Especialista diz que Desenvolvimento humano é crescimento pessoal.

Profissionais da saúde do município de Macaúbas, tiveram momentos ímpares na manhã desta sexta feira, 16, onde participaram da palestra ministrada pela Pedagoga “Life Coach”, Profª Norma Sampaio, gestora, consultora especialista em Desenvolvimento Humano, é  formada em Educação, Master Coach, pelo Instituto Brasileiro de Coaching – atua na área de educação há 30 anos e, como Gestora e Diretora Pedagógica, há 23 anos. O evento, realizado no Centro Cultural, contou com as presenças do Prefeito Amélio Costa Jr. da Secretária da Saúde Idalina Morais, de sua Assessoria Técnica Telma Souza, do Presidente da Câmara Anderson Gumes, de diretores e coordenadores de órgãos ligados à Secretaria da Saúde e dos convidados de honra: profissionais da saúde, atendentes, auxiliares, técnicos, médicos e todos colaboradores outros que de alguma forma contribuem para o atendimento e melhorias na saúde do Município.

O tema da palestra motivacional, facilitada pela pedagoga Norma Sampaio, foi:  “Desenvolvimento Profissional a partir do Desenvolvimento Humano” – Segundo Sampaio, só há evolução profissional, se o indivíduo for motivado a crescer, se desenvolver como gente, como Ser Humano capaz da transformação, de não apenas ser motivado, mas ser uma Agente Motivador, dentro e fora de seu universo, seja ele de trabalho, família e outras relações humanas.

A parte protocolar do Evento, teve sua abertura feita por Idalina Morais, secretária da saúde, que disse da importância do desenvolvimento profissional e pessoal, refletindo isso, no atendimento, na relação de trabalho e na melhoria constante do contato com o público.

Amélio diz que investir em pessoas é investir em desenvolvimento

Também fala o Prefeito Amelio Costa Jr. que disse das dificuldades do Poder Público em relação a investimentos na área da saúde mas, que reconhece que o maior patrimônio de uma empresa são seus colaboradores, e ressalta que investir em capacitação, treinamento, na evolução cultural e técnica  dos colaboradores/trabalhadores da saúde, quem ganha é a população, com melhor atendimento, no desenvolvimento humano e profissionais de nossos colaboradores.


Cada um com seu jeito de ser feliz, uns no camarote da rede Globo, babando nas gêmeas de Ivete ou de careta pelas ruas de Macaudas… E o que importa é viver e compartilhar a vida sem frustrações.

Posted by Alécio Brandão on Sunday, February 11, 2018

 

Sob um “pé de seringa“, se fruta ela fosse, a regra é: se mangueira, sob um pé de manga, se goiabeira, sob um pé de goiaba… No entanto, era uma seringueira, ali certamente plantada quando o atual CETEP, deixou de ser Ginásio Aloysio Short (em 1960), hoje é o antigo CEAS (este, desde 1971)… Voltado ao “pé de seringa”, lembrando que esta, assim poderia ser derivada do “látex” extraído da seringueira, a qual no auge de sua exploração no “desbravamento” da Amazônia pela ditadura militar… No entanto, não é; visto que vivemos na época do plástico e, tudo parece que dele é feito!…

… Graças, ainda temos careta!…

E o que isso tem haver com “careta” – carnaval de Macaúbas, meus caros?!… Sim, foi sob o pé de Serigueira, o qual não produz seringas, é que a “nostalgia ceasiana” (aquela originada do CEAS), fazendo dupla ( 2 caras) com o Pimenta, não a “esquentada para o tempero”… Mas, o esquentado que sabe temperar a vida: Dr. Pimenta, advogado por convicção vocativa… Falávamos, entre uma boêmia e outra, e sob a rega da água de coco, das “frustrações mundanas“, dos estilos de vida e de se viver… Das camisinhas de vénus, rasgadas sob o pé de serigueira, “não esquecidas nos idos de 80 e 90” – da mureta dos vazados blocos cobogó, frágeis como os sonhos de um secundarista… E Macaúbas parece “parada” em seu tempo, ainda temos careta!… Sim, graças, ainda temos careta…

…Como um sonho de está num camarote de Carnaval, seja ele da Globo ou ao lado de uma “globeleza“!… Mas, se infeliz, nada teria valor… Melhor então é ser feliz e viver o carnaval que é possível… De careta pelas ruas de Macaúbas, sem os sentimentos dos remorsos  e das frustrações que levam ao “quarto escuro da depressão”…

 


Secretaria da Agricultura monta barraca e povo “bate palma”

Em sua quarta edição a Festa Itinerante do Pequi, passa por mais uma comunidade serra de Macaúbas, valorizando comunidades e levando a mensagem de proteção aos piquizeiros e outros frutos nativos daquela região. A festa que se tradicionaliza a cada ano, foi realizada neste domingo 14 de janeiro na comunidade de Poço Dantas. Idealizada pelo ativista político e cultural Genivaldo Guedes, o qual teve a preciosa colaboração de Bia Bastos, também produtora cultural, que desenvolve no município diversas atividade voluntárias.

O domingo foi pequeno, loco cedo os preparativos com a comunidade local deu início a “fervura” da festa e do Pequi, milhares deles mergulhados em água quente sobre “fogo moderado”, o anfitrião que iria esquentar garganta e vísceras até o anoitecer, regado a bom humo e as famosas aguardentes serranas… O ponto alto da festa é a competição de “roer Pequi”.

Prefeito e Secretários prestigiam o evento

A festa rica em atividades culturais contou com barracas de comidas típicas, danças e uma barraca montada pela Secretaria da Agricultura, como amostras de produtos desenvolvidos por seus técnicos, a exemplo da Palma Forrageira Enriquecida e Precoce. O prefeito Amélio Costa Jr, ao lado do Secretário da Cultura prestigiaram o evento, dando apoio logístico e institucional

 

 


Evento atrai centenas de pessoas e marca fim de semana

Realizada nos dias 12 e 13 de janeiro, na Praça da Matriz, a primeira edição do Moto Fest na cidade de Macaúbas, organizado pelo grupo de motociclistas MC Rota 156, tendo o apoio da Prefeitura de Macaúbas, através da Secretaria de Cultura e do comércio local. No palco da Praça foram prestigiados os artistas locais que abriram a festa na noite de sexta feira (12), com os grupos Irmandade Tapuia e Projeto Domus, bandas formadas por jovens, inspirados em grandes nomes do Reggae, Jaz e muita poesia musicada!,,,

Prestigiaram o eventos autoridades políticas a exemplos de vereadores, secretários municipais, o prefeito Amélio Costa Jr. que literalmente vestiu a camisa do evento e diz está impressionado com a qualidade da organização e do público, agradeceu o apoio da Polícia Militar, a organização do evento e os centenas de visitantes, disse que é um evento que deverá fazer parte do Calendário Oficial do Município, o qual aquece a economia do município e valoriza artistas locais.

O Moto Fest, tem como centro o encontro de  motociclistas e suas “maquinas”, alguns modelos “exóticos” que chamam a atenção do público. Neste sábado, ultimo dia do evento o palco foi ocupado pelos shows de Ely Pinto e banda Bob Jeff… Que venha a segunda edição…


Equipe da “mão na massa” (Foto Genivaldo Guedes)

A 4ª Edição da Festa do Pequi, idealizada pelo ativista político e cultural Genivaldo Guedes, que neste ano tem a assessoria da jovem Bia Bastos, formada em administração, têm muito contribuído com ações sociais e culturais no município, além de ser uma cozinheira de “mão cheia”… Pegando o “fio da miada”, esta edição será realizada na comunidade de Poço Dantas, no sitio de Zé de Odília, prevista para o próximo domingo 14.

Os preparativos que antecedem os festejos são gigantescos que têm um custo financeiro e dedicação pessoal dos organizadores e da comunidade local, mas tem também a cooperação técnica e financeira da Prefeitura, de boa parte do comércio local e da comunidade.

Apesar de apelo por todos os lados para a conservação das matas nativas da região serrana, é visto por lá grande degradação ambiental nas conhecidas Vereadas, baixadas unidas, nascentes milenares, comprometendo assim a biodiversidade e dentro destes sistemas, estão os pequizeiros, mangabeiras, buritizeiros  e outras árvores frutíferas que poderiam fazer a “redenção” sócio-financeira da região. Um bom memento para discutir isso, é em eventos como estes…

Ampla área verde deve acolher o visitante

Veja o recado do também comunicador social Genivaldo Guedes em seu perfil na internet.

…”Hoje, dia 09 de janeiro de 2018, estive com Bia Bastos na Comunidade de Poço D´Antas no local onde será sediada a 4ª festa do pequi no sítio de Zé de Odília. Tudo dentro do previsto. Muita gente trabalhando, terminando os banheiros, roçando, instalando serviços de água para os cantos. Depois de localizarmos todos os locais de barracas de bebidas, comidas, artesanatos, onde serão feitas as comidas e etc, em seguida demos uma volta em todo circuito Com Zé de Odília e Têra para verificar e deixar tudo organizado. Vejam as fotos, em seguida postaremos os vídeos. Bom dia…”


Em sua décima terceira edição, já fazendo parte do Calendário de Eventos do Município, a Cavalgada do Açude tem este ano grandes nomes da música sertaneja e do forró, entre eles, Edgar Mão Branca, Superação do Forró, Edmilson Batista e Coração Cigano.

Segundo Informações da Comissão Organizadora, a Cavalgada será realizada no próximo domingo 21 de janeiro e terá início às 9h00 do Bar de Josué, devendo chegar a comunidade de Açude por volta do meio dia, já as 13h00 será servido almoço para o cavaleiros e amazonas que participarem do evento.

O evento conta com o apoio da Prefeitura de Macaúbas através da Secretaria de Cultura, bem como apoio da Câmara de Vereadores e da comunidade local. Interessados devem procurar a Comissão Organizadora através dos telefones disponíveis no cartaz de divulgação.


A Secretaria da Educação do Estado realizará, de 2 a 30 de janeiro, às inscrições para a segunda edição do projeto #Grafitaê: Escola conta e pinta a sua história. A iniciativa, busca incentivar a liberdade de expressão, criatividade e a interação coletiva, além de promover um diálogo da cultura urbana dentro do ambiente escolar como forma de ensino e aprendizagem por meion da arte da grafitagem. Em 2017, primeiro ano do projeto, o #Grafitaê foi implantado em 270 escolas, localizadas nos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), alcançando 209 mil estudantes da rede estadual.

Para 2018 serão abertas 270 vagas em unidades escolares da rede estadual. Para se cadastrar, o gestor escolar deve comparecer ao NTE e preencher o Termo de Adesão, demonstrando interesse em levar o projeto para sua escola. A coordenadora de Educação Integral, Catarina Cerqueira, conta que a procura para a adesão já está grande. “Estamos recebendo ligações tanto de professores quanto dos alunos e gestores de todo o Estado, informando que suas escolas têm interesse e querendo saber quando começam as inscrições. A procura está muito forte”, explica a coordenadora.

Catarina também faz um balanço do #Grafitaê em 2017. “Foi um projeto que deu muito certo, muito positivo, principalmente pelo envolvimento da comunidade escolar e do entorno. Em algumas escolas o muro virou cartão postal e as oficinas também levantaram várias questões sociais. O projeto, além de promover embelezamento nas escolas, trouxe discussões sobre empoderamento, preconceito, machismo, racismo, diversidade, entre outros, e, por outro lado, os grafiteiros tiveram um papel muito importante, incluindo os estudantes nesse processo artístico”, pontua.

Grafitaê – O projeto Grafitaê: Escola conta e pinta a sua história” busca aproximar a realidade dos estudantes à escola por meio da história de vida dos alunos e da comunidade, promovendo o empoderamento juvenil. Tendo o grafite como principal ferramenta de expressão visual, a iniciativa aborda a temática de forma lúdica, criativa e educativa, envolvendo e desafiando os estudantes a participarem de atividades diversas, como rodas de conversas, oficinas de hip-hop, rap, breakdance, grafite, onde os alunos são divididos previamente em equipes, com o objetivo de produção de conteúdo.

Fotos: Claudionor Jr