O projeto visa o fortalecimento das filarmônicas do Estado Baiano, em Macaúbas, a Filarmônica Nossa Senhora da Imaculada Conceição, que há décadas foi regida pelo músico autodidata Prof. José Benedito do Amaral Rego, tem uma boa estrutura, no entanto ainda é pouca valorizada e não recebe das autoridades competentes o devido valor: cultural, histórico e principalmente de inclusão social…

Quantos meninos desviaram seu caminho das drogas, da “vadiagem” e seguiram o caminho da música, da virtude, da cultura… Temos exemplos de “filhos de Zé Benedito” que cruzaram continentes, são artistas internacionais… Mas, infelizmente, as notas tiradas de um Contra Baixo, do afino do Falutim e das batidas do Tambor não são ouvidas pela sociedade, pelas administrações públicas… A insensibilidade  social, cultural e até humana é o que mais leva uma sociedade a ter jovens cavando “masmorras ao vício” e produzindo suas próprias pás de cal…

Uma de suas formações

Participe você também do fortalecimento de nossa filarmônica, clique no link a seguir e se inscreva:

https://quartoprojetomacaubas.blogspot.com/p/inscricao-oficinas.html

Atual Diretoria

Como professora do então Colégio Estadual Aloysio Short, a professora Renaide da Silva Soares Dultra, que faria aniversário no próximo 1° de outubro, nascida em 1936, deixa dois filhos João Ângelo e Carlos Emílio, alem de uma centenas de familiares e milhares de amigos, entre estes ex-alunos que jamais se esquecerão da professora paciente, educada (antes de ser educadora), “educada” no sentido do “fino trato” com as pessoas, em sua “tolerância” própria dos Soares…

O blog foge das suas limitações de nunca ser o portador de notícias do “Repouso Em Cristo“, como assim, prefere o Prof. Ático, que nos fez abdicar do “antigo” Aviso Fúnebre no entanto, a razão deste não é o aviso e sim a lembrança e singela homenagem a uma figura ímpar em nossa comunidade, a qual muitos de nós teve o privilégio de com ela conviver e, a qual sempre viverá em nossas memórias…

E como parte do Repouso em Cristo, é oportuno dizer que o seu sepultamento ocorrerá na tarde desta fatídica sexta feira, 21 de setembro, às vésperas da Primavera, no início do crepúsculo, às 16h30min, na capital baiana, no Cemitério Campo Santo, sendo o corpo velado desde às 11h30min, na Capela 05…

A solicitação da Nota de Pesar, foi repassada pelo seu sobrinho Tarso Soares, bem como por, Robinson Nunes, também ex-aluno da profª Renaide.


Abianto Valdevino Leite. Conhecido artisticamente por Cezar do acordeon. Nasceu no Cedro no dia 16 de dezembro de 1950.

Abianto faleceu nesta terça-feira (18) devido complicações diabetes. Em vida realizou turnês pela África, Portugal, Cuba e Argentina. Tocou com Bob Keys, saxofonista do grupo Rolling Stones.

O cantor e compositor Flávio Leandro lamentou a “partida” do sanfoneiro e destacou a “dedicação incansável à música” exercida por Cesar durante a trajetória artística.

Entre os atributos Cezar participou do projeto Asa Branca, criado por Dominguinhos estreando no teatro municipal de São Paulo. Compositor com mais de 20 álbuns entre discos e cds gravados. Trabalhou com vários artistas famosos e desde então, viveu exclusivamente da música na cidade de São Paulo.

Nas entrevistas dizia amar Cedro.”lugar bom, de onde trago as lembranças de menino. Carregado nos braços do destino, vim parar nesta terra diferente, São Paulo”.

“Quando logo plantei uma semente, que o tempo brotou, cresceu, floriu. E hoje colho, a nível de Brasil, os aplausos fiéis de minha gente”. Palavras de Abianto Valdevino Leite, o Cezar do acordeon,  impressas na contracapa de seu LP “Nas quebradas do sertão”, lançado em 1991 pela BMG Ariola Discos, com coordenação da produtora cultural Nana Caymmi Discos.

Cezar do acordeon deixou o Ceará. Viveu em São Paulo, com a intenção de difundir a cultura do forró. Orgulhoso de sua terra e de suas raízes culturais, Cezar era considerado um sanfoneiro versátil, que transitava por todos os estilos musicais.

Deixou dezenas de discos lançados, entre os quais um belíssimo tributo a Gonzagão. Em bate-papo regado a música com Dominguinhos, em gravação para a série O Milagre de Santa Luzia, Cezar relembrou os tempos em que tocaram juntos, e algumas histórias incríveis envolvendo o Rei do Baião, o Trio Nordestino e outros músicos importantes de sua geração.

Joao Santana

 


Conforme nota em rede social na internet, deverá acontecer em Macaúbas nos dias 14 e 15 de setembro, o Fórum Anual de Debates, Formação Política e Articulação Agrária Popular. Veja nota do ativista e Prof. Sócrates Menezes sobre o evento:

“Neste momento crucial do debate político-eleitoral torna-se fundamental entendermos as bases econômicas que sustentam as relações de produção em nossa sociedade. O significado e os impactos das privatizações, estímulo à políticas públicas, o déficit primário, a dívida externa, liberalismo de mercado, estatismo, etc., são colocadas como questões chave para a solução ou agravamento de grande parte dos nossos problemas sociais. A Profa. Dra. Sofia Manzano (Economia UESB) estará em Macaúbas, nos dias 14 e 15 de setembro, ministrando o curso de formação “Brasil no Século XXI: Política Econômica X Economia Política”, para debater tais temas. Oportunidade singular de promoção do debate político, a UESB em parceria com a APLB-Macaúbas, convida todos interessados”. (Sócrates Menezes)


Por Eduardo Cambuí Jr *

O incêndio que devastou o Museu Nacional no Rio de Janeiro, infelizmente causando um prejuízo inestimável para a cultura, na verdade é o reflexo de uma fogueira que vem sendo alimentada há anos pelos nossos governantes. Podemos até imaginar que este descaso e a diminuição gradativa de recursos destinados a cultura e a educação atuam como o combustível que mantém essa fogueira acesa e cada dia mais alta. Talvez eles pensem que não é preciso gastar mais dinheiro com educação e cultura e que estas pastas sejam na verdade, o principal alvo quando se fala em economia de gastos. Mas a fogueira das vaidades, essa sim, é alimentada sem economias e cresce exponencialmente.

E este descaso que começa em Brasília, vai atingindo diversas esferas (num efeito dominó) até nos acertar em cheio, você e eu. Quando o governo federal decide criar a reforma no ensino médio e literalmente retirar a importância de matérias como Artes e Filosofia, é mais ou menos como jogar um galão de gasolina nesta fogueira. Mas será que esta fogueira queima só o Museu Nacional? Busquem na memória e com certeza vão se lembrar que o Museu da Língua Brasileira e o Instituto Butantã, só para citar alguns, também já foram vítimas de incêndio há pouco tempo atrás.

Olhando mais para perto de nós, o Museu Regional de Macaúbas (gerida pela Fundação Cultural Prof. José Batista da Mota), funciona praticamente por teimosia e sobretudo por fidelidade à causa cultural, abraçada pelo seu criador e levada adiante por seus atuais membros, a trancos e barrancos. Não há recursos públicos para a Fundação, por mais que ela seja reconhecida como uma entidade de utilidade pública, não há interesse dos nossos representantes pela cultura que ela abriga e toda esta falta de importância que foi creditada a ela publicamente, evidenciada pelas ações (ou falta delas) que são negadas pelos representantes, chega na camada popular, no imaginário do homem mais simples, que vendo todo esse desprezo pela cultura, começa a acreditar também que cultura não é para ele, que é uma coisa menor ou que é pura perda de tempo. É bem neste momento que o ciclo da fogueira cultural se fecha.

Será que em algum momento você, leitor, não se queixou consigo mesmo ou com os que estão próximos de você que não há opções de lazer que não seja beber e comer na cidade? E como ter uma saída cultural se não há incentivo público? E incentivo público engloba recursos destinados pelo governo, não importa de qual esfera, e também pelo apoio do público em valorizar a cultura como uma via de educação e entretenimento. Olhe com mais atenção, porque aquela fogueira da televisão pode estar queimando bem pertinho de você!

* Eduardo Cambuí Junior

Artista plástico e Diretor Executivo da Fundação Cultural Prof. Mota


Emanuel e seu 1 milhão…

Mais precisamente até as 16h53min, deste domingo 02 de setembro/18, o canal exibia  1.006.969 visualizações… Isso significa que quase a metade da população de Salvador teve acesso ao vídeo ou ainda o dobro da população de Roraima… A façanha é do músico macaubense autodidata Emanuel Sampaio e seu teclado “Korg Microarranger”, em seu canal no Youtube: Emmanuel Sampaio Produções. 

Os ” Solos de Amado Batista” foram as músicas escolhidas por Emanuel, tendo quase 300 comentários e milhares de “joinhas”! Somados a mais de 1 mi de visualizações, certamente é um marco para os padrões de vídeos postados por qualquer músico na região… Já um segundo vídeo seu dedicado ao forró das antigas ultrapassa a 500 mil visualizações… Vale a pena ver de novo para quem já viu… E para quem não viu, corra lá…


… Prédio do Museu e Fundação e o “dono” das chaves: Neco… (Foto Alex Oliveira) 

Em assembléia geral realizada na sede da Fundação Cultural Prof. Mota, prédio inicialmente morada do primeiro intendente do município Capitão Porfírio Brandão e antes de ser sede da Fundação, foi adquirido de membro da família com recursos particulares do seu fundador e mantenedor  o Prof. Ático Mota, que em agosto de 1972, criou a Fundação em homenagem ao seu pai, o Prof, Mota, também advogado “prático” (rábula, no melhor sentido da palavra)… A Fundação, inicialmente mantinha a única biblioteca pública em Macaúbas, funcionou também numa casa na rua Dr. Vital Sores (onde é hoje o comercial Jackson), ficou ali por alguns anos abandonada, até que no fim da década de 80, o prof. Ático, decide mudar-se para Macaúbas e instala permanentemente na casa de seus país a sede da Fundação, adquire por cessão de uso o antigo prédio do Fórum de Macaúbas, construído pela família Leão para receber um Bispo com promessa de Macaúbas se tornar uma diocese…

… Retornado: em assembléia geral realizada em 17/08/2018, foi eleita nova composição de seus corpos administrativos, fiscal e auxiliares:

Curadores… É do que precisa um paciente em estado grave!…

01- Conselho Curador: Eliane Mota -Presidente e membros: Alan Figueiredo e Jakson Sousa

02- Conselho Fiscal: Liane, Roselene e Aloísio Rebonato

03- Conselho Consultivo: Maria José, Joaquim Moisés, José Adilson, Antônio Chaves, Luciano, Ystenil Fabrício, Eliel.

04- Comissão de Eventos: Erleide Cunha Morais, Maria do Amparo Vasconcelos Mota e Acidália Paula Pereira dos Santos Figueiredo.

05- Diretor Executivo: Eduardo Cambuir Jr.

Uma parceria que só o tempo interromperá….

O “estudante”, professor, escritor, poeta e historiador, antes de tudo “cria” de se mesmo, “empurrado” por livros e leitura, os quais inevitavelmente levam a escrita e neste ciclo vicioso: “ler e escrever”, faz-se livros e meninos e cria-se um universo paralelo a este que é comum a todos… Alan, antes aluno do CEAS, hoje diretor, antes “visitante” assíduo da Fundação, “ontem” presidente… A sua passagem como “chefe” do Corpo Curador, foi de estabilização, de enxugar as lágrimas, de avaliações… E no “escuro” a reflexão é a melhor saída visto que, um passo pode-nos levar ao abismo sem retorno…

… Meia vida presidente e presidente por toda vida!…

A Presidenta!… Sem neologismo: a presidente!

Eliane Mota de Figueiredo, antes de ser sobrinha do prof. Ático é neta do seu pai… A Fundação que leva o nome do seu avó, foi por mais de 40 anos presidida pelo homem que dizia que não poderia  “ser sineiro de mim mesmo”, sem vaidade aparente, foi o que é… A Fundação Cultura Prof. Mota, tendo agora seus destinos guiados também por uma “genuína” que tem a missão de conduzir da melhor forma o nome e o sobrenome dos seus, mais que isso um legado que não deve ficar “largado”!…


A unidade do CCAA – Macaúbas vem a 10 anos liderando o ensino de idiomas na nossa cidade com uma                   metologia de exclusiva, e para celebrar essa década promoverá o primeiro intercambio cultural em parceria com a Egali agencia de intercambio. O destino escolhido será Londres. Por que Londres?

Uma das capitais mais belas e importantes da Europa possui pontos turísticos e atrativos que encantam visitantes de todas as partes do mundo. Londres oferece um roteiro tão intenso, que fica praticamente impossível não se apaixonar pela cidade. Confira abaixo alguns motivos para visitar e amar a capital da Inglaterra.

Assistir a troca da guarda no palácio de Buckingham; Tem também os pub; E as cambines telefônicas, ícones da cidade; A famosa arquitetura do bairro Nottiing Hill; não se esqueça de desfrutar o chá das cinco; O sistema de transporte também é famoso, seja o ônibus de dois andares ou ainda os táxis clássicos. Que tal estar em dois meridianos ao mesmo tempo!?

O grupo formado pelo CCAA – Macaúbas é aberto ao público, dessa forma qualquer um sendo aluno da unidade ou não poderá se matricular e participar, a única exigência é que o participante tenha 16 anos completos na data de embarque que será em 13/06 de 2020.

Nessa quinta-feira próxima dia 16/08 acontecerá à primeira palestra informativa sobre o intercambio, tendo como palestrante consultores da agencia. A palestra acontecerá no CCAA – Macaúbas ás 19:00h. O interessado deverá  confirmar presença com antecedência .

Para maiores informações procurar a secretaria do CCAA – Macaúbas ou telefones (77) 99981-5246/99972-6155. ( Visite o instagram da unidade @ccaa macaúbas )e fique por dentro de que vai acontecer nesse intercambio.