O Curso de Desenho Artístico – nível I – que acontece nas dependências da Fundação Cultural Prof José Batista da Mota, centro de Macaúbas / BA, é  voltado para um público  a partir dos 12 anos e se desenvolve a partir do desempenho e ritmo individual de cada aluno, com duas aulas por semana, estimulando sobretudo o senso crítico de observação, essencial para a prática do desenho artístico.
Como cita muito bem White (2013), “o desenho é mais do que uma ferramenta para reproduzir e captar semelhanças. É uma linguagem que tem sintaxe, gramática e urgência próprias. Aprender a desenhar é aprender a ver. O desenho é, desse modo, uma metáfora de toda a atividade artística. Qualquer que seja a sua forma, ele transforma a percepção e o pensamento em imagem e nos ensina a pensar com os olhos. ”
Com um material acessível, o curso leva em média 8 meses para ser concluído, variando de acordo com o desempenho individual de cada um. Dê asas para que o artista que há dentro de você possa voar mais alto e encantar com produções com mais técnica e apelo visual.
Veja também no Instagram!
Referencia:
WHITE, Kit. 101 lições a serem aprendidas na escola de artes / Kit White; tradução de Marcelo Brandão Cipolla. [revisão da tradução de Monica Stahel] – São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2013.

O couvert artístico é uma taxa paga por pessoa em estabelecimentos nos quais há música ao vivo ou apresentações artísticas. O valor é repassado ao músico, geralmente de maneira integral, no entanto, podem haver acordos entre o estabelecimento e o artista quanto ao repasse.

A cobrança do couvert, além de ser legal, uma vez que a música ao vivo é um serviço extra oferecido pelos estabelecimentos, é uma maneira de reconhecer o artista. Para além disso, garante aos músicos um pagamento mais justo.

O consumidor é obrigado a pagar pelo couvert artístico?

De maneira geral, sim. No entanto, existem regras para essa cobrança. A informação acerca da taxa cobrada deve estar bem visível e explícita, ou seja, o consumidor deve ser informado previamente acerca da cobrança. Caso esta exigência não seja cumprida, o consumidor pode se recusar a pagar pelo serviço.

Além disso, o Código de Defesa do Consumidor, em seu sexto artigo, diz que o consumidor possui o direito de conhecer todas as regras do estabelecimento antes de consumirem no local.

Portanto, se o estabelecimento deixa claro que há cobrança de couvert, você é obrigado a pagar a taxa. No entanto, caso este não seja o caso, é possível recusar o pagamento. Se o estabelecimento não aceitar a recusa, existe a possibilidade de procurar o Procon para resolver a situação, sendo possível ajuizar ações e recorrer a audiência de conciliação.

______________________________________________________________

Escritório de Advocacia Valença, Lopes e Vasconcelos.

Saiba mais: www.vlvadvogados.com/ 


Alunos e Professores são homenageados em solenidade

A Prefeitura de Macaúbas e a Secretaria Municipal de Educação em parceria com Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas realizou nesta quinta-feira, 19 de dezembro de 2019, a premiação da 2ª OBMEP NÍVEL A, homenageou os autores dos textos escolhidos para representar o município na Olimpíada de Língua Portuguesa “Escrevendo o Futuro” e os alunos que receberam menção honrosa na 14ª OBMEP 2014 (Nível I e II).

OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS – NÍVEL A é uma realização da Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC).
Tem como público-alvo alunos de 4º e 5º ano do Ensino Fundamental regularmente matriculados em escolas públicas municipais, estaduais e federais brasileiras e objetiva estimular e promover o estudo da Matemática no Brasil, contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, promover a difusão da cultura matemática, promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento e identificar jovens talentosos.
A primeira fase foi organizada pela equipe citada acima (IMPA, SBM, MCTIC e MEC) e aplicada pelos gestores escolares que quiseram participar, assumindo as responsabilidades pela aplicação e correção de gabaritos e, em seguida, definindo quais alunos participariam da segunda fase, a qual fora organizada e aplicada pela Secretaria Municipal de Educação e contou com a participação de 24 finalistas.

Após conseguir realizar a prova com todos os alunos, seguindo normas preestabelecidas pela SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO para aplicação e correção, os nomes dos CLASSIFICADOS PARA PREMIAÇÃO foram divulgados e os estudantes do 4º e 5º ano, citados abaixo por ordem de classificação, foram convocados para o evento de premiação.

Amelinho diz que isso é resultado em investimento em educação
  • NATAN FABRÍCIO DE SOUZA CRUZ (1º lugar – Colégio de MARIA DA SILVA)
  • CAIO RICARDO SANTOS SOUSA (2º lugar – Aluno da ESCOLA DE TABOCAS)
  • MARIA LUIZA OLIVEIRA SILVA (3º lugar – Aluna da ESCOLA ALOYSIO SHORT)
  • PEDRO GUSTAVO SILVA BARBOSA (4º lugar – Aluno do COLÉGIO DE CONTENDAS)
  • LUCAS OLIVEIRA GUIMARÃES (5º lugar – Aluno do COLÉGIO SELMA NUNES)
  • MATHEUS OLIVEIRA BARBOSA (6º lugar – Aluno da ESCOLA FLAMIANO ALVES PIMENTA)
  • MARIANA SILVA SANTOS (7º lugar – Aluno da Escola de CAROÁ)
  • EMILLY LOARA OLIVEIRA LEMOS (8º lugar – Aluna da ESCOLA PADRE DURVAL SOARES)
  • GEOVANNA ROCHA AZEVEDO (9º lugar – Aluna da ESCOLA SELMA NUNES)
  • GABRIEL COSTA BASTOS (10º lugar – Aluna do COLÉGIO DE VÁRZEA VERDE)
  • ELIVÂNIA ARAÚJO SOUZA (11º lugar – Aluna do COLÉGIO DE GAMELEIRA)
  • GUILHERME DE OLIVEIRA (Menção Honrosa – Aluna do COLÉGIO DE VEREDINHA)
  • ANTÔNIO FELIPE NEVES OLIVEIRA (Menção Honrosa – Aluno do COLÉGIO DE LAGOINHAS)
  • EDÍLIO SANTANA DE OLIVEIRA (Menção Honrosa – Aluno do COLÉGIO DE LAGOA CLARA)
  • SÔNIA KELLY SILVA ABREU (Menção Honrosa – Aluna do COLÉGIO DE SÃO JOAQUIM)

OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o país. Iniciativa do Ministério da Educação e do Itaú Social, com coordenação técnica do CENPEC. Essa Olimpíada integra as ações desenvolvidas pelo Programa Escrevendo o Futuro.

O tema das produções é “O lugar onde vivo”, que propicia aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade local, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania.

Nesta edição (6ª edição), os textos escolhidos foram dos seguintes alunos:

GÊNERO POEMA

  • Márjorye Sabrina Silva Figueiredo (Colégio Selma Nunes)
  • Caíque Mesquita Silva (Escola Aloysio Short)

GÊNERO MEMÓRIAS LITERÁRIAS

  • Niara Amanda Barbosa Oliveira (Colégio de Contendas)
  • Carol Oliveira Almeida (Colégio do Brejo Capitão Porfírio)

GÊNERO CRÔNICA

  • Érica Sousa Domingues (Colégio do Brejo Capitão Porfírio)
  • Carlos Junio Rêgo Oliveira (Colégio do Pajeú)

Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada – IMPA, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC. Foi criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área e se público-alvo é composto de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até último ano do Ensino Médio. Em 2018, mais de 18 milhões de alunos de participaram da olimpíada.

Receberam certificado de MENÇÃO HONROSA no município e foram homenageados agora em 2019 pelo feito:

  • ALEX LUÍS OLIVEIRA COSTA – COLÉGIO SELMA NUNES
  • CAROL OLIVEIRA ALMEIDA – ESCOLA DO BREJO CAPITÃO PORFÍRIO
  • EDUARDO HENRIQUE DOS SANTOS SILVA – COLÉGIO DO CANTO
  • VIVIANE OLIVEIRA REGO – ESCOLA MUNICIPAL DO PAJEÚ

Estavam presentes no evento, pais, alunos, professores, diretores (as), vice-diretores (as), o Secretário Jonaldo Silva de Sousa e o Prefeito Amélio Costa Júnior.

O Secretario de Educação Jonaldo Silva de Souza, deu boa vindas a todos, parabenizou os vencedores e enfatizou a importância da dedicação da família, das escolas e de toda comunidade no sentido de fortalecer o processo educacional. O Prefeito Amélio Júnior reforçou as palavras do Secretário, falou do sucesso das escolas públicas do município e dos planos para melhorias na área da educação.

Foi realizado o processo de premiação: primeiro lugar com um tablet, segundo lugar com um kit escolar, terceiro lugar com uma mochila e também foram entregues medalhas e certificados para os primeiros colocados até a 11ª colocação, certificado de menção honrosa para os professores e para os classificados até a 15ª posição.
Receberam os cumprimentos e certificado pelo bom desempenho dos seus alunos:

  • Professor Gilson de Jesus Teles do Colégio de Maria da Silva;
    Professor Robério Meira de Jesus da Escola de Tabocas;
    Professora Rosália Macedo Barbosa Amaral da Escola Aloysio Short.

Com a realização do evento destacou-se a importância do empenho de toda comunidade escolar na busca de um trabalho cada vez melhor em prol do desenvolvimento do educando nas escolas do município.

Logo após o evento a Secretaria de Educação distribui lanches para todos os presentes.


Elena Pereira representante da Agricultura Familia de Macaúbas

A 10ª edição da Feira Baiana de Agricultura Familiar e Economia Solidária foi um sucesso e teve recorde de público gerando mais renda para o interior da Bahia. O evento realizado durante a Fenagro, no Parque de  Exposições de Salvador, terminou neste domingo (01), com a soma de milhares de visitantes, que puderam ver a força produtiva da agricultura familiar baiano.

A feira reuniu cerca de 400 associações e cooperativas, no Armazém do Vale do Paramirim este o município de Macaúbas ali representando as riquezas e o povo local,  que tiveram oportunidade de comercializar cerca de três mil produtos dos 27 Territórios de Identidade, em armazéns e nas praças Gastronômica, de Artesanato, Quilombolas e Indígenas.

Este ano, além dos produtos já conhecidos, como as cervejas artesanais de umbu e de licuri, linguiça de tilápia,  iogurte de café, umbu e licuri e licuri caramelizado, a feira trouxe novidades como a  cerveja de maracujá da Caatinga, iogurte de abacaxi, cosméticos feito à base de mel, drinks de café, chopp de licuri, de cupuaçu e de mel de cacau, barras de chocolate com pimenta, gengibre e muito mais.

O titular da SDR, Josias Gomes, a positividade da feira decorreu de todo um processo organizativo de todas as unidades da SDR, que se envolveram nos últimos meses: “O propósito foi marcar esses 10 anos de feira para que possamos dar um salto de qualidade nos produtos da agricultura familiar. A feira permitiu que os soteropolitanos pudessem ver os alimentos de qualidade produzidos. Agora vamos continuar trabalhando na renda e produtividade da agricultura familiar para que a gente consiga uma profissionalização do segmento”.

Um dos lançamentos de produto desta edição foi a Maratinga, cerveja de maracujá da Caatinga, também em chopp, produzida pela Cooperativa de Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), do Território Sertão do São Francisco. Durante os 9 dias de evento, foram vendidas 1.200 garrafas da cerveja e consumidos mil litros do chopp.

Para o representante da Coopercuc, Emanuel Messias, a Feira Baiana da Agricultura Familiar tem proporcionado grandes avanços para a agricultura familiar, a cada ano com mais força novos produtos vêm buscando inovações e conquistando cada vez mais espaço: “Uma primeira perspectiva tem se tornado a cada ano uma vitrine pra lançamento de produtos e para ganhar cada vez mais visibilidade. Este ano, a Maratinga foi uma estratégia acertada, que pegou no gosto dos baianos. Participamos de diversas conversas com compradores e futuros parcerias comerciais, sendo destaque a reunião com a rede Cesta do Povo, que contará com um mix dos produtos Gravetero, marca da Coopercuc”.

O superintendente da Agricultura Familiar (Suaf), da SDR, Ademilson Rocha (Tiziu), afirmou que a Feira foi um sucesso total em todos os aspectos: “Tivemos os armazéns, artesanato, balcão tecnológicos, atividades formativas, Praça gastronômica, a Cozinha Show, atrações culturais. O sorriso está no rosto das pessoas que visitaram e também das que participaram das atividades. Nosso evento foi brilhante, lindo, grandioso, do tamanho que a agricultura familiar da Bahia merece”.

Vera Dias, artesã e oficineira, filiada à Cooperativa de Produção da Região do Piemonte da Diamantina (Coopes), avalia positivamente a participação nessa edição da feira: “Minha participação foi muito boa, com muitas vendas. Fechei contrato de trabalho, para ensinar um grupo a fazer o artesanato feito com palha de licuri, e recebi encomendas de mais de 100 bolsas e 400 unidades de susplat, além de outras encomendas para entregar aqui em Salvador e em Porto Seguro”.

Considerado o maior evento de comercialização da agricultura familiar do país, a feira é organizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes/BA).


Encontro de locutores no 33º Aniversário da Macaúbas FM

Conforme nota, na manhã desta Sexta-feira, 13  a Macaúbas FM, 103.9 –  preparou uma programação especial, trazendo locutores que fizeram parte de sua história.
Infelizmente não foi possível reunir todos comunicadores pois, alguns se encontravam em outras regiões ou tinham compromissos inadiáveis, e outros por infelizmente ter partido desta vida.
Presente no estúdio estava Travolta, Osvaldo Oliveira, Gabriel Mattos, Elaine Bastos, Naly Pereira, Fernando Silva Moredo e Juliomar Magalhães, quem também compõe essa linda história e participou da programação foi a Patrícia Meira, hoje desenvolvendo o papel de gerente na emissora, ela que foi locutora desde 2007.
Os locutores Serginho Vieira e Célio Santos mandaram seu recado por mensagem de voz. O grande Lagartixa que arrancou risos de vários ouvintes não pode está presente por conta do trabalho, porém prometeu está na programação em breve.
Foi um momento único e emocionante!
A Macaúbas FM nos seus 33 anos de existência dá um enorme passo em sua evolução, hoje sob nova direção, a rádio investe em aparelhos modernos e novas programações, levando um excelente conteúdo a todos os ouvintes.

Fonte: www.radar156news.com


Como todo município do semiárido baiano, Macaúbas é um município “pobre”, fora do eixo dos investimentos governamentais, abandonado à própria sorte no que diz respeito a “incentivos, a iniciativas culturais, desportivas e entretenimento“… Não bastasse, não há também grandes investimentos em saúde e educação!

No entanto:

O Pro Jovem, é para todos!

Há algumas iniciativas partidas de setores isolados da sociedade, como é o caso do Pro Jovem Cultura, mantido por doações do comércio local e agora pela Câmara de Vereadores, o Pro Jovem, como o nome já declara, é formado por jovens estudantes, todas da escola pública, sem recursos e apoios, e para compensar este “binário” do abandono, sobram idéias e energia!… Própria da juventude… Além do desejo que quer “transformar” o mundo, (pelo menos no que vivem!)… E assim querem também ampliar suas ações além da cultura, indo do Pro Jovem Cultura para o Pro Jovem CEL… Cultura Esportes e Lazer… Ideais estes correspondidos e incentivados pelo vereador Anderson Gumes, que na última sexta feira, 26, doou um Kit de Camisetas para o Grupo de Ativistas Culturais Juvenil…

… E pro infância! …

O Pro Jovem é para todos!

Atualmente o  grupo é formado por 09 membros, criado desde 2014, tem cinco projetos em ação entre estes o de aulas de teatro, Xadrex, Capoeira e  amostra de cinema com o Pro Cine… Também faz ações públicas quando acontece esporadicamente o fechamento da Praça da Matiz, crianças, jovens e adultos participam de ações  de inclusão social, brincadeiras, jogos durante todo o dia… A ação é criticada por alguns comerciantes da praça, alegam “queda nas vendas”!.. Bem como de alguns “motoristas” que ficam “circulando a praça” com seus carros, com “mariposas em torno da lamparina”

Por fim:

Estes dos Pro Jovem, um dia irão ficar adultos, e se continuarem com a “semente do vamos mudar o nosso mundo”, terão um novo prisma, uma nova visão e quem sabe poderão melhor povoar essa terra do semiárido com mais cultura, com mais saber, e estes só são adquiridos com estudo, dedicação e amor ao próximo! E para ter amor ao próximo, antes deste o “próprio”!


O 2º Encontro de Filarmônicas foi realizando no sábado dia 06 de julho de 2019 às 17hs na Praça Matriz de Macaúbas, organizado pela Filarmônica Nossa Senhora da Imaculada Conceição de Macaúbas o evento contou com a participação da Filarmônica 13 de julho de Paratinga e da Anfitriã, Filarmônica Nossa Senhora da Imaculada Conceição de Macaúbas.

Foram tocadas diversas melodias que encantaram a todos os presentes, o momento contou também com várias autoridades do município e da região. O II ENFIM teve o apoio da Prefeitura de Macaúbas, Secretaria  Municipal de Cultura e Câmara de Vereadores.