Participação da família dentro da escola: essa é a meta

Na segunda-feira dia 26 de novembro de 2018 estiveram reunidos pais, gestora, pessoal administrativo, alunos pessoal de apoio do Colégio Municipal Padre Durval Soares, e o Secretário de Educação Jonaldo Silva de Souza,  o coordenador técnico pedagógico Givanildo, o presidente da Câmara Anderson Gumes, para realizar mais uma etapa do Projeto Escola para Pais. Foi um momento muito gratificante para todos, pois, os temas abordados levaram cada um a refletir sobre as ações cotidianas. O secretário solicitou de todos o empenho no sentido de buscar cada vez mais fortalecer a parceria família e Escola para assim ter mais êxito nas atividades educacionais e fazer com que os educandos desenvolvam cada vez mais. O coordenador Givanildo, falou o quanto é importante o acompanhamento da família na vida escolar dos educandos,  O vereador Anderson falou do papel da Câmara de vereadores e abordou sobre as ações que vem desenvolvendo frente a presidência da Câmara,  solicitou dos pais e dos professores o esforço no sentido de retirar as crianças e adolescentes do mundo das drogas e da prostituição.

Tiveram apresentações dos alunos, a diretora Rosália, a vice-diretora Graciela, a professora Gardênia também reforçaram sobre a parceria família e Escola, agradeceram a presença de todos e o momento foi encerrado com a canção  do padre Zezinho “Oração pela Família” acompanhada pelo músico Kau com seu teclado.


Foi realizada na manhã desta quarta-feira dia 21 de novembro de 2018 na Câmara Municipal de Vereadores de Macaúbas-Bahia, uma reunião cujo tema debatido foi: A UTILIZAÇÃO IRREGULAR DE SOM EM ESTABELECIMENTOS E PAREDÕES EM CARROS DE SOM, com a participação do senhor Marbenildo Firmino dos Santos, Secretaria Interino de Meio Ambiente, o Major Gilmar Mascarenhas Carrilho, Comandante da 4ª CIPM/BA, o Promotor Dr. Àviner Rocha Santos, Vereadores e o jurídico da Câmara Municipal.

Foi acordado entre os participantes da reunião, com base nas leis Federais, Estaduais e Municipais, que a partir da data do dia 22 de novembro de 2018:

  1. As autorizações Ambientais emitidas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Macaúbas estarão suspensas para todos os Veículos Automotores portadores de Sons de propagandas que não possuem CNPJ para essa atividade de funcionamento;
  2. Proibição de paredões sem autorização de órgãos competente nos estabelecimentos;
  3. Proibição de paredões sem autorização de órgãos competente nos estabelecimentos ou em vias públicas;
  4. Proibição de sons nos passeios públicos;
  5. Todos os estabelecimentos de bares e restaurantes responderão pelos danos causados por sons de veículos nos seus respectivos estabelecimentos, dentre outros.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Macaúbas é o Órgão integrante do Sistema Nacional de Meio Ambiente na esfera Municipal responsável pela defesa e proteção do meio ambiente ecologicamente equilibrado, conforme resolução CEPRAM Nº 4.327/2013 e o Artigo 225 da Constituição Federal de 1988, podendo exercer seu poder de polícia, inclusive, com requisição policial conforme Artigo Nº 149, do Código Municipal de Meio Ambiente, com a parceria e Apoio: 4ª CIPM/BA. Iremos regularizar os serviços de sons no município de Macaúbas.

A Secretaria comunica ainda que os proprietários dos veículos devem procurar a Secretaria Municipal de Meio Ambiente o mais breve possível para não sofrer penalização, pois as autorizações que foram emitidas não impedem as penalidades legislativas a partir dessa publicação.

(Texto enviado pela Secretaria de Meio Ambiente de Macaúbas)


A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Macaúbas, por intermedio do secretário Marbenildo Firmino dos Santos comunica que, nos dias 20 a 24 de novembro deste corrente ano de 2018, foram realizados trabalhos de campo dos estudantes da UFBa sob orientação do professor Carlos Ecthevarne e auxílio de coordenação dos monitores Jean Silva e Camila Souza, onde teve apresentação das atividades na sede da Câmara Municipal de Vereadores de Macaúbas/Bahia, cujo tema: A Prática Arqueológica na comunidade de Macaúbas e Criação de Áreas de Conservação Ambiental no Município. Com o seguinte Cronograma:

Imagem reprodução google

Reconhecimento do Sítio arqueológico Pajeú e escolas do povoado (manhã); Visita ao sítio Pé do Morro (tarde) ;Seminário formativo na Escola Estadual Prof. Cônego Firmino Soares (manhã e tarde) – Responsável: Alvandyr ; Seminário formativo com participação da comunidade civil (noite) na Escola Estadual Prof. Cônego Firmino Soares. Responsável: Prof. Carlos e toda a equipe; Atividades com os alunos da Escola Municipal do Pajeú (manhã e tarde); Encontro com o grupo local de mapeamento arqueológico de Macaúbas no espaço da FAMAC (noite); Atividades com os alunos da Escola Família Agrícola (manhã e tarde); Recital arqueológico na praça da Abolição (noite); Atividade prática de mapeamento e catalogação dos sítios de pinturas rupestres com grupo de agentes patrimoniais locais (Manhã).
No momento visualizadas importantes áreas no nosso Município para a Criação de Unidades de Conservação Municipal de Uso Sustentável, especificamente área que compõem no sítio Pé do Morro e na Serra Geral a fim de Preservar o conjunto geológico, biológico, cultural e os recursos hídricos que compõe a região da Serra Geral de Macaúbas; Preservar espécies raras, endêmicas, e ameaçadas de extinção ou insuficientemente conhecidas da fauna e da flora nativa no seu habitat natural; Assegurar a preservação e a recuperação dos remanescentes da catinga, cerrado e zona de transição local; Criar um corredor ecológico integrando-a a futura Área de Proteção Ambiental Municipal – APA da serra Geral, e as demais unidades de conservação de outros Municípios; Preservar as beleza cênicas e paisagísticas;

(Texto enviado pela Secretaria de Meio Ambiente de Macaúbas)


* Jobijander Pinto da Purificação

Era uma vez! Bem num canto brilhante do universo um pequeno ponto azul, olhe lá! Eis a “Terra”, “a Terra dos seres humanos”, “a Terra onde o homem reina sobrando”.

Majestoso e imponente nos seus emaranhados de invenções copiadas dos outros seres inferiores, com todos os sentidos, mas desprovido de raciocinar, onde a maioria dos “humanos” despreza e repudia. Olha lá o homem incapaz de voar por si só, de mergulhar por longos tempos! Mas é o soberano, dono da inteligência, da sabedoria de copiar, de premeditar bondades e maldades. Vejam só é capaz até de amar, mas na mesma intensidade, odeia também, de atacar, ferir e mutilar seres da própria espécie e, até matar.

Certa vez, me perguntaram o que era Meio Ambiente?  “Digo!” – “Eu! Eu não sei”! Mas acho que é da pequena casca de uma aranha minúscula deixada presa em uma teia velha em sua parede a um elefante, de um lambari a um dos maiores seres vivo da terra e da água, a gigantesca baleia azul, da menor bactéria a sequoia-gigante. É tudo aquilo que pulsa, que tem vida, é tudo aquilo que não pulsa, que não tem vida, de um grão de areia inerte, de uma folha que cai a uma rocha fria e quente, conforme o sabor do clima, de um pequeno córrego aos grandes oceanos, do respeito mútuo ao desrespeito coletivo . É aquilo tudo misturado dentro daquela minúscula bola azul, que no espaço vaga. É da força maior que habita entre nós ao mais descrente dos homens, tudo inspira a vida e a morte, o começo e o fim, no intenso frenesi astral.

Enfim, todo globo é composto e incorporado ao meio ambiente, um conjunto das coisas existentes, e das que foram produzidas por nós senhores da “sabedoria”, onde a força lhes foi dada, o poder de construir e destruir. Tudo está em nossas mãos.

Portanto, voltando a nós, esse é o poder que a nos foi deixado, ele pertence a nós! Cada ser faça o que lhe achar melhor com ele, ai está o maior poder do ser humano, o livre arbítrio, capaz de destruir e criar, um poder inseparado da “Inteligência”. Portanto! Homem, com tanta inteligência, não se esqueça dos outros sentidos, da capacidade de amar, da sensibilidade do censo de humanidade, afinal é nosso humanismo que nos difere das outras espécies, nos somos peça essencial para que a pequena bola azul continue existindo, afinal! Nascemos, Crescemos, Reproduzimos e Morremos como todos os seres vivos, e nos transformamos em matéria, incorporando-se com mais substância ao Meio.

Cuidemos! Antes de tudo isso se transformar em “Era uma vez!”.

________________________________________________________________

Jobijander Pinto da Purificação, é técnico em Meio Ambiente e ativista ambiental, servidor público da Secretaria de Meio Ambiente de Macaúbas.

Fonte/Foto:

https://www.google.com/search?tbm=isch&sa=1&ei=5iLiW_ihGoWWwgSSkKD4BA&q=terra+vista+da+lua+real&oq=terra+vista+da+&gs

_l=img.3.1.0l5j0i30k1l5.61494.64115.0.68891.9.9.0.0.0.0.737.1667.2-1j2j6-1.4.0….0…1c.1.64.img.

.5.4.1663…0i67k1.0.c1dkz2GD-6g#imgrc=kzE-jxdbxPZ_EM:


Em nota a Associação dos Funcionários Públicos da Bahia, lança movimento a favor da valorização dos servidores e serviços públicos, diz que há por parte do atual governo do Estado, políticas que inverte isso, com o que chamam: “desvalorização dos trabalhos que vem sendo praticada pelo Governo do Estado“… A redação do blog não consegui contado com representantes do Governo ou com o próprio. Espaço fica aberto para interessados.

(Imagem GenJurídico)

Veja nota:

“As entidades representativas dos servidores do Estado da Bahia acabam de criar uma frente em defesa do Serviço Público. A decisão foi tomada em reunião que ocorreu no dia 7 de novembro, na Associação dos Funcionários Públicos, que contou com a participação do Sindimed, representado por seu diretor de Saúde, Rafael Ferreira, e dezenas de outras representações dos servidores.

O objetivo central dessa articulação é questionar a desvalorização dos trabalhadores que vem sendo praticada pelo Governo do Estado. Além das condições precárias de trabalho que os servidores enfrentam, um cálculo feito pelo Sindsefaz aponta que a perda salarial do segmento, acumulada nos últimos quatro anos, já atinge quase 50%.

Outro problema apontado pelos servidores é o excesso de cargos de confiança criados pelo governo, que impacta diretamente no arrocho salarial porque incha a máquina administrativa, alocando recursos que deveriam ser carreados para o pessoal de carreira.

A crítica feita pelas entidades é voltada também para a prática habitual de contratações via REDA, instrumento que deveria ser utilizado de forma esporádica, mas que se tornou praticamente a única via de entrada no serviço público, na medida em que há anos o governo não promove concursos para novas admissões ao quadro permanente.

Entre as denúncias que os servidores vêm fazendo sobre a má administração do governo, figura ainda o déficit da Previdência do Estado, que preocupa a todos ao colocar em risco as aposentadorias.

A Frente em Defesa do Serviço Público, que é composta por cerca de 23 entidades, volta a se reunir no final de novembro, dando continuidade à mobilização permanente das categorias.”


Conforme nota da Assessoria de Comunicação do Polo da Unopar de Macaúbas, entidade educacional terá novos cursos. Veja nota:

ENFERMAGEM: BACHARELADO (DURAÇÃO 5 ANOS)

EDUCAÇÃO FÍSICA:  BACHARELADO( DURAÇÃO 4 ANOS)

Temos como objetivo atender a você que deseja uma formação de qualidade. Dessa forma, desenvolvemos uma proposta de ensino e aprendizagem composta por diferentes processos e práticas para seu processo educativo. Para isso, apresentamos as informações sobre o curso e o modo como vamos trabalhar , assim como as possibilidades entre os encontros presenciais, nossas relações virtuais e o conhecimento que delas deve resultar. O curso de bacharelado em Enfermagem fundamenta-se em base teórica e científica, exigida na maioria das situações pelo mercado de trabalho, além de prover ao aluno instrumental suficiente para acompanhar as mudanças que ocorrem atualmente. Para tanto, fornecemos formação humanística e visão global, propiciando sólida formação técnica e científica para atuar na administração das organizações e desenvolver atividades específicas da prática profissional, assim como trabalhamos, no âmbito acadêmico, competências para compreender e desenvolver a capacidade de atuar de forma interdisciplinar. Iniciando a sua trajetória, é necessário que você compreenda a organização do seu curso, seus espaços presenciais no polo de apoio presencial e os espaços virtuais, pelos quais seu estudo e seus compromissos acadêmicos serão cumpridos..

O curso de bacharelado em Educação Física fundamenta-se em base teórica e científica, exigida na maioria das situações pelo mercado de trabalho, além de prover ao aluno instrumental suficiente para acompanhar as mudanças que ocorrem atualmente. Para tanto, fornecemos formação humanística e visão global, propiciando sólida formação técnica e científica para atuar na administração das organizações e desenvolver atividades específicas da prática profissional, assim como desenvolvemos, no âmbito acadêmico, competências para compreender e desenvolver a capacidade de atuar de forma interdisciplinar.”


Mais uma apreensão de aves silvestres foi realizada em Macaúbas, muitas destas são frutos de DENUNCIA ANÔNIMA de quem deseja ver aves soltas por ai, e não confinadas em gaiolas… Caso seu vizinho tenha o “péssimo” habito de criar em cativeiro aves, denuncie anonimamente para as autoridades que sua identidade será preservada, ou seja nem será sabida!

Veja nota da Secretaria de Meio Ambiente sobre o assunto:

Em um trabalho contínuo de fiscalização, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, mais uma vez, resgata uma grande quantidade de pássaros silvestres que estavam confinados em gaiolas, privados de se reproduzirem e voarem livremente, CONDENADOS A PRISÃO PERPÉTUA SEM NENHUM CRIME TER COMETIDO. Foram resgatados várias espécies nativas, cerca de 26 (vinte e seis) aves, divididos em: canários da terra, trinca ferro, papa capim, coleirinho, cabeça de lenço, bigodinho e azulão, todos recentemente capturados, ou seja, com os instintos ainda selvagens e capazes de sobreviverem na natureza.

Todas as aves foram triadas, contadas e devolvidas à liberdade, onde terão mais uma chance de se reproduzirem e perpetuarem a espécie, dando continuidade ao seu papel na natureza, fazendo a dispersão de sementes, controle de insetos, e nos alegrando com o seu maravilhoso canto que quebra o silêncio nas matas, praças e jardins do nosso município.

Mais uma vez, pedimos a população macaubense que denuncie os criadores de animais silvestres clandestinos, essa prática é criminosa. Pedimos ainda, que as pessoas que gostam de criar animais, que optem por animais de cativeiro, adquiridos por criadores credenciados, onde sejam emitidos notas fiscais e certificados de origem.

Lembrando que, todos os criadores que estavam em situação irregular, sendo que foi feita apreensão em mais de uma casa, foram devidamente notificados, compareceram a esta Secretaria de Meio Ambiente e cumpriram todos os tramites designados em Lei.”

 


Com a inevitável nucleação de escolas que deverá ser feita pelo município devido a pouca quantidade de alunos, que em 10 anos caiu de 13 mil para os 7 mil hoje… Com isso, os recursos da Educação também caem, visto que o repasse é baseado pela quantidade de alunos matriculados… Essa ação, tem deixado muitos prédios escolares sem utilidade, abandonados e até se “auto destruindo”, um projeto do vereador Anderson Gumes, tenta reutilizar este espaço público em benefício da comunidade, o transformando em área de convivência social, área para cultura, para o cooperativismo, para desenvolver ações de micro empreendedorismo que possam dar um destino para o prédio e também beneficiar a comunidade de alguma forma.

Um dos exemplo é o antigo Colégio do Leite, que foi cedido para o Sindicado dos Trabalhadores e será transformando num Centro Técnico de apoio aos associações comunitárias, bem como um centro de geração de emprego e renda, conforme nota do vereador Anderson Gumes em sua página nas redes sociais na internet.

Colégio nasce das “cinzas”…. 

“A nossa agenda de hoje foi em conjunto com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Macaúbas, que para ajudar na preservação das instalações do prédio Escolar da Comunidade do Leite promoveu um mega mutirão de limpeza. A atividade contou com a participação voluntária de várias pessoas. Homens e mulheres fizeram o serviço com amor, dando a sua contribuição para que o prédio tenha um melhor funcionamento. Um espaço mais agradável e confortável.
O prédio há alguns anos foi fechado, devido à falta de alunos. Mas agora, após uma solicitação nossa ao prefeito, ele foi passado por cessão de uso, para o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, que irá implantar ali um Centro de Apoio às Associações Comunitárias, além de implantar um Programa de Geração de Emprego e Renda.
Quero parabenizar e agradecer o empenho do Presidente do Sindicato, Rogério, do ex-presidente, João Vaz e demais membros. Em nome de dona Cacilda, agradeço profundamente à todas mulheres que dedicaram tempo para contribuir nesta ação.
Agradeço ao meu colega, o vereador Té Oliveira que participou junto comigo desta ação.” 

Se incentivar dar certo… Gerando renda e novas perspectivas.