… Foi um AVC… Aviso de Viagem em Curso!…

26 de Março de 2016… Também num sábado, de lá até a presente data o Prof. Alan Figueiredo, vem colecionando “lembranças”, “registros”, “ações” e “intenções” que lembraram estes 365 dias após a passagem do Prof. Ático Mota, criador e mantenedor quase que único da Fundação Cultural, desde 1972,  que leva o nome do seu pai, o patriarca da família Mota tanto em Macaúbas, bem como, onde existir um Mota de sua descendência, em qualquer lugar neste Universo… Prof. Ático, “vitima” da vida e não da “morte”, visto que, no seu entendimento, apenas fez a passagem, lembrando ainda que a causa desta sua “transferência” de “plano”, como Espírita é, foi registrado a causa dela um AVC, que na verdade é: Aviso de Viagem em Curso… A qual certamente segundos após seu recebimento, dado em horário, quem sabe impróprio, durante seu almoço, por volta das 14h00, certamente justificou ao “Emissário” que continha consigo “a passagem”, que ainda não estava pronto… No entanto, naquele momento de angustia entre “a vida e a outra vida”, já debilitado com a “própria vida”, e tendo ainda a “cooperação” do almoço que ora não terminara, parece que essa veio também com uma “desculpa” do “engasgo”, visto que os Salvas Vidas do SAMU, num ato de impedir a “Viagem”, relata o “sufocamento”… O sufocamento numa “passagem”, é visto em 100% dos casos, visto que, pára-se de “respirar”, não se entrar mais o “ar”… O “sopro da vida” abandona o corpo, o faz inerte, não podendo este seguir viagem com a Alma que motiva o Espírito, o qual é Santo por Natureza!…

E neste sábado 25, uma boa véspera… Acontecerá na Fundação Cultura Prof. Mota, o lançamento do livro que foi organizado pelo Prof. Alan, prefaciado pelo artista plástico autodidata Jr. Cambuí… Na esperança de continuar a sua memoria viva e um passo importante para também criar o Memorial da Casa Viva… 

Há uma semana acontecem eventos que registram esta passagem, desde o Dia 20 (palestras), segue-se este do dia 25 e teremos outro no dia 28, com exposição e peça teatral.


* Por Irlando Oliveira

Nos valendo do axioma através do qual todo efeito provém de uma causa, compreenderemos que a indisciplina no ambiente escolar é exatamente o reflexo da vivência no seio da família. Na máxima referida, o comportamento indisciplinado do discente – o efeito – representa a forma com a qual ele fora educado no seio do lar – a causa. Da mesma forma, o aluno bem comportado, polido e lhano é o filho respeitador e amado que os pais souberam orientá-lo através da difícil, penosa e árdua tarefa de educar!
Educar é verdadeiramente uma arte! Um componente repleto de nuances que exige dos progenitores empenho diário e incessante, como forma de cumprirem uma missão tão sublime, cujo malogro invariavelmente resultará no desencaminhamento do ser em desenvolvimento, tão carente de acompanhamento e cuidados até vencer a adolescência, fase por demais complexa da vida, marcada principalmente pela hesitação da atitude comportamental. Desta forma, até que atinjam a idade adulta, são e devem ser guiados, pois necessitam de nós, pais – guias -, para melhor dimensionarem e compreenderem os mecanismos da vida. Nós, adultos, em muitas das vezes não dimensionamos!
Assim, diante da turbulência dos dias atuais, em que crianças e adolescentes vivenciam um verdadeiro frenesi de influências maléficas a todo momento, através da mídia televisiva, redes sociais e WhatsApp, aliado ao narcotráfico que atinge proporções inimagináveis, nunca foi tão necessária e premente a imposição de limites à prole, como forma de se estabelecer mecanismos de controle e de fiscalização, tão essenciais ao ser em pleno desenvolvimento da sua personalidade e do seu caráter. E isso se evidencia ainda mais na medida em que tomarmos conhecimento de inúmeros casos em que, se os pais houvessem imprimido nos filhos os limites necessários no momento oportuno de suas vidas, algumas situações não teriam desfechos desagradáveis ou até mesmo trágicos.
O que falta em alguns pais na atualidade é a firmeza de propósito, o que podemos traduzir em uma simples palavra: pulso! Pais há que são desprovidos de pulso! Da energia necessária para conter e dizer “não” quando for o caso! Sabemos que uma negativa contraria bastante o ser em desenvolvimento, mas abrirá campo para a reflexão necessária derredor do seu proceder equivocado, do seu ato desviante. E não é somente dizer “não”; este deve ser seguido de uma argumentação robustecida e clara, pois as crianças e os adolescentes de hoje diferem dos de outrora, na forma de agir e de ver a vida. Antigamente, quando os pais diziam um “não” aos filhos e estes os contestavam, a resposta simplesmente era “não porque não e pronto!” Evitemos ser tão cartesianos! Os tempos são outros e, em sendo assim, deveremos contra-argumentar com os nossos rebentos, pois isso faz parte do processo ensino-aprendizagem.
O método e a forma que elegemos para educar os nossos filhos os levarão para a senda do bom proceder, consoante os ditames de civilidade que norteiam as relações interpessoais de qualquer sociedade, ou os conduzirão às trilhas dos caminhos tortuosos, preocupantes, os quais certamente nos perturbarão a consciência, contribuindo para a nossa intranquilidade e aflição. Os ministérios da paternidade e da maternidade absolutamente não dão azo à desídia e à irresponsabilidade, as quais indubitavelmente concorrerão para, num futuro não tão distante, colhermos os frutos amargos da nossa leviandade!
________________________________________________________________________
* Irlando Lino Magalhães Oliveira é Oficial da Polícia Militar da Bahia, no posto de Major do QOPM, atual Comandante da 46ª CIPM/Livramento de Nossa Senhora, Especialista em Gestão da Segurança Pública e Direitos Humanos, e autor do Projeto Ações Preventivas nas Escolas e Comunidades (PROAPEC), já tendo proferido mais de 180 palestras.

O projeto de Lei que deu nome ao Colégio Municipal do distrito de Betânia, em Macaúbas, foi do vereador Marciel Costa Souza, o qual foi aprovado por unanimidade pelo Plenário do Legislativo macaubense,  receberá o nome da Profª Maria Rodrigues da Silva, carinhosamente mais conhecida por Mariquinha, considerada pela comunidade local exemplo de dedicação ao magistério e amor à profissão. A solenidade está prevista para a manhã deste domingo, 05 de março, no distrito de Betânia, a qual deverá contar com presença de amigos, familiares e autoridades municipais.


Início da caminhada… E o sucesso é o propósito!…

Uma das mais belas, bem humoradas e interessantes abertura das jornadas pedagógicas que Macaúbas já produziu, a qual contou com quase a totalidade dos professores do município, evento este dedicado ao profissional da educação: o professor. A jornada, que nada mais é que o início da longa caminha do ano letivo, sua abertura oficial, na noite desta quinta feira 02 de março, realizada no espaço da Princy Eventos, contou com a presença do Prefeito Amélio Costa Jr,; da diretora do NTE-23 (Núcleo Territorial da Educação), Flordenice Costa; do Secretário da Educação, Jonaldo Souza; do Presidente do Legislativo Anderson Gumes; vereadores, do presidente da APLB, Pedro Leite, de coordenadores,  diretores de escolhas e certamente os donos da festa: os professores!…

Secretário abre evento e fala dos desafios e de confiança…

Após a composição da mesa, o Secretário da Educação, Jonaldo Souza, fala dos desafios e entusiasmo que assumiu a pasta, disse de sua motivação principal: a melhoria do níveis de satisfação tanto dos professores, quanto dos alunos, pais e de toda sociedade, pilares que juntos, num só propósito fortalecem o processo ensino/aprendizagem, finaliza agradecendo a confiança do Executivo, da cooperação dos professores e colegas de trabalho.

Prefeito Amelinho diz que melhores dias virão!…

Já o Prefeito Amelinho fala do necessário “remédio amargo”, quando se faz o diagnóstico que os “problemas de saúde” da educação, são graves e que nem toda medida, infelizmente, não é “açucarada”… E Justifica dizendo que dias melhores virão, que toda medida do Novo Governo é pensando na estabilidade, na governabilidade com responsabilidade e transparência; diz que os recursos com a baixa do número de alunos, o qual não deverá passar dos 7.500, impacta diretamente nos repasses do FUNDEB, falou da sua preocupação e esforços em manter a folha equilibrada, dos ajustes para honrar os contratos com o transporte escolar e com todo o sistema de ensino – informa também que o município estuda formas de fazer um Sistema de Nucleação Técnica, baseada num estudo minucioso, justo e transparente, que possa atender as necessidades principalmente dos estudantes, e que não é somente uma medida de austeridade, para conter custos, mas sim, melhorar os níveis de qualidade da educação. E, finaliza pedindo o apoio e a necessária compreensão de todos, agradeceu a acolhida, desejou a rede educadora um ano letivo de sucesso!… 

Adão… O professor também ator, diz que dar aula é dar a ALMA!…

E em seguida o grande momento da noite foi a palestra show do professor, ator, apresentador e radialista Adão Albuquerque, que encantou todos os presentes… Com o presente do “bom humor“, recurso este indispensável também numa sala de aula, somando a este o prazer do exercício do magistério, da dedicação, da auto estima como prova de amor e orgulho do que se faz: educar…. E, segundo Adão, são estes os princípios, os ingredientes necessários para a conquista do sucesso!… Prof, Adão, que exerce a profissão há 25 anos, da a receita da inovação, da criatividade como formas de alcançar décadas numa sala de aula sem preocupar com a aposentadoria, o que ele chamou de “encostar”… Porém, além de despertar as gargalhadas da plateia, seu proposito era na verdade despertar o refletir, e mais importantes que as “gargalhadas” (as quais foram incontroláveis e “açucaradas”!), são os “sorrisos diários” no prazer de vive e ser professor!… 

E antes do fim, foi servido lanches regado a guaraná, suco e da boa música, sessão esta aberta pelos professores Silvinho Moreno e Siloé Sant’Ana, que como Adão, artistas e professores são!… E como toda boa caminhada, a jornada continua nesta sexta feira e sábado… Bem como até o último dia do ano, no fechar dos diários escolares e no abrir de novas janelas do ensino e da aprendizagem para o alcançar do desejado SUCESSO!…


E Macaúbas vive seu Carnaval "mascarado" (Imagem cedida)
E Macaúbas vive seu Carnaval “mascarado” (Imagem cedida) Rua Flores da Cunha, domingo 26!

Carnaval “bico seco”… Em pleno desuso do velho e bom talão de cheques, o dá vez são os cartões, mas estes no buteco e até em muitas lojas por aqui não têm a bendita maquininha, apesar do município contar com mais de 30 mil cartões nas mãos dos correntistas,… E para completar a secura,  você ainda depara com o aviso pouco amigável nos bares da cidade: “Fiado Só Amanha”!… E amanhã ainda é Carnaval… Lembrando de “placas”, outra comum: “confira seu troco no balcão – reclamações posteriores não serão aceitas”… (*) 

Das três agencias bancárias da cidade, apenas o Bradesco estava com dois caixas com dinheiro, pelos menos até as 13h00 desta segunda feira 27, informa um leitor indignado!… E diz que os outros além de ter muitos terminais “quebrados” ou melhor, em “sintonia” com a economia local,  alguns estavam sem dinheiro no auto atendimento desde sábado!

A cidade de Macaúbas (sua população), tem traços comuns das cidades “irmãs” da região, olhe para mais longe e veja o Nordeste como um todo, somos todos iguais… No entanto, existem neste pais continental outros brasis: ao Sul, os hábitos individuais e comportamentos coletivos diferem muito das demais regiões, tanto é que o Sul reivindica sua autonomia política, econômica e cultural, e a explicação está na formação de seu povo… O qual forma suas instituições!… CTG – o clube dos gaúchos, espalhados por muitos lugares do país, estes mais que clubes de entretenimento, mas sim, entidades políticas e de expressão cultural… Os sulistas, promovem nos territórios onde fincam raízes (não apenas a da soja, milho..), mas erguem seus “impérios” e promovem as “rachaduras” destes territórios, a exemplo do Mato Grosso, Goiás, recentemente Roraima, e há insistência no Estado Baiano, têm fortes lobbys políticos/financeiros, em algumas décadas teremos mais um novo estado: o do Oeste!

E o Carnaval Careta, bico seco e as instituições de Macaúbas? Fuga do tema?…

Não, na verdade a falta de dinheiro dos caixas eletrônicos das agencias de Macaúbas, faz parte da evidente Teoria da Conspiração para uns e na minha opinião NÃO, na verdade penso que são na verdade FATOS CONSPIRATÓRIOS!… E vale lembrar que contra “fatos” são indispensáveis os argumentos!…

Nesta segunda feira 27, que não é de Carnaval, não foi decretado oficialmente pelo Pode Público local, alguns comércios teimosamente abriram, não os butecos, “restaurantes” e farmácias, mas outros que talvez tinham em seus balções as maquininhas de cartão, não usavam a “praca” do fiado nem lembrava o cliente para conferir seu troco!… Estes representados por uma associação, não uma CTG, mas têm dependurados na parede ou numa pasta esquecidos numa gaveta, certificados de participação de curso do SEBRAE, do tipo: “Atendimento ao Cliente”… “Aprenda a Formar Preço”,,,, “É na Crise que se Cresce”… Se silenciam…. E provavelmente passarão o resto do ano “mascarados” e mascarando uma realidade sócio-cultural e de escassez de indignação coletiva que é “normal”… Não apenas da banalidade dos caixas que faltam dinheiro sistematicamente nos fins de semana e feriados, mas de não terem coragem de retirarem as mascaras na Quarta Feira de Cinzas!… Pru careta!… 

O blog não consegui manter contanto com as instituições citadas no post, no entanto, espaço fica aberto para interessados através do e-mail da redação do blog: [email protected]

E por fim:  (*) leiam o texto antes de curtir ou compartilhar, reclamações posteriores não serão aceitas! E para ser menos careta: reclamações só amanhã!


Prof... E sua camisa vermelha "extravagante"!... Vigia de sua própria casa: o seu Calvário!...
Prof… E sua camisa vermelha “extravagante”!… Vigia de sua própria casa: o seu Calvário!…

… E não coincidentemente, 11 é o número da sorte do Prof. Ático, “amador” da numerologia, dava atenção especial aos sinais dos números, no entanto, suas especialidades eram com os “sinais” das letras, suas frases e nestas nos textos e assim, ele contextualizava… Tanto é que (esquecemos o pretérito do verbo, que poderia ser empregado o foi) pois, no texto a seguir de sua autoria, publicado semanalmente no portal Melodia Web; replicou o número 11 por 4 vezes, sendo o seu primeiro publicado em 12/12/2008 e o último e, não coincidentemente o 44º na data de 14/12/2009…

Retornemos ao: tanto é que… Tanto é que, no seu texto, cuja sequência 28ª, de 27 de junho de 2009, e título: “Minhas ideias extravagantes e outras nem tanto! As quais, na íntegra, abaixo estão reproduzidas, onde afirma que a “Morte” é uma passagem da Terceira para a Quarta Dimensão, e extravagante tanto no pensar, que se “lambuza”, na mesma proporção que “chupava manga”, o qual seu sorriso de “menino octogenário”, o forçava a “sujar” as orelhas; tanto quanto, no seu pensar desafiante para os “ateus” provocando-os, o refletir na Fé da existência de Deus e na complexidade das coisas, as quais, segundo o Professor, não poderia ser obra do acaso, e para quem tiver dúvidas, afirma ele, que teria que ir até a 4ª Dimensão: a Morte!… Morte, para ele na verdade, é uma passagem, como sair de um cômodo e adentrar noutro!… 

Num jantar com Prof. Orlando da UFBA... E no peito: "Eu Apoio"!
Num jantar com Prof. Orlando da UFBA… E no peito: “Eu Apoio”!

Mas retornaremos as suas ideias, por muitos, consideradas extravagantes, no texto abaixo não fala de todas, é ele extensivo como o próprio Universo mas, pequeninos que somos, tanto diante o Universo, quanto de suas ideias, que por sinal eram além do nosso tempo e entendimento, vejamos:

01- Uma Universidade Pública em Macaúbas; 

02- Tornar Macaúbas Centro Regional, na cultura, comércio e no saber;

03- E como consequência das anteriores, retiraria Macaúbas do anonimato, identificando-a no Mapa Mundi; 

….. (….)

11- Criar no seu Calvário (nome que dava a sua residência ainda em construção): o Memorial da Casa Viva. Vontade expressa oral e escrita… 

As extravagâncias do Prof. Ático vinham de encontro, na maioria das vezes, a mediocridade do nosso pensar (que chamaremos de “achar”), saber e agir… Sempre se incomoda com que ele chama de a Lei do Menor Esforço: a preguiça… O querer Ganhar Mais Pelo Menor Esforço!… E sempre nos lembrava: … “Esteja Sempre Em Crédito” – “Faça Mais do Que Lhe é Pago“!…

A melhor extravagância do Prof. Ático era o seu saber, o qual não é soberbo, não é vaidoso, não é medíocre, não é orgulhoso, não é fingido… Não é, pois ainda permanece entre nós, talvez, quem sabe as “migalhas” dele, o qual o ignoramos, o protelamos e até o rejeitamos!…

... Eis o portal para a 4ª Dimensão...
… Eis o portal…

E o testamento do Prof. Ático tem: não mais que 11 linhas, pouco mais de 440 verbetes e menos de 111 palavras! Datado de 12 de Fevereiro de 2016. Pois sua esposa, se recusou a passar para a Quarta Dimensão no dia 11, o do especial do Prof. Ático… O qual, para muitos esquecido, mas certamente para ele não, que não coincidentemente caiu num domingo, como este, há duas semanas atrás!… E no Calvário, ladeados seus corpos, num ato de para muitos de “extravagância”!… Não, jamais, pois o AMOR, nunca extravasa!… Mas as ambições, as vaidades e a ingratidão não tem espaço seja nesta ou na 4ª Dimensão!…

 Mantenhamos a Casa do Prof. Ático Viva, pois lá é sua morada e sempre será!…

E como início de um recomeço, fartem-se até as “orelhas” com as necessárias e indispensáveis extravagâncias do Prof. Ático!… Até a 4ª Dimensão!… La Revedere 

Eis a questão: tocar ou não... Tocar as mentes e corações dos nãos "extravagantes"!...
Eis a questão: tocar ou não… Tocar as mentes e corações dos não “extravagantes”!…

“Minhas Idéias extravagantes e outras nem tanto!

* Por Ático Mota

“A prática da extravagância é um exercício humano que, às vezes, não passa de um simples desabafo, cujo nome rebuscado é catarse ou expurgação mental. Exercitemo-la:

a) O provérbio, arca de inegável sabedoria popular, não hesita em afirmar: Em terra de cego, quem tem um olho é rei… Mas eu contexto: Em terra de cego (s) quem tem um olho vai ser apenas um pobre guia de cego (s)…

b) Abraham Lincoln (1809-1865) chegou a afirmar categórico: “Pode-se enganar todo o povo, parte do tempo; pode-se enganar parte do povo todo o tempo, mas não se pode enganar todo o povo, todo o tempo…” Mas eu, com os olhos escancarados e as antenas do espírito sempre voltados para a nossa realidade – nem sempre promissora – ouso replicar-lhe: Não é bem assim, pois alguém pode enganar todo o povo, todo o tempo se for dono de uma cadeia de estações de TV.

c) Monteiro Lobato (1882-1948), o ponto alto da literatura para crianças, no Brasil, em determinadas circunstâncias, revela-se muito otimista, ao afirmar, por exemplo: “Uma nação se faz com homens e livros!…” Este enunciado, apesar de louvável, comporta uma reflexão complementar, porque se mostra pela metade. Existem homens e homens, livros e livros. Melhor seria ampliar: Uma nação se faz com homens de bem e livros bons!

d) No meu contínuo e longo exercício de ler, tenho deparado tantas distorções de fatos passados, que cheguei a conclusão desconcertante: A maneira mais fácil de mudar a história, a ponto de torná-la irreconhecível, é tornar-se historiador, embora tenhamos historiador e historiador.

e) Não acredito que existam autênticos ateus, porque aqueles que assim se declaram, ainda não se deram ao trabalho de refletir sobre o axioma: Não há efeito sem causa! Quem teria criado as galáxias e os universos paralelos? Seria bom que refletissem sobre o assunto. Talvez não queiram ter o trabalho de raciocinar sobre a suprema “causa necessária” e esperam, apenas, a sua passagem da terceira para a quarta dimensão (morte) quando, então, terão a prova de tudo. São uma espécie de positivistas às avessas, ou seja, aguardam a possibilidade de fazer uma experimentação concreta no espaço metafísico. Só assim poderão acreditar naquilo que passaram a vida inteira negando ou daquilo que sempre duvidaram. De qualquer forma, com a duvida ou negação deles, Deus – sempiterno e presente – continuará existindo, porque não precisa da aprovação das suas próprias criaturas!.

Bem, por já ter abusado da paciência dos leitores, vou ficando por aqui, mas lhes prometo retornar com novos petardos extravagantes! Tenham paciência!”  

 (Grifos nosso) 

__________________________________________________________________________

* Ático Vilas-Boas da Mota… Professor, Escritor, Historiador… Poeta… Reside atualmente na 4ª Dimensão, Alameda dos Imortais, nº 11.


thumbnail_IMG-20170223-WA0001

Mais uma vez a nova direção do Clube Social de Macaúbas, sob a presidência de Jovane Sales, inova na realização do Carnaval que terá três dias de festa a preços populares e de quebra os foliões terão direito a uso da piscina da agremiação… Após uma gelada, pula o Carnaval e em seguida, mergulha-se de cabeça na fantasia e na piscina… E a direção adverte: se beber não tome banho!…