Esgoto em Macaúbas: das “sombras pra as trevas”… Há 20 anos…

Por Tarcísio Sant’Ana*

O processo que transcorre nos órgãos administrativos do Governo do Estado da Bahia para início da obra da Estação de Tratamento de Esgoto de Macaúbas está no seu momento mais importante.

Nesta semana a Assessoria de Planejamento e Gestão da SEDUR (Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia) informou que o procedimento de atualização técnica da planilha da obra já terminou, estando o processo com a Casa Civil do Governo Estadual, no aguardo de marcação da reunião entre o município de Macaúbas e o órgão Estatal. É esta a reunião final que definirá quanto de recurso o Governo do Estado da Bahia vai destinar para a obra, e quem será o executor desta, o Município ou o Estado?!

Esta reunião, que deve acontecer em Salvador, NÃO PODE OCORRER SEM A PRESENÇA do COMSB (Conselho Municipal de Saneamento Básico de Macaúbas), órgão de controle social formado por membros dos poderes municipais e da sociedade civil, responsável por fiscalizar todo e qualquer ação ligada ao Saneamento Básico no Município.

Diante da situação de calamidade que passa Macaúbas, com sua rede de coleta obstruída, jogando esgoto pelas ruas e baixadas da cidade, acompanhar o desenvolvimento da obra de Estação de Tratamento de Esgoto é questão de vida ou morte para todos macaubenses!

Com a chegada cada vez mais próxima da obra da E.T.E. é urgente também a necessidade de conscientização dos macaubenses sobre a importância desta Estação de Tratamento, sobre a complexidade que esta obra terá, envolvendo transtornos em ruas com a substituição das redes de coletas obstruídas, sobre a necessidade de manutenção e os custos deste tratamento do esgoto para todos, sobre a necessidade de desativação das fossas e sobre como utilizar o esgotamento sanitário corretamente.

A CONSCIENTIZAÇÃO POPULAR SOBRE ESGOTAMENTO SANITÁRIO precisa partir de uma capacitação e ação conjunta das Secretarias do Município (em destaque para as Secretarias de Saúde, Educação, Meio Ambiente e de Infraestrutura e Obras). Sem esta CAMPANHA COMUM DE CONSCIENTIZAÇÃO corremos o risco de, tendo uma Estação de Tratamento se tornar ela um elefante branco, utilizando o recurso e o tempo dos funcionários desta E.T.E. para remediar os danos do mal uso do esgoto e tendo problemas, por exemplo, com não aceitação do pagamento da taxa de esgoto pela população.

Lutar pelo Saneamento Básico com ênfase no Esgotamento Sanitário de Macaúbas é lutar por nossa saúde, por nossa água, por nossa vida!

Fica aqui a pergunta: Estamos preparados para o Saneamento Básico?


* Tarcísio Sant’Ana, macaubense radicado em Salvador, advogado e ativista social.

 


Palestra atraiu publico de todas as áreas. 

Conforme nota do site oficial da Prefeitura, “O CAPS através da Secretaria Municipal de Saúde promoveu Evento Público “SETEMBRO AMARELO” que é uma Campanha de conscientização sobre a prevenção do Suicídio, com objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil, no mundo e em nosso município.

As palestras foram proferidas pela Dr.ª Andréia – Psicóloga e pelo Psiquiatra e Professor da Faculdade de Medicina da Bahia/UFBA Antônio Reinaldo Rabelo. O evento foi realizado nesta quarta-feira dia 12 de setembro de 2018, às 18h30min no plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Macaúbas.

Muitos pontos referentes à Saúde Mental e a sociedade antiga e atual foram citadas, numa palestra rica em informações de interesse de todos que lotou o Plenário da Câmara de Vereadores. O evento contou com a presença da Equipe do CPAS, Equipe da Secretaria de Saúde, empresários, estudantes e sociedade civil.”


Colocação de grade e aviso de advertência na “porteira do lixão”

Conforme nota da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Meio Ambiente, “o Deposito de Residos Sólidos – Lixão foi definitivamente fechado, sendo permitida a entrada somente de pessoas autorizadas, ou seja, quem trabalhe no local.

E a Prefeitura de Macaúbas juntamente com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, como primeira ação, pede aos comerciantes que separem seus resíduos sólidos: caixas de papelão e papeis, vasilhames plásticos, pets, vidros entre outros, sendo que, a Coleta Seletiva esta sendo implantada no município, e esta separação e essencial para evitar acidentes, durante a coleta.

Catadores que atuavam no lixão foram reconduzidos para um galpão de reciclagem

Coleta seletiva é o recolhimento dos resíduos orgânicos e inorgânicos, secos ou úmidos, recicláveis e não recicláveis que são previamente separados na fonte geradora, recolhidos e levados para seu reaproveitamento.

Lembrando que, a associação já esta funcionando parcialmente, aguardando apenas a chegada de maquinários, para que o processo seja completo.”


Educação ambiental… É o  caminho!,,,

Conforme nota da Assessoria de Comunicação, nesta terça feira dia 28 de agosto, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente representado pelo Secretário Interino – Marbenildo Firmino dos Santos, esteve na comunidade de Curralinho desenvolvendo atividades relacionada com meio ambiente: palestra, distribuindo mudas e aula de campo com os alunos do 6º ao 9º ano professores e direção, a solicitação foi feita pelo diretor Maelson Cotrim Costa.

Palestra sobre desmatamento, queimadas, resíduos sólidos, recursos hídricos.


Obra terá participação da comunidade

Conforme nota da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Meio Ambiente, nesta quinta feira dia 23 de agosto de 2018. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente representado pelo Secretário Interino – Marbenildo Firmino dos Santos, o engenheiro Civil – Arilton Rêgo e representantes da comunidade estiveram na nascente localizada na Comunidade de Olho D’água das Moças para iniciar um projeto de revitalização da nascente com isolamento da área, construção de 03 (três) barragens de contenção, plantio de arvores. A solicitação foi feita por intermédio do Vereador Ricardo Costa juntamente com a Comunidade, os custeios da obra serão através de parcerias com Secretaria Municipal de Meio Ambiente, SAAE e Secretaria Municipal de Infraestrutura.


… De rosa a roxo, para o daltônico tudo é “rosa”, clara ou escura… Assim, é para o agressor, aquele que pratica violência contra a mulher.. O folheto distribuído pelo CREAS, COMDIM, Prefeitura de Macaúbas e Secretaria de Assistência e Ação Social, tendo uma lista de atitudes, iniciando das menos “perigosas” e disfarçadas, como 1– Piadas Ofensivas, passando pela 14– Machucar, até  a 27– Causar Lesão Corporal e por fim  29– Matar.

Quantos atos desta lista não já praticamos, consciente ou não, não vimos alguém praticar ou conhecemos alguém que já sofreu estes “constrangimentos”… É certo que muitos da lista, homens também já foram vitimas de suas companheiras, namoradas e/ou esposas indo do 01 ao 29 mas, a grande vítimas em escala colossal foi sempre a do sexo feminino. Por quê?

O machismo é histórico, é até visto no “Santo Livro da Lei”: a Bíblia, bem como em outros como o Alcorão, Torá, etc… Numa passagem em Gêneses, Adão se queixa de solidão ao Criador, Ele, certamente em linguagem figurada, da costela de Adão, fez Eva… (da parte menos “nobre” isso é machismo?)… Cristo escolheu, segundo texto bíblico, 12 apóstolos, homens! E por que não 12 mulheres?… A Igreja Catálogo fez a escolha por “homens” para serem os orientadores religiosos: padres, bispos, papas… Por que não mulheres?

A cultura machista remonta desde da Pré-história, da época do “homem das cavernas” (e por que não “na época da mulher das cavernas”?), o machista infelizmente, não é um comportamento exclusivo do homem, é um fator histórico, cultural, religioso. O machismo é o não aceitar o igual direito entre homens e mulheres, e essa recusa, essa não aceitação, por parte em especial do homem, é um dos grandes fatos geradores da violência contra a mulher…

Não há uma receita para se extinguir o machismo ou até mesmo a violência contra a mulher, a educação pode ajudar, as condições culturais, financeiras, religiosas, etc, mas ver-se muitos ataques contra a mulher, partido destes grupos cultural e financeiramente elevados… Talvez machismo não seja apenas um traço de caráter e sim de personalidade.

Quanto a lista de 29 sinais de violência contra a mulher, inicialmente no folheto é sugerido ao leitor e a leitora, e até a Língua Portuguesa é machista, quando inventaram os “gêneros”… Quando sugere: …” Tome cuidado, reaja, busque ajuda”… E fica a pergunta que poderia ser respondida no verso do folheto que está em branco: que tipos de cuidados? Que tipo de reações? Busque ajuda: ONDE?