Essa terá transmissão ao vivo pela FM Macaúbas 103,9… Neste sábado 20 de junho: Live Solidária com Edson Oliveira, Duquinha do Arcordeon, Superação do Forró e Vinícius Moreno.

Lavi oficial da Macaúbas FM,  será transmitida ao vivo, no canal oficial da FM pelo YouTube.


 

Também desenhista e caricaturista, Cleiton Novais também é escritor, o Tellas de Areia, é uma referência a sua trajetória, menino de infância pobre, filhos de agricultor, Cleiton, passa uma mensagem positivistas nas “telas” do seu livro… Inserido ai na categoria de “auto ajuda”, está na pre venda no site da editora, www.editoraviseu.com.br e logo após disponível em diversos sites e nas melhores livrarias.

Sobre o autor: 
Cleiton Novais, também conhecido com o Fera dos Desenhos. É um desenhista, Autor e escritor, brasileiro. Nasceu na cidade de Macaúbas Bahia, no dia 27 de janeiro de 1988. Filho de agricultores deste município. Teve uma infância pobre, com muitas dificuldades, A pobreza era uma grande vilã da época. Más mesmo assim, isso não foi empecilho para desistir de sonhar. Em meio a dificuldade da época, viu as oportunidades surgindo em sua frente, aproveitar todas elas. Não importando o que iria enfrentar, continuou sonhando ser um grande desenhista. Com mais de 25 anos desenhando, está vivenciando, um grande sonho realizado, que é o lançamento do livro Tellas de Areia. Livro este que fala de sua trajetória na arte até o exato momento, um livro de história motivacional, com uma mensagem positiva falando para todos que nunca desista de seus sonhos. Neste livro a mensagem que farão os leitores, voltar a sonhar.


Através dos incentivos da MacaubasNet, lives de artista da terrinha, também marcam presença na net, veja nota abaixo:

“As lives já são uma nova realidade no entretenimento mundial, diante da necessidade de ficar em casa, em razão da pandemia do coronavírus. E, para tornar essa experiência ainda melhor, vamos prestigiar os nossos artistas conterrâneos. MacaubasNet é da terra, é da gente! Conecte-se e confira os próximos shows:

16/05 – Fernandinho Oliver às 16h
23/05 – Filhos da Terra com Vinícius, Daniel, Bruno e Maciel às 20h
29/05 – André Moreno às 19h
30/05 – Daniel Bastos às 16h
30/05 – Fulô do Mamulengo às 19h
06/06 – Oficial abertura do São João às 15h

…”


O patrimônio cultural é um conjunto de bens que representa a memória e a identidade dos diferentes grupos formadores da sociedade. Sendo nossa região abençoada pela diversidade cultural podemos fortalecer essa identidade ainda mais incentivando nossos artistas locais.

Para isso, contamos com o apoio de todos os macaubenses e amigos para incentivar a banda Fulô do Mamulengo a continuar fazendo forró de qualidade.

Basta se inscrever no canal do youtube clicando aqui nesse link

https://www.youtube.com/channel/UCat9c2CkIBf85K-J-53YpKw

Assim será possível atingir 1000 seguidores tornando viável a realização de uma live no mês de junho para aquecer nossas almas no período de São João.

Agradecemos todos pelo apoio.

Fulo Do Mamulengo O arrasta-pé do Brasil.


Agora é cuidar do povo, da sua saúde!

Informações preliminares, publicadas no websudoeste.com.br, informa que o prefeito de Macaúbas, Amélio Costa Jr, suspende os festejos juninos deste ano, dando prioridade assim, o combate e enfrentamento a pandemia planetária do Coronavirus.

No entanto, o blog manteve contato com sua assessoria, e a mesma informou que irá publicar Nota Oficial sobre o assunto, e manter contato com a sociedade e ouvir a todos, mas que a prioridade agora é falar sobre o Corona Virus.

A gente ainda não sabe a dimensão dessa crise. Levando em consideração que já estamos no final do mês de março e a projeção é de que abril e maio vai ser o pico, acho que é impossível qualquer município realizar o São João. Seria muita irresponsabilidade de qualquer gestor pensar em festejo num momento como esse. O foco agora é tentar coibir e blindar um pouco o município desse vírus“.

(Nota atualizada as 16h40min)


 O Curso de Desenho Artístico – nível I – que acontece nas dependências da Fundação Cultural Prof José Batista da Mota, centro de Macaúbas / BA, é  voltado para um público  a partir dos 12 anos e se desenvolve a partir do desempenho e ritmo individual de cada aluno, com duas aulas por semana, estimulando sobretudo o senso crítico de observação, essencial para a prática do desenho artístico.
Como cita muito bem White (2013), “o desenho é mais do que uma ferramenta para reproduzir e captar semelhanças. É uma linguagem que tem sintaxe, gramática e urgência próprias. Aprender a desenhar é aprender a ver. O desenho é, desse modo, uma metáfora de toda a atividade artística. Qualquer que seja a sua forma, ele transforma a percepção e o pensamento em imagem e nos ensina a pensar com os olhos. ”
Com um material acessível, o curso leva em média 8 meses para ser concluído, variando de acordo com o desempenho individual de cada um. Dê asas para que o artista que há dentro de você possa voar mais alto e encantar com produções com mais técnica e apelo visual.
Veja também no Instagram!
Referencia:
WHITE, Kit. 101 lições a serem aprendidas na escola de artes / Kit White; tradução de Marcelo Brandão Cipolla. [revisão da tradução de Monica Stahel] – São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2013.

O couvert artístico é uma taxa paga por pessoa em estabelecimentos nos quais há música ao vivo ou apresentações artísticas. O valor é repassado ao músico, geralmente de maneira integral, no entanto, podem haver acordos entre o estabelecimento e o artista quanto ao repasse.

A cobrança do couvert, além de ser legal, uma vez que a música ao vivo é um serviço extra oferecido pelos estabelecimentos, é uma maneira de reconhecer o artista. Para além disso, garante aos músicos um pagamento mais justo.

O consumidor é obrigado a pagar pelo couvert artístico?

De maneira geral, sim. No entanto, existem regras para essa cobrança. A informação acerca da taxa cobrada deve estar bem visível e explícita, ou seja, o consumidor deve ser informado previamente acerca da cobrança. Caso esta exigência não seja cumprida, o consumidor pode se recusar a pagar pelo serviço.

Além disso, o Código de Defesa do Consumidor, em seu sexto artigo, diz que o consumidor possui o direito de conhecer todas as regras do estabelecimento antes de consumirem no local.

Portanto, se o estabelecimento deixa claro que há cobrança de couvert, você é obrigado a pagar a taxa. No entanto, caso este não seja o caso, é possível recusar o pagamento. Se o estabelecimento não aceitar a recusa, existe a possibilidade de procurar o Procon para resolver a situação, sendo possível ajuizar ações e recorrer a audiência de conciliação.

______________________________________________________________

Escritório de Advocacia Valença, Lopes e Vasconcelos.

Saiba mais: www.vlvadvogados.com/