Ativistas e servidores públicos ocupam a sede da Prefeitura (Foto TPM)
Ativistas e servidores públicos ocupam a sede da Prefeitura (Foto TPM)

Segundo nota do Movimento Todos Por Macaúbas (TPM), em rede social na internet, informa que a sede da Prefeitura de Macaúbas, foi ocupada por servidores de diversos setores do município, incluindo ai, pessoa da saúde, educação e de apoio e ativistas do Movimento que se solidarizam com os concidadãos , alegando salários em atraso de até 03 meses. Veja nota:

Manha de segunda-feira, 19/12/2016. Por volta das 8:30 os trabalhadores com salários atrasados e professores com risco de não receber o 13° ocuparam a prefeitura Municipal de Macaúbas. Diante do abandono do prefeito de seu cargo, constatado pelas duas semanas de ausência das quais os trabalhadores o procuraram em seu local de trabalho, a ocupação se tornou a última forma de exigir a presença do representante do executivo para que resolva a demanda do povo de Macaúbas, em especial dos trabalhadores com salários atrasados, alguns deles passando de três meses sem recebimento.”

Motivo: salários em atraso por até 03 meses
Motivo: salários em atraso por até 03 meses

O blog não consegui manter contato com assessoria da Prefeitura. No entanto espaço fica aberto para interessados através do e-mail: [email protected]

15622085_1195932033826293_6441341322749738030_n


145789

Conforme publicado no Diário Oficial do Município de Macaúbas, em sua Edição 0589 de 15 de dezembro de 2016, (VEJA AQUI) o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Macaúbas -SAAE, desembolsa dos seus cofres, dos cofres públicos, resultados da arrecadação, multas, etc, cobradas através da sua conta de água, a bagatela de R$ 1.300,00 (um mil e trezentos), para custear, segundo nota fornecimento de lanches, destinados a uma “reunião de encerramento de exercício” ou seja, para “festinha de Fim de Ano”… Até ai tudo normal… Anormal é perceber que o município que é UNO, bem como o dinheiro público que também o é… Se queixa de quebradeira, informações do Sindicato dos Servidores Públicos de Macaúbas, dão conta que salários de servidores do município estão em atraso (veja nota aqui), e ainda que o Hospital fecha, não fecha, fecha… Fecha não!... Faltando  luvas descartáveis, soro e até dipirona, a qual prometida por uma senadora da Mata, para aliviar as dores de cotovelos dos eleitores do Robinho!… Robinho que perdeu as eleições para Zezinho… Zezinho que por sua vez aparentemente deixa faltar dipirona no Hospital… Mas tem recursos suficientes em outros “cofres” para bancar “lanchinho“…

E ai cara de patel... Vai de "coxinha" ou dipirona?...
E ai cara de pastel… Vai de “coxinha” ou dipirona?…

Para isso, caro usuário você contribui todo mês com uma “coxinha”, um “pastelzinho” ao valor de R$ 2.50 de taxa, o qual somada a minha, a dele, a do outro, rende ao SAAE, quase MEIO MILHÃO DE REAIS ao ano!… Chupa que é de UVA!… Taxa esta criada para cobrir deficit (prejuízos) em ano anterior.

O fundamento legal da Lei nº 8.666/1993não é a que autoriza a compra de “lanchinhos” de Fim de Ano, mas sim, a que dispensa licitação, em seu artigo 24. Isso, para que o leitor não confunda… Além disso o “fornecimento é imediato”… Desproporcionalmente com a falta de imediatismo num Hospital onde sua emergência é catastrófica!…

E ai vai um lanchinho ai... NÃO, primeiro pague sua conta!...
E ai vai um lanchinho… NÃO, primeiro pague sua conta!…

Certo é que o SAAE não pode comprar dipirona para o Hospital, nem pagar salários de outros órgãos… No entanto, certo é que não iremos participar deste “lanchinho” pagos com meu, seu, nosso dinheiro!… Que pena, mas é certo que você se tiver apenas dinheiro da tarifa de água, não poderá pensar em comer um “lanchinho”, terá que pagar sua conta de água e consequentemente contribuir com o “lanche do SAAE para encerramento do exercício”!…  Pois, sem lanche, não dá para encerrar o ano!…

O blog não consegui manter contato com o SAAE de Macaúbas, no entanto, espaço fica aberto para todos e quaisquer interessados através do e-mail da redação: [email protected]

 


Vegetariano traidor?...
Vegetariano traidor?… (Manhã desta segunda feira 12 – às 6h30min. imagem cedida por um leitor)

Macaúbas parece ser uma cidade “brutal”?… Poderia ser uma afirmativa?… Para muitos não… No entanto, o que faz uma cidade se não pessoas e edificações?… E o conjunto (pessoas + coisas, edificações, aparelhos públicos), precisam de uma ordem mínima satisfatória… Conviver em sociedade exige de seus citadinos o cumprimento de regras. Se você mora na cidade, que seja você um ser humano, um cão, gato, suíno ou equino… Você mora aqui, pois aqui tem regras!…

A regra do lixo: 

O lixo domestico só pode ser colocado no dia e horário que o carro coletar passar, embalado em recipiente apropriado, de preferência separado por sua classificação seletiva, isso se Macaúbas fosse uma cidade “ecologicamente consciente” e com ainda com tendências de empreendedorismo, produzindo renda para seus habitantes… Ainda não é o caso!…

Para evitar os “vira latas”, independentemente de sua classificação “animal” e/ou “social”, segundo consta, o ex e neste caso, futuro prefeito de Macaúbas, disse que uma das suas primeiras medidas é transferir, pelos menos no centro da cidade, a coleta de lixo para o início da noite, bem como acabar com a “cachorrada”, incluindo ai: os equinos “traidores”, porcos e galinhas!… Suspeitos ou não…

Você sabia que o Antraz (ou Antrhrax do inglês), doença infecciosa causada pela bactéria Bacillus Anthracis, sendo altamente letal… É uma zoonose, ou seja transmitida por animais herbívoros e entre eles, principalmente os equinos (cavalos e seus pares).

E Brutus, até tu?

Brutus, todos já ouviram falar dele, seja do desenho animado ou das histórias do Império Romano, filho de Julio César, o qual o apunhalou “sorrateiramente” de forma “brutal” pelas costas para tomar-lhe o poder… Isso há mais de 2 mil anos… A “trairagem”  ai, é do cavalo, que troca o capim pelo lixo, por restos de comida caseira… E sendo ele vegetariano convicto, pode ai está consumindo proteína animal, quem sabe sobras de um churrasco?…


20161206_102516

Conforme nota, o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Macaúbas – SINPM – Convoca todos os servidores municipais, afiliados ou não, para realização de Assembléia Extraordinária, com data prevista para esta sexta feira, 09 – na Câmara de Vereadores, para as 18h. Segundo consta serão deliberadas propostas para alterações no Estatuto Social da agremiação sindicalista.


(Imagem a partir do site da Câmara de Macaúbas)
(Imagem a partir do site da Câmara de Macaúbas)

Interessante questionamento e entendimento do Movimento Todos Por Macaúbas, citando artigos do Regimento Interno da Câmara Municipal de Macaúbas, o qual certamente uma parte dos vereadores atuais não têm conhecimento, bem como não têm e talvez não tenham os novos edis, pois o hábito do “saber” em sua essência vem do “ler”… Num pais que “analfabetos” elegem seus iguais, dar-se ai destaque as exceções!… Onde a média de leitura dos brasileiros é uma das menores do mundo , segundo pesquisa do Instituto Retratos da Leitura: 44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro.(veja aqui)… E quando o assunto é Lei, Diário Oficial, Atos Oficiais, Códigos, etc, leitura considera técnica ai, o índice desaba, mesmo dentro da classe “interessada”. Um bom exemplo disso é o Diário Oficial da Câmara que só posta alguma coisa uma vez por semana e tendo pouco mais de 1.500 visitas em mais de um ano de criação, uma média de 4 visitas/dia… No caso dos políticos, em especial os nossos aborígenes, há alguns entre eles que são “analfabetos funcionais”, aqueles que só sabem “desenhar” o próprio nome!…

Em rede social até há um desafio pra ver quem ler textos (posts) sem fotos, e se  são longos nunca serão lidos. Parece coisa de criança, se o livro não tiver ilustrações/gravuras não “encantará” o leitor… Até aqui no blog, recebo “críticas” quando publico textos longos, pessoas me param na rua e perguntam qual era o assunto tratado sobre “tal manchete”… Ou ainda, “curtem” em questão de segundos uma matéria que só viram/leram  a “manchete” e alguns me ligam perguntando como “descurtir“… Certa vez fiz uma “critica” a atual gestão e um “cara” curtiu e me telefonou pedindo para eu “excluir” o post na rede social, pois o Prefeito poderia não gostar do “apoio/curtida” dele… Sorte do desavisado é que o Facebook já tinha criado o dispositivo “descurtir“… Isso tudo só foi relatado para realmente “encher linguiça” e provocar a “angustia” e a “fadiga” que o brasileiro tem pela leitura… Excetuam ai as exceções primorosas!

A leitura liberta e a informação abre portas!…

logo2

… Mas se você prefere viver numa “gaiola”, não reclame da “ração” servida!… Veja a seguir interessante questionamento do TPM… O blog não entrou em contato com a Câmara Municipal – no entanto, caso tenha interesse de se comunicar, espaço estará aberto.

A FALTA DE PUBLICIDADE, AS CANSATIVAS LEITURAS NO INÍCIO DAS SESSÕES E O DESCUMPRIMENTO DO REGIMENTO INTERNO NA CÂMARA DE VEREADORES

“Art. 170. A ata da sessão anterior ficará à disposição dos Vereadores, para verificação, 48 (quarenta e oito) horas antes da sessão seguinte; ao iniciar-se esta, o Presidente colocará a ata em discussão e, não sendo retificada ou impugnada, será considerada aprovada, independentemente de votação.
§ 1º. Qualquer Vereador poderá requerer a leitura da ata no todo ou em parte, mediante aprovação do requerimento pela maioria dos Vereadores presentes, para efeito de mera retificação.
§ 2º. Se o pedido de retificação não for contestado pelo Secretário, a ata será considerada aprovada, com a retificação; caso contrário, o Plenário deliberará a respeito.
§ 3º. Levantada impugnação sobre os termos da ata, o Plenário deliberará a respeito; aceita a impugnação, será lavrada nova ata.
(…)
Art. 176. O Secretário procederá à leitura do que se houver de discutir e votar, a qual poderá ser dispensada a requerimento verbal de qualquer Vereador, com aprovação do Plenário.” (Regimento Interno da Câmara de Vereadores de Macaúbas – Bahia)

Por que os vereadores gastam praticamente metade do tempo das sessões legislativas lendo longas atas passadas, pareceres e projetos de leis extensos? Não poderiam divulgar antes, junto com a pauta do dia, para que todos já chegassem à câmara conhecendo o que será discutido e, assim, dispensarem a leitura cansativa que toma todo o curto tempo de trabalho dos nossos representantes legislativos?

Olhando o próprio regimento interno da Câmara podemos perceber que essa possibilidade é, sim, permitida, além de obrigatória! O artigo 170 do Regimento Interno fala sobre a forma de tratamento que deve ser dada à ata de sessões passadas, não sendo obrigatório a leitura integral para que seja aprovada, mas, sim, que a ata esteja à disposição dos vereadores para que, se quiserem, retifiquem em plenário e que essa retificação seja discutida e votada por todos vereadores. Caso haja o silêncio considerar-se-ia aprovada a ata. Se esse artigo estivesse sendo cumprido pelos vereadores, já ganharíamos mais uma hora de trabalhos nas sessões legislativas, as retificações que por ventura ocorressem, seriam feitas de forma pública e discutidas diante da população. O que eles ganham lendo algo que deveria ser disponibilizado a todos com 48 horas de antecedência? Destacamos ainda o parágrafo 2º deste mesmo artigo que diz que só seria feita a leitura da ata com a aprovação da maioria do plenário.

Além desse artigo, temos ainda o artigo 176 do mesmo regimento da Câmara que diz que as leituras de projetos de leis, ofícios, pareceres e outros documentos podem ser dispensadas com o pedido verbal de um dos vereadores e a aprovação dos demais. Por que não publicam antes da sessão os pareceres e projetos que pretendem votar, dando publicidade e ao mesmo tempo ganhando tempo para trabalharem mais pela cidade?

Fica aqui os questionamentos e pedimos a quem ler que questionem os vereadores, porque temos muito a melhorar em nossa cidade e o tempo de trabalho deles é precioso para toda população, assim como é direito de todos saberem o teor do que será discutido e votado na sessão e não apenas o número do projeto de lei ou parecer com uma frase resumo sobre. Basta publicarem tudo (ata, PLs, pareceres e demais documentos) 48 horas antes das sessões no site da Câmara de Vereadores. É para isso que existe um site (pago pelo povo) e que existe o PRINCIPIO CONSTITUCIONAL DA PUBLICIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA!

Fonte da imagem: Site oficial da Câmara de Vereadores de Macaúbas “
( http://migre.me/vzNQE )

(Grifo Nosso) 


Os transtornos parecem que se acumulam e aumentam com as chuvas, com péssima infraestrutura as ruas de Macaúbas há anos foram abandonadas, muitas sem manutenção, buracos por todo lado, lixo acumulado nas esquinas, muitas sem urbanização e soma a tudo isso 18 anos de esgoto a céu aberto que aumenta sua vasão nesta época de chuva.

Rua vira rio... Loteamento Figueiredo (Foto Carlos Oliveira)
Rua vira rio… Loteamento Figueiredo (Foto Carlos Oliveira)

Em contato com o blog, alguns cidadãos de Macaúbas por diversos motivos, seja por ruas intransitáveis devido a córregos que não suportam o volume de água, estes onde são “dutos de esgoto a céu aberto”, se transformam em rios temporários, isolando bairros inteiros, trazendo sujeira, doenças e insegurança a população local. A exemplo da Rua principal do Loteamento Figueiredo… Segundo cidadão que postou em rede social, neste domingo 13/11, foto da rua alagada com águas contaminadas da subestação de esgoto que não funciona na Av. Flores da Cunha (em frente ao Quadra Poliesportiva), impede o transito dos moradores, os quais, segundo nota: “pagam IPTU, impostos e pede providência do Poder Público

Rua vira lixão... Trav. José Carlos (Foto Iwana Novais)
Rua vira lixão… Trav. José Carlos (Foto Iwan Novais)

Já na Travessa José Carlos que dá acesso a Creche Municipal no bairro Alto do Cruzeiro, moradora reclama de “lixão” que se forma na esquina da Rua principal que dá acesso ao Loteamento Figueiredo, por coincidência a mesma rua da foto acima, a qual está inundada por córrego que a corta!… São velhas situações, que há anos se repetem e se prologam…

O blog não consegui manter contato com a Secretaria de Infraestrutura do Município, no entanto, espaço fica aberto para interessados através do e-mail: [email protected]


documentos_perdidos_carnaval_2012

Entre 14h10 à 14h30, desta quinta feira, 27 – a cliente da Caixa Econômica Federal, Dona Elizabete Oliveira (irmã de Tomé), quando realizava uma operação nos terminais de auto atendimento na agência da Caixa Econômica em Macaúbas, esqueceu sua carteia de documentos na bancada do caixa eletrônico, contendo além de documentos pessoais, como RG, CPF, CNH, cartões bancários e pouco mais de R$ 100,00… Bete como é mais conhecida, precisa destes documentos para retorna à São Paulo e não há tempo hábil para tirar a segunda via…

O cidadão ou cidadã que pegou por “engano” sua carteia, poderá devolver-lá  à proprietária, mantendo contato através do telefone: (77) 999997-8685, que será recompensado (a) financeiramente. Lembrando que a não devolução voluntária poderá trazer complicações para quem estiver portando estes documentos, os cartões já foram todos bloqueados, lembrando ainda que o Banco têm câmara de segurança que podem conter imagens da pessoa que “pegou” a carteira por “engano”… E para evitar transtornos, caso o portador (a) não queira ser identificado (a), poderá devolver o documento em local público, para que a proprietária tenha acesso a pelos menos a seus documentos pessoais.

P.S, (Às 12h34min – os documento  já foram encontrados) 

Imagem do dia 02/10... Respeite a sinalização, também!...
Imagem do dia 02/10… Respeite a sinalização, também!…

Macaúbas com pouco mais de 15 mil habitantes na sede municipal, dos 50 mil do seu território, visto que cerca de 70% de sua população é rural… Melhor assim!.. Visto que a velha Macaúbas parece não suportar mais seus 30% de citadinos ou estes não mais suportam a ela… O blog na manhã deste falso entediante  domingo 16, recebeu algumas ligações de moradores indignados do que chamaram de prática de vandalismo “gratuito”, ou seja, talvez, aquele que não tenha justificativa? E qual tipo de vandalismo teria? Antes iremos “desossar” o verbete vandalizar:

Vandalizar:
“verbo transitivo”   –  1. Destruir ou danificar de forma brutal e gratuita.
“verbo intransitivo” – 2. Praticar .atos de vandalismo verbo pronominal

                                     3. Tornar-se vândalo.

Que interessante, o “transitivo e intransitivo”, quando justamente tratamos de placas de trânsito!… Neste merece destaque as ações intransitivas ou transgressivas dos operadores dos atos de vandalismo gratuito, mas que tem custos aos cofres públicos, os quais são “abastecidos” com os impostos sejam dos “vândalos intransitivos” ou do cidadão “comum”!…

Os Atos:

Na imagem acima capturada no dia 02/10, uma placa de trânsito que avisa aos cidadãos que adentram na cidade pelo Sul, vindos principalmente do famoso “Corredor do Céu”, que: “Cidade Sinalizada” – Obedeça os Sinais de Trânsito. Voltando após 15 dias, neste domingo 16 de outubro, lá está apenas a “ossada”, apenas o ferro de sustentação, ou seja, a placa sumiu, seria a indicação de: “Cidade não sinalizada”, desnecessário obedecer qualquer sinalização?… Veja:

A placa sumiu, e o ferro ficou: imagem de 16/10...
A placa sumiu, e o ferro ficou: imagem de 16/10…

A imensa placa que indicava: “Cidade Sinalizada” – Obedeça os Sinais de Trânsito -não mais lá está…

Neste exemplo, há meses os "faróis" dos semáforo não acedem... Para muitos, o trânsito até está fluindo melhor!...
Neste exemplo, há meses os “faróis” dos semáforo não acedem… Para muitos, o trânsito até está fluindo melhor!…

E curiosamente na noite deste sábado 15 para o entediante domingo 16, moradores acordam sentido falta de dezenas de placas, as quais, segundo costa foram destruídas por vândalos, certamente na “fria” madrugada… Muitas tiveram suas hastes arrancadas, outras com as madeiras quebradas e lá deixando uma “mortal” lasca de madeira que arrepiaria qualquer vampiro!… Vejamos algumas imagens e suas localizações:

Beco que dá acesso a Rua Castro Alves e a Rua Direita...
Beco que dá acesso a Rua Castro Alves e a Rua Direita…
Beco que dá acesso ao Clube Social (ou beco do Nilo)
Beco que dá acesso ao Clube Social (ou beco do Nilo)

 

Av. Flores da Cunha, dá acesso a Câmara Municipal...
Av. Flores da Cunha, dá acesso a Câmara Municipal…
Resto da haste, uma navalha, um convite para o desastre!... Av. Flores da Cunha, resto da placa acima.
Resto da haste, uma navalha, um convite para o desastre!… Av. Flores da Cunha, resto da placa acima.
Hospital: esta há meses amarrada com arame... Na capenga!.. O externo simbolizando o interno...
Hospital: esta há meses amarrada com arame… Na capenga!.. O externo simbolizando o interno…

Eis ai algumas amostras do ato de vandalismo “gratuito” ocorrido nesta madrugada… Certamente e obrigatoriamente a Prefeitura de Macaúbas deverá prestar queixa, fazer um B.O… E apurar as responsabilidades, pois é certo que em algum ponto destes os “vândalos” foram flagrados por alguma câmara de vigilância…

Mas… E o suposto “vandalismo de mão dupla”…

E um suposto “vandalismo”, que não seja este gratuito, mas bem pago, bem renumerado ou melhor, bem “subsidiado”, aqueles supostamente praticados por agentes políticos, detentores/ocupantes de cargos públicos, sejam estes eletivos ou nomeados, se são de confiança ou não ai já outro caso!… A exemplo da primeira placa, que está há mais de 15 dias nesta situação, pior, poderia ali ter causado uma grande tragédia quando de sua queda, que não foi certamente lenta… E dentro das unidades públicas, indo do Passo Municipal, Ondina, que seja no Planalto, aos seus gabinetes, salas e corredores, seja aqui ou Brasil a dentro, não há certamente uma “câmara” de vigilância, quem estaria disposto, quais cidadãos poderiam fazer um B.O?…. E se tratando de câmera, nos remete à Câmara, que onde também não há câmera, onde é também é falha a vigilância, a fiscalização… Pois, se assim for, falta-nos como cidadãos, o ato de “desvandalizar” toda a “Boacaúbas” e principalmente a Macaúbas!…

O blog não consegui manter contato com nenhum suspeito vândalo, seja ele os da placas ou quaisquer outros!… No entanto, espaço fica aberto para qualquer interessados: e-mail: [email protected]