo para outro municípios baianos, e por que não o de Macaúbas? O qual tem condições financeiras, intelectuais para traçar seu plano de “ressuscitação” do ano letivo de 2020.

Em Salvador será implantado o Plano Contínuo Curricular 2020/2021, onde no próximo serão integradas e deverá se interagir os conteúdos dos dois anos letivos. Certamente o número de dias letivos devem aumentar. Veja nota, do Bahia Notícias:

A educação também “salva”!… E cada um com sua fé!

...”A saída encontrada pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) de Salvador pra tentar recuperar o prejuízo de mais de seis meses de aulas suspensas na rede municipal é a implementação do “contínuo curricular 2020/2021”. A gestão soteropolitana não trabalha com a hipótese de cancelamento do ano letivo, e por isso a estratégia foi elaborada, segundo interlocutores ouvidos pelo Bahia Notícias.  

As aulas foram suspensas em todas as unidades de ensino da Bahia no mês de março por causa da pandemia da Covid-19 (lembre aqui). As escolas foram uma das primeiras a serem impactadas pelas medidas de controle da disseminação da Covid-19. Outros setores na sociedade já retomaram suas atividades no novo normal, mas as salas de aula do estado estão vazias há quase sete meses.

Figuras ligadas à Smed afirmam que a prefeitura de Salvador já definiu que não irá finalizar o plano pedagógico de 2020. A proposta é de com o “contínuo curricular 2020/2021” tentar reduzir os prejuízos da formação dos alunos. A partir da estratégia, o currículo de 2020, em que se define as habilidades educacionais para cada série, será integrado ao de 2021.

A gestão ainda admite que existe a possibilidade do ano letivo de 2022 ainda sofrer os impactos e efeitos deste ano atípico, principalmente em relação as séries iniciais, de pré-alfabetização.

Conforme avançam as séries, o grau de dificuldade para a adaptação do conteúdo e a tentativa de compensá-lo também aumenta. A fonte da Smed explica que em relação Fundamental 2 (5º ao 9º ano) é especialmente complexo, porque envolve interação com o ensino médio, que faz parte da rede de Educação do estado. Diante disso, o currículo do último ano do fundamental vai precisar ser integrado com o estado em um trabalho conjunto entre a Smed e a Secretaria Estadual de Educação”…


Renovação de Convênio garante água para o Baixio

A Defesa Civil de Macaúbas, mais uma vez, trás ao conhecimento de todos, que através do Coordenador Gileno Leão Pinto Neto e sua equipe, através do município, conseguiram nesta quinta feira, 27 de agosto, junto ao Exercito Brasileiro, o retorno da OCPOperação Carro Pipa, que vem como um grande alívio e reforço nas comunidades rurais da região denominada “baixio”, a qual é mais sensível ao período de estiagem. Esta região já vem sendo atendida, mas não plenamente com a OAPOperação Água Potável, que é um convênio entre o Município e o Governo do Estado da Bahia,  mas mesmo assim, com todo empenho e esforço, algumas famílias ainda necessitavam deste bem tão precioso que é a água.

Com o retorno da OCP, não ficará um só lugar descoberto, a distribuição de água potável  chegará a todos os lares do interior do município, onde a seca é mais severa.

Ressalta a nota, que, em breve, terão outras boas noticias, com grande avanço na área de limpeza de pequenas barragens, ao longo do Rio Paramirim, o Coordenador e sua Equipe, continua em contato com o Exercito Brasileiro e representantes do governo do Estado para esta parceria.