A rural novamente pede passagem e se lança a novos caminhos e comunidades através do encontro do cinema com outras artes na quarta edição da Mostra Itinerante “É no Pé do Morro é lá no Cafundó, Vai de Rural”, que viaja a Bacia do Paramirim, na Bahia.
Depois de circular em três lindas edições por mais de 24 povoados e comunidades na Bacia do Paramirim, a LA BICI Galeria Cultural em parceria com o produtor macabense Helivelto Lima, traz a quarta edição da mostra cultural durante os dias 21 a 23 de abril de 2022, em Boa Madeira, Macaúbas; Brejo Grande em Boquira e na Comunidade Quilombola Paramirim das Crioulas, em Érico Cardoso, respectivamente.
Carregando na bagagem uma composição que permite a cultura local dialogar com distintas intervenções artísticas, harmonizando o conhecimento local com as vivências dos tripulantes da rural, apresentamos as seguintes atividades: Exibição de documentário que abordará Patrimônios Culturais do Nordeste brasileiro, atrações circenses, manifestações culturais das localidades contempladas. Os grupos artísticos a se apresentarem são Samba de Roda das Mulheres de Boa Madeira (Boa Madeira/ Macaúbas); Reis das Mulheres e C&a (Brejo Grande/Boquira) e Reisado das Liras e Manjonas, (Paramirim das Crioulas/ Érico Cardoso).


O projeto conta com apoio cultural da Prefeitura Municipal de Macaúbas, Prefeitura Municipal de Boquira e Prefeitura Municipal de Érico Cardoso, e foi selecionado no Edital Territórios Culturais 2019, com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.
Este projeto visou inicialmente a exibição do filme “É no pé do morro é lá no cafundó” (2011), de Denise Santos, como um feedback, em prática de alteridade, aos próprios personagens participantes do filme, gravado neste Território de Identidade, tornando-se o título tema da Mostra Vai de Rural.
A mostra itinerante “É no pé do morro é lá no cafundó, Vai de Rural” – 4ª edição segue construindo novos caminhos, aumentando a bagagem de mais histórias, causos e encantos através do cinema, do circo, da cultura popular e de outras artes integradas em diálogo com povos e comunidades.

Onde?

21/04 – Macaúbas – Comunidade de Boa Madeira
22/04 – Boquira – Comunidade de Brejo Grande
23/04 – Érico Cardoso – Comunidade de Paramirim das Criolas

Quando?

21 a 23 de abril de 2022.

Programação:

Abertura da Mostra com Apresentação de Circo
Exposição Fotográfica
Vídeo Instalação
Manifestações populares
Exibição de filmes
Apresentação circense
Apresentação Musical

(Texto e fotos cedidos pela produtora cultural Bia Bastos) 


Não se sabe se foi por falta de divulgação, interesse dos candidatos ou “se vai lá saber”!… Fato é que o concurso censitário do IBGE, que oferece para Macaúbas, 35 vagas teve baixa procura, apenas 134 candidatos se submeterão ao certame, o qual, segundo informações da Assessoria do órgão em Macaúbas, teve uma relação vaga/candidato de 3.83  ou seja, para cada vaga teve apenas pouco menos de 4 pessoas inscritas. Noutras épocas quando o desemprego não chegava a dois dígitos percentual em relação a população economicamente ativa, chegava-se a proporção de até 100/1 (candidato/vaga)… “Vai lá saber” o que se passa na cabeça, principalmente dos jovens recém formados e dos adultos de “meia idade”, estes que devem e representam a “força de trabalho” de um pais, e mais ainda, num pais em “Berço Esplêndido” em “eterno” desenvolvimento: Brasil… 

Em algum lugar do Brasil…

Apenas na Prefeitura de Macaúbas, segundo informações de bastidores há lá engavetado quase 4 mil currículos e certamente outras centenas de pedidos “informais” de emprego. Apenas os colégios secundaristas de Macaúbas, “despeja” no mercado de trabalho mais de 100 jovens (em sua maioria despreparados para o mercado, mesmo aqueles que fizeram os tais “cursos profissionalizantes”, visto que estes são deficitários e com baixa qualidade de mão de obra especializada, fato este constatado por um empresário que analisou e entrevistou “técnicos em ADM” formados no CETEP, não sabendo quanto representa 20% de 100)…

EFEITOS PÓS PANDEMIA: 

O Brasil, não diferente de muitos países africanos, é um dos que mais prejudicou a educação durante a pandemia de Covid-19, onde milhões de brasileiros em faixa escolar não teve acesso ao mínimo necessário de conteúdo por falta de “estrutura e infraestrutura” – a corrupção sistemática e institucionalizada que opera no Brasil desde Cabral e sempre irá operar, visto que só a EDUCAÇÃO salva, sendo esta a “construtora” de uma NAÇÃO e não apenas de uma população! Esperamos os próximos 522 anos, com o mesmo otimismo!

E O CENSO? 

Bem, o censo é um contrassenso,  visto que é a ferramenta única para saber “QUEM SOMOS, QUANTO SOMOS”… E mais importante o que DEVMOS FAZER diante do que sabemos! E se nada sabemos sobre nós, nada podemos fazer de “lógico” – apenas sair “atirando” sem rumo!… Isso, graças a um “desgoverno” autoritário com “ares fascista” que já tem prazo de validade, pena que temos poucas opções e neste caso o 13 parece ser o “mal” necessário para exterminar o “mal desnecessário”!

Quanto ao certame censitário, deverá acontecer neste domingo, 10. Para mais informações  “vai lá saber” no link abaixo:

https://conhecimento.fgv.br/concursos/ibgepss21


A Rural acontece entre os dias 21 a 23 de abril de 2022, na comunidade serrana de Boa Madeira, no município de Macaúbas; Brejo Grande em Boquira e na comunidade Quilombola Paramirim das Crioulas, em Érico Cardoso.

Segundo nota nas redes sociais, depois de circular em três lindas edições por mais de 24 povoados e comunidades na Bacia do Paramirim, a LA BICI Galeria Cultural (@labicigaleriacultural) em parceria com o produtor macaubense Helivelto Lima, traz a quarta edição da mostra cultural.

Carregando na bagagem uma composição que permite a cultura local dialogar com distintas intervenções artísticas, harmonizando o conhecimento local com as vivências dos tripulantes da rural, apresentamos:

✅Exibição de documentário que abordará Patrimônios Culturais do Nordeste brasileiro.

✅Atrações circenses.

✅Manifestações culturais:

Samba de Roda das Mulheres de Boa Madeira (Boa Madeira/ Macaúbas);

Reis das Mulheres e C&a (Brejo Grande/Boquira);

Reisado das Liras e Manjonas.(Comunidade quilombola Paramirim das Crioulas/ Érico Cardoso).

O projeto conta com apoio cultural da Prefeitura Municipal de Macaúbas, Prefeitura Municipal de Boquira e Prefeitura Municipal de Érico Cardoso, e foi selecionado no Edital Territórios Culturais 2019, com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. @secultba

Equipe Técnica:

Ana Francisca/ Creuza: Produção Local.
Desa Aquino: Produção Executiva, Comunicação, Performance Circense.
Helivelto Lima: Fotografia, Direção de Produção, Comunicação. @heliveltoolima
Biatriz Bastos: Produção @biatriz.bastos
Dan, o mágico: Arte Circense.
Pablo San´Ana: Arte Gráfica.
Fotos: Purki.

Saiba mais sobre a Quarta Edição: 

🔶Onde e Quando?

– Em Boa Madeira, Macaúbas – BA (21 de abril de 2022);
– Brejo Grande, em Boquira – BA (22 de abril de 2022).
– Paramirim das Crioulas (23 de abril de 2022).

🔶Programação:

Exibição de documentário;
Exposição de Artesanato;
Exposição Fotográfica;
Manifestações populares;
Apresentações circenses;
Homenagem a mestres (as) dos saberes.

O projeto conta com apoio cultural da Prefeitura Municipal de Macaúbas, Prefeitura Municipal de Boquira e Prefeitura Municipal de Érico Cardoso, e foi selecionado no Edital Territórios Culturais 2019, com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. @secultba

(Informações obtidas através de Helivelto Lima e das redes sociais) 

 

 


Cientistas afirmam que partículas de plástico podem viajar pelo corpo e se alojar em órgãos

Nota do portal www.ciclovivo.com.br… “A poluição plástica ameaça o planeta e a saúde humana. O material, muitas vezes usado por poucos minutos, se quebra em minúsculas partículas de microplásticos que se espalham e se fixam no meio ambiente e no nosso corpo. Microplásticos já foram identificados em órgãos e, pela primeira vez, foram detectados no sangue humano.

A pesquisa publicada na Environment International analisou amostras de sangue de 22 adultos saudáveis. As partículas de plástico foram encontradas na corrente sanguínea de 17 pessoas. Ou seja, as minúsculas partículas em quase 80% das pessoas testadas.

Os cientistas conseguiram ainda identificar os tipos de plástico encontrados nas amostras: metade continha plástico PET, usado em garrafas de bebidas, um terço continha poliestireno, usado para embalar alimentos e outros produtos, e um quarto continha polietileno, material das sacolas plásticas.

 

A descoberta mostra que as partículas de plástico que entram no nosso corpo podem viajar pelo sangue e se alojar em órgãos. Os resultados mostram que estamos literalmente consumindo o plástico com o qual poluímos o mundo, mostrando que o impacto que causamos no planeta afeta a nós mesmos.

Apesar dos impactos causados pelos microplásticos não serem 100% conhecidos, sabemos que as partículas causam danos às células humanas em laboratório e que são parte da poluição atmosférica que causa milhões de mortes precoces por ano.

As partículas de plástico entram no corpo humano por meio de alimentos, da água que bebemos e do ar que respiramos. Existem estudos que mostram que o microplástico está sendo transportado pela chuva e que estas partículas já foram encontradas nas fezes de bebês e adultos.

Riscos maiores para bebês e crianças

Segundo o professor Dick Vethaak, ecotoxicologista da Vrije Universiteit Amsterdam, na Holanda, este estudo é a primeira indicação de que temos partículas de polímero em nosso sangue e outros estudos de vários grupos já estão em andamento. “Temos que estender a pesquisa e aumentar o tamanho das amostras, o número de polímeros avaliados etc.”

Em entrevista ao jornal The Guardian, o professor afirma que existem razões para um alerta. “As partículas estão lá e são transportadas por todo o corpo”, explica Dick Vethaak. “Sabemos, em geral, que bebês e crianças pequenas são mais vulneráveis ​​à exposição a produtos químicos e partículas. Isso me preocupa muito.”

Pesquisas anteriores mostraram que os microplásticos eram 10 vezes maiores nas fezes dos bebês em comparação com os adultos e que os bebês alimentados com garrafas plásticas estão engolindo milhões de partículas de microplástico por dia.

Mocriplásticos | Foto: iGUi Ecologia | Reprodução

Estudo pioneiro

A pesquisa mais recente adaptou as técnicas existentes para detectar e analisar partículas menores, que chegam a 0,0007 mm. Algumas das amostras de sangue continham dois ou três tipos de plástico. A equipe usou agulhas de seringa de aço e tubos de vidro para evitar contaminação e testou os níveis de fundo de microplásticos usando amostras em branco.

Vethaak explica que a quantidade e o tipo de plástico variaram consideravelmente entre as amostras de sangue, o que pode refletir a exposição de curto prazo antes das amostras de sangue serem coletadas, como beber de um copo de café em um plástico, por exemplo.

O que o plástico pode causar no nosso corpo?

Apesar das descobertas recentes, Vethaak reconhece que ainda existem muitas perguntas sem resposta em relação à presença de microplástico no nosso corpo “As partículas ficam retidas no corpo? Eles são transportados para certos órgãos? Como passariam pela barreira hematoencefálica? E esses níveis são suficientemente altos para desencadear doenças? Precisamos urgentemente financiar mais pesquisas para que possamos descobrir”, alerta o cientista.

“A produção de plástico deve dobrar até 2040 e temos o direito de saber o que todo esse plástico está fazendo com nossos corpos”, endossa Jo Royle, fundadora Common Seas, instituição que trabalha para reduzir a poluição plástica.

Algumas pesquisas mostram o impacto das partículas de plástico no nosso corpo. Mas, juntamento com outras ONGs, cientistas e parlamentares, a Common Seas está pleiteando junto ao governo do Reino Unido, £ 15 milhões para pesquisas sobre os impactos do plástico na saúde humana.

Já foi comprovado que microplásticos podem se prender às membranas externas dos glóbulos vermelhos, limitando a capacidade de transportar oxigênio. Um novo artigo de revisão publicado na terça-feira, em coautoria de Vethaak, avaliou o risco de câncer.

“Pesquisas mais detalhadas sobre como micro e nanoplásticos afetam as estruturas e processos do corpo humano e se e como eles podem transformar células e induzir a carcinogênese, são urgentemente necessária, principalmente devido ao aumento exponencial da produção de plástico. O problema está se tornando mais urgente a cada dia”, alerta o professor.


Na Uninter além de estudar com toda qualidade de ensino você ganha descontos para seu curso caber em seu bolso!
Fazendo sua matricula até dia 10/03, você tem até 70% de desconto nas mensalidades do curso que você escolher e se você já está estudando em outra instituição, transferindo para a Uninter você também ganha até 70% de desconto nas mensalidades durante o curso todo! E só paga a primeira mensalidade dia 11/04.
E não para por aí, você que fez o ENEM pode ganhar bolsa de estudo de até 100% com sua nota do ENEM!
Quer mais?
Então  entre em contato diretamente com nosso polo e conheça todos os benefícios em ser Aluno Uninter

“PAULINHA ABELHA, COMO NÃO AMAR?  EU DIGO MELHOR, COMO NAO TE AMAR, PAULINHA ME DIZ O QUE É QUE EU FAÇO? SEM A SUA ALEGRIA SEM A SUA VOZ QUE ENCANTOU A TODOS NÓS?  VOCÊ PARTIU FEITO COMETA QUE DEIXA O CÉU MAS FICA UM RASTRO DE LUZ EM SUA PASSAGEM.

   É, POR ONDE VOCÊ PASSOU, FOI EXATAMENTE ASSIM, SIMPLES, CARISMÁTICA E REPLETA DE BRILHO E LUZ, ONDE IRRADIAVA A TODOS.

   OBRIGADO POR NOS PRESENTEAR COM SUA BELISSIMA PARTICIPAÇAO DE FORMA MAGISTRAL NO TRABALHO DA FÚLÔ DO MAMULENGO, NA MUSICA DEPERTAR,  VOCÊ ESTARÁ ETERNIZADA EM NOSSOS CORAÇÕES!

 DESCANSE EM PAZ PAULINHA”

https://www.youtube.com/watch?v=1Cpr68ES74w

https://www.suamusica.com.br/DAODP/fulo-do-mamulengo-2021

https://open.spotify.com/track/3WdkDrOnEcnU4aWH9YMKzb?si=d_yvXSdKQh6t9MDg1PixMw&nd=1


A nota é do “incentivador e produtor” cultural Helivelto Lima, que informa em suas redes sociais que: “O projeto “Um olhar sobre Boa Madeira: artesãs e sambadeiras” é contemplado no Prêmio Cultura na Palma da Mão e acontece entre os meses de fevereiro e março de 2022, a fim de celebrar o protagonismo das mulheres da comunidade rural de Boa Madeira, localizada em Macaúbas – BA e também por compartilhar com o público da internet intervenções artísticas e momentos de muita alegria e festa.
Vamos ter samba de roda, exposição de artesanato, produção de documentário e ensaio fotográfico nessa pequena comunidade serrana do município de Macaúbas, localizada a 18Km da sede do município e a uma altitude de aproximadamente 1.000m.
A divulgação das atividades culturais você pode conferir através do perfil @heliveltoolima @desaaquino_ @labicigaleriacultural e pelo canal do YouTube LA BICI Galeria Cultural.
Boa Madeira é composta por uma dezena de casas adornadas por cercas de varas, uma igrejinha em homenagem ao Senhor Bom Jesus e uma escola.
A pecuária e a agricultura de subsistência são as principais atividades dos seus moradores.
As mulheres, trabalhadoras rurais, fazem artesanatos em palha de licuri e os vendem na feira livre de Macaúbas para reforçar o orçamento doméstico. No final de ano, cantam o Reis em homenagem ao menino Jesus.
A formação desse grupo é composta por mulheres, uma tradição única no município de Macaúbas. Nas festas populares cantam, tocam, dançam e se divertem com o samba de roda, uma tradição preservada e herdada dos seus ancestrais.
O projeto é uma parceria cultural da comunidade de Boa Madeira, dos produtores Helivelto Lima e Desa Aquino com a produtora LA BICi Galeria Cultural.
O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria da Cultura (Prêmio Cultura Palma da Mão/PABB) via Lei Aldir Blanc, redirecionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.”

Segundo o IBGE, a maioria da população brasileira se declara cristã, seja ela católica ou evangélica, isso devido a nossa colonização pelos portugueses, quando aqui chegaram e até tentaram “catequisar” os índios, (sem sucesso), é tipo dos “brancos” tentar impor sua cultura, religião e até hábitos alimentares!… Em Macaúbas, como um “pedaço” do Brasil, tem também sua maioria populacional orientação religiosa a cristã!… Mas existe as diversidades religiosas, as quais devem ser respeitadas, visto que, segundo a Constituição o “Estado é Laico”, ou seja, não deve ter “preferências” religiosas, e dentro deste Estado estão os municípios que o compõe.. Assim, sendo a Câmara de Vereadores de Macaúbas, sensível e atendendo a todos com o máximo de equidade  possível, aprova a Lei que confere o título de utilidade público o Centro Orixás em Macaúbas.

O terreiro da Casa Branca do Engenho Velho . Fundado em 1830. O mais antigo do Brasil

As sessão da Câmara Municipal de Macaúbas, atualmente presidida pelo vereador Carlinhos de Antério,  sempre acontecem as quintas-feiras, às 8h00 – localizada na Rua Arthur Antonio Costa, centro da cidade. Mas o cidadão pode também acompanha de onde estiver, basta está conectado a um sinal de internet seja no celular ou no computador, usando os canis sociais da Câmara, como o facebook ou pela Rádio Câmara 103-9.

A seguir a pauta da próxima sessão desta quinta feira, 07 de outubro de 2021