Todos conectados (imagem meramente ilustrativa)

Uma das regiões mais distantes e isoladas de Macaúbas, deverá ter acesso a sinal de internet, conforme informações preliminares do Sr. Manoel de Quindor, em sua página na internet, informa que através do apoio da comunidades locais e em parceria com o provedor Macaúbas Net, diversas localidades da região serrana do município de Macaúbas terá sinal de internet em breve, entre as comunidades que serão beneficiadas estão: Maria Da Silva, Barro Duro, Barra de Baixo, Barreiro, Juazeiro, Cabaceira, Umbuzeiro, Lagoinha, Barra de Cima, Cantinho, salina, São Jerônimo, Saco dá Errada, Cruz, Canabrava, Coqueiro, entre outras.

Com isso, milhares de pessoas que não tem sinal de celular, podem agora ter acesso a internet, dando-lhes acesso a informações a tempo real, além de democratizar o acesso a informação, à comunicação, bem como meio de entretenimento e lazer.


* Por Irlando Oliveira
Infelizmente, no Brasil da atualidade, nada, absolutamente nada, se é levado a sério, exceção feita – é claro – às cobranças dos nossos tributos. Nem mesmo os dispositivos constitucionais – que representam, por assim dizer, o máximo da legalidade, pois se traduzem nos anseios e aspirações dos brasileiros, e servem de baliza aos diplomas infraconstitucionais -, são respeitados, cobrados e exigidos.
Um que tem nos chamado a atenção, em razão de atingir a todos nós, indistintamente, é o tão falado direito de ir e vir, consignado no art. 5º, inciso XV, da Constituição Federal, o qual estabelece: “é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens”.
Ora, diante do intenso clima de insegurança que assola o país, considerando os altíssimos índices de criminalidade, causando aflição, angústia e medo a todos, como permanecer livremente dentro do território brasileiro? Principalmente nas grandes cidades, aquelas com mais de cinquenta mil habitantes, o quadro é desolador, pois, aliado ao narcotráfico e em decorrência deste, carros são roubados, motos, celulares, tablets, bolsas, carteiras, relógios, pulseiras, anéis, residências, estabelecimentos comerciais, etc. Afinal, os ditos crimes contra o patrimônio efetivamente têm sido muito difícil de se prevenir e combater!
O brasileiro não tem mais a segurança de outrora para andar livremente pelas ruas das cidades; passear tranquilamente, andar de bicicleta, até mesmo levar um cachorro para caminhar, já que até os cães de raça estão sendo alvo dos delinquentes! As pessoas se vêem obrigadas a morar em condomínios fechados, a murarem as suas casas, colocando câmeras de videomonitoramento e grades em todos os acessos. Até quando suportaremos tal situação? Armados não podemos estar, em razão do Estatuto do Desarmamento que atingiu, frontal e unicamente, o cidadão de bem! Paradoxalmente, muito pouco tem sido feito para se conter o ingresso ilegal de armas no país e apreender as que estão nas mãos dos criminosos.
Sabemos, perfeitamente, que inúmeras são as causas do caos instalado no Brasil. Aliado a um sistema penitenciário falido na sua essência e finalidade, percebemos o proposital e irresponsável enfraquecimento das Forças Armadas e Policiais ao longo desses últimos anos, bem como a existência de uma justiça extremamente leniente. Ultimamente, o país padece dos males ocasionados por uma política pública em que se instituiu um menor Estado social em larga escala, adotando-se o assistencialismo político, através do qual apenas se busca “matar a fome”, não provendo de dignidade a criatura humana. E o reflexo disso tudo se evidencia no nosso dia a dia, lamentavelmente!
Já não podemos dizer que aqui no Brasil foi adredemente implementado um maior Estado punitivo e um menor Estado social, como apregoaram alguns estudiosos que se detiveram sobre acurada análise acerca da política pública de redução da criminalidade em Nova Iorque, intitulada “Tolerância Zero”. O menor Estado social é fato! Mas o maior Estado punitivo não cabe no país, em razão, sobretudo, de não dispor de estabelecimentos prisionais para acomodar todos os sentenciados! Basta lembrarmos dos mutirões que foram feitos pela Justiça, para pôr em liberdade centenas de presos, em razão da superpopulação carcerária!
Diante de todo o exposto, entendemos que o direito constitucional de ir e vir no Brasil definitivamente não nos é assegurado, em toda a sua plenitude, o que nos torna e nos deixa extremamente vulneráveis. Não adianta vivermos numa democracia, cujos princípios essenciais são os de liberdade e de igualdade, se não fruirmos do mínimo necessário para andarmos livremente na nossa nação mãe!
_________________________________________________________________________
* Irlando Lino Magalhães Oliveira é Oficial da Polícia Militar da Bahia, no posto de Tenente-Coronel, escritor, ensaísta e especialista em gestão da segurança pública e direitos humanos.

* Por Irlando Oliveira
Imagem reprodução google

A única certeza da vida é a morte, a qual nos aguarda a todos, indistintamente. Por mais que não a desejamos, em razão da nossa crença religiosa, temor, insegurança, forma de ver a vida, dentre outros fatores, ela virá. O medo da morte é instintivo, já que se traduz em mecanismo de defesa da vida. Estudos nos indicam, por exemplo, que aquele que intenta suicidar-se já não se encontra com as suas faculdades mentais normais, portanto perturbado.

Por mais absurdo que possa parecer, o Dia de Finados, além de nos servir para rememorarmos todos aqueles que nos precederam no além-túmulo, envolvendo parentes e amigos diletos, nos dá a percepção da nossa finitude, enquanto encarnados. Do berço ao túmulo, a nossa trajetória é árdua, pois aqui nos encontramos para aprender, através das inúmeras vivências que a vida nos enseja para o nosso crescimento espiritual. Desta forma, entramos e saímos da vida sem dela jamais nos apartarmos!
No dia destinado aos mortos devemos adotar postura de respeito para com eles, evocando os momentos ímpares que com eles vivemos, de alegria e plenitude, como forma de podermos alcançá-los através do pensamento, considerando o fato de estarem em outra dimensão. Assim, se o pensamento é bom, o alcance será positivo, se mau, será negativo. O impacto é imediato! Em razão do nosso estágio evolutivo, ainda não podemos dimensionar o poder do nosso pensamento, o qual representa elemento catalisador, o elo de ligação entre nós e aqueles que já nos deixaram e não mais se encontram com a indumentária carnal.
Ante o féretro que passa em nossa rua, ou aquele através do qual velamos um ente querido, que possamos avaliar o nosso caminhar e a nossa trajetória terrena, sopesando as nossas atitudes, pois dia virá em que chegará também o nosso chamamento para o imarcescível, onde transportaremos não as nossas coisas, mas o nosso cabedal psicológico, que nos auxiliará para vôos mais altos, transpondo barreiras as quais não tínhamos condições e méritos para transpô-las.
_______________________________________________________________________
* Irlando Lino Magalhães Oliveira é Oficial da Polícia Militar da Bahia, no posto de Tenente-Coronel, escritor, ensaísta e especialista em gestão da segurança pública e direitos humanos.

Lagoa Clara e Boqueiraozinho… Só esperando chuvas, que já está por ai…

Com a perspectiva otimista de chuva “gorda” para o início do mês de novembro, a Prefeitura de Macaúbas vem dando total prioridade a limpeza dos tanques, açudes, lagos e aguadas do município; a ordem do Prefeito Amelinho é: onde tiver buraco que possa acumular água deve ser limpo. No entanto, segundo o vereador Ricardo Costa em sua página em rede social, informa que apesar do município dar prioridade a limpeza destas aguadas, que são muitas, não deverá dar conta de limpar 100% das que existem, diz que algumas devem ficar para o próximo ano. Veja trecho de um comentário seu em rede social, em resposta aos “fecebuqueiros”: “Bom dia.. Não estamos parando nem os finais de semana! Mas infelizmente não daremos conta de limpar todas as aguadas do Município este ano, mas não iremos parar com este serviço.”

Lagoa do Pajeú, maior capacidade de armazenamento de água

Isso se deve, segundo Ricardo, é devido ao pouco espaço de tempo, pois as aguadas devem estar secas, sem água para ser limpas, pois, não pode ser desperdiçada a água que acumula e nem dá condição da maquina limpar. Segundo Costa, em resposta a outro internauta, deve também transformar alguns lagos destes em área de lazer,  a exemplo da Lagoa da Várzea do Boi. Veja:  “Boa noite meu amigo.. sabemos da necessidade da limpeza de Lagoa de Várzea do Boi, mas temos planos maiores para esta Lagoa, que em muito breve colocaremos em prática. Abraço.”

Nota-se que as redes sociais tem sido um importante elo entre a administração pública e o cidadão, um elo de encontro, informações, cobranças, prestação de contas e aproximando os munícipes dos governantes.

 

 

 


Através de nota publicada no site oficial da Prefeitura de Macaúbas, comunica a todos que manter portas abertas para atendimento ao público nesta quinta feira 26 – E justifica que apoia o movimento dos prefeitos na capital baiana, mas que é preciso manter o ritmo de trabalho e assim, informa que todos os setores e órgãos municipais terão expediente normal.

Veja nota:

“A Prefeitura Municipal de Macaúbas apoio o movimento que será realizado nesta quinta-feira  26 de outubro de 2017, com o objetivo de alertar a população e sensibilizar o Congresso e o governo Federal sobre as dificuldades financeiras que atravessam os municípios.

Porém informa á toda população e funcionários que irá funcionar normalmente nesta quinta-feira, assim como todos os órgãos do município. A gestão sabe da importância do movimento, mais sabe também que não pode parar os trabalhos, pois cada dia é a soma de avanços e melhorias em todos os setores no âmbito municipal. “


Protesto… Câmara não abre nesta quinta

Encontra-se em Salvador ou a caminho de Ondina, boa parte dos prefeitos baianos, exceto o que lá está, um dos maires adversários do RC… Segundo informações preliminares prefeitos marcham até a capital baiana para um grande manisfesto nesta quinta feira 26, na tentativa de aumentar seus repasses recebidos dos Entes, federal e estadual. E em solidariedade as prefeituras e em especial a de Macaúbas, por UNANIMIDADE os vereadores de Macaúbas concordaram “fechar” as portas neste dia em solidariedade ao executivo que informa ter recebido pouco mais de 10% do repasse ordinário que deveria receber na última parcela.

O discurso do vereador Anderson Gumes, presidente do Legislativo macaubense, na Tribuna Livre teve um tom de “juntos” somos mais fortes… Gumes pediu união incondicional por Macaúbas… “Não é tempo de eleições, ninguém aqui é candidato, vamos unir forças por Macaúbas, vamos construir uma agenda positiva e resolver nossos problemas, que são de todos“… Com essa, Gumes obteve dos seus pares o SIM, para num esforço “simbólico” e coletivo o cerramento do Legislativo por 24h…

E para engrossar as filas dos prefeitos na capital baiana está também o chefe do executivo de Macaúbas, Amélio Costa Jr, que diz esta “sufocado” com a folha de pagamento, a qual enxuta, corre risco de ultrapassar os limites legais devido a queda da arrecadação… A solução seria demitir, reduzir salários ou até aumentar receitas (mas como?)- uma receita é tributar sobre aqueles que não pagam, o município começar a ter maior potencial de arrecadação (mas como?) – Inicialmente através do IPTU, Macaúbas tem mais de 5 mil lotes que não pagam este imposto – outra fonte, é o ISS, principalmente sobre prestadores de serviços como os profissionais liberais: médicos, dentistas, advogados… Além disso há os alvarás de todas as espécies!… E por ai vai…

 

 


* Por Irlando Oliveira
O que temos acompanhado através da mídia, sob várias formas, aliado àquilo que também temos lido, acerca da tão falada e discutida ideologia de gênero, tem nos causado algumas inquietações, pois percebemos que a referida temática tem sido conduzida no Brasil da atualidade de uma forma equivocada e, acima de tudo, imposta.
Diante disso, chegamos à conclusão de que estamos vivendo no país dos paradoxos e dos contrassensos, no qual a liberdade de expressão e a ausência de censura – princípios constitucionais que compõem a “democracia brasileira” -, atingem seus momentos apoteóticos. Se por um lado vemos o excessivo cuidado com os postulados exarados no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por outro acompanhamos o sistemático e frequente desmanche destes, se nos apresentando como verdadeiro afronta à justiça, na nação em que impera a impunidade.
Cenas de nudismo, protagonizadas por adultos “artistas”, envolvem crianças – com a anuência dos pais -, estas contracenando com total inocência, completamente alheias àquilo que estão fazendo ou que lhes impuseram fazer, infringindo, todos eles, os mecanismos de proteção do ECA, destinados a uma “clientela” assaz vulnerável e frágil, cuja personalidade e cujo caráter estão em pleno processo de formatação. Tais cenas chegam, em determinados momentos, a nos dar mostras de episódios de pedofilia, como se fosse algo muito natural e aceito pela sociedade brasileira!
Temos visto propagandas de determinados produtos comerciais, sobretudo na mídia televisiva dos canais abertos, cujo “pano de fundo” apresenta cenas explícitas de ideologia de gênero, induzindo os “incautos” à prática daquilo que estão assistindo, como se também fosse algo muito natural e normal, tendo, tais propagandas, concorrido, de forma subliminar, para encharcar e atingir o inconsciente dos telespectadores, cuja maioria não se dá conta!
Exposições de “arte”, muitas das quais patrocinadas com recursos públicos, apresentando o que há de mais degradante e abjeto, com cenas de zoofilia, inclusive, talvez não encontradas sequer no imaginário do inferno descrito por Dante Alighieri, em “A Divina Comédia”, concorrendo para o aviltamento da criatura humana e a desconstrução da sua fé religiosa, têm contribuído para desmoralizar, ainda mais, os cidadãos, enaltecendo a filosofia de vida hedonista, em detrimento dos reais anseios de evolução espiritual de todos nós!
São, na verdade, esses promotores de tais eventos, pessoas portadoras de mentes desequilibradas, apoiadas por outras de igual jaez, que desejam conspurcar os princípios éticos e morais que devem permear as relações humanas. Intentam, por outro lado, fazer ruir a família – célula mater da sociedade -, a fim de concretizarem seus planos perversos, na tentativa vã de fazer valer seus gostos e vontades, passando uma ideia errônea às pessoas, atribuindo um comportamento destoante como se fosse o modelo a ser seguido!
No Brasil da atualidade, se não nos acautelarmos, munidos da perspicácia necessária para separarmos “o joio do trigo”, certamente cairemos nas armadilhas soezes de inúmeras mentes insanas, as quais desejam ardentemente influenciar as pessoas, alterando seus hábitos e costumes, conturbando, ainda mais, o panorama social!
_________________________________________________________________________
* Irlando Lino Magalhães Oliveira é Oficial da Polícia Militar da Bahia, no posto de Tenente-Coronel do QOPM, atual Comandante do 14º BPM/Santo Antônio de Jesus, e Especialista em Gestão da Segurança Pública e Direitos Humanos.

Fogo é fogo, não importa sua origem se de um curto circuito, de uma vela ou de um “galinhaço chamuscado”!… O inusitado incidente podeira ter causas mais danosas, que só um “milagre” podeira dar jeito. Na manhã desta segunda feira, 16, conforme nota da equipe “milagrosa” responsável pelo combate ao incêndio, relata o “inferno astral” que poderia ter um dos maiores cinturões verdes de Macaúbas, quando pessoas certamente ligadas a algum culto religioso usou fogo tendo como combustível álcool, em descontrole acabou por incendiar uma pequena área na região da Biquinha do Coité. Quando o fogo tomou maiores proporções foi visto por pessoas que estavam ali próximo, as chamas foram contidas por vizinhos e funcionários do SAAE. Os prováveis responsáveis não foram identificados nem vistos no local… Veja nota e imagens cedidas pela equipe de combatentes:

Bio, diretor do SAAE e voluntários de boa fé…

 

Mais uma vez a Brigada Guardiões da Mata, foi chamada pelo Diretor do SAAE e Voluntários, para auxiliar no combate a incêndio. desta vez na região da Biquinha no entorno da nascente do Coité, onde chegando ao local, os funcionários da Secretaria de Meio Ambiente e membros da Brigada, os senhores Edson(Cuia) Gileno Neto e Jobjander, em posse dos equipamentos necessários ao combate de incêndio, constataram que, com ajuda de voluntários e vizinhos, as chamas já haviam sido apagadas. Mas foi observado também, que o fogo, desta vez foi acidental, pois no local encontrou-se garrafa de álcool, bem como, restos de animais mortos e queimados (galinhas, ovos e outros), como pode ser visto nas imagens, o qual configuram Crimes Ambientais e maus tratos de animais.

Vale lembrar que o Brasil é um País considerado “laico”, e respeitamos todos e quaisquer tipos de cultos religiosos, mas, que sejam feitos de maneira responsável, e que não coloque em risco as pessoas, a fauna e flora local.

Por este motivo, mais uma vês, os Brigadistas, Diretor do SAAE, Funcionários da Secretaria de Meio Ambiente e Voluntários pedem a população que tomem cuidado, principalmente nesta época de seca, e quem pratica tais cultos religiosos, que tomem as medidas necessárias de precaução, e procurem locais longe da vegetação seca, e evitem o sacrifício de animais”

 

Podeira ter sido pior…