Segundo o IBGE, a maioria da população brasileira se declara cristã, seja ela católica ou evangélica, isso devido a nossa colonização pelos portugueses, quando aqui chegaram e até tentaram “catequisar” os índios, (sem sucesso), é tipo dos “brancos” tentar impor sua cultura, religião e até hábitos alimentares!… Em Macaúbas, como um “pedaço” do Brasil, tem também sua maioria populacional orientação religiosa a cristã!… Mas existe as diversidades religiosas, as quais devem ser respeitadas, visto que, segundo a Constituição o “Estado é Laico”, ou seja, não deve ter “preferências” religiosas, e dentro deste Estado estão os municípios que o compõe.. Assim, sendo a Câmara de Vereadores de Macaúbas, sensível e atendendo a todos com o máximo de equidade  possível, aprova a Lei que confere o título de utilidade público o Centro Orixás em Macaúbas.

O terreiro da Casa Branca do Engenho Velho . Fundado em 1830. O mais antigo do Brasil

As sessão da Câmara Municipal de Macaúbas, atualmente presidida pelo vereador Carlinhos de Antério,  sempre acontecem as quintas-feiras, às 8h00 – localizada na Rua Arthur Antonio Costa, centro da cidade. Mas o cidadão pode também acompanha de onde estiver, basta está conectado a um sinal de internet seja no celular ou no computador, usando os canis sociais da Câmara, como o facebook ou pela Rádio Câmara 103-9.

A seguir a pauta da próxima sessão desta quinta feira, 07 de outubro de 2021

 


Intitulado “Não me declarei pra ela”, conta com a participação de renomados forrozeiros como Targino Gondim; Waldonys; Ari PB – cantor da Banda Cacau com Leite; Paulinha Abelha, da Banda Calcinha Preta; Cezzinha do Acordeon; Ito Moreno; Chambinho do Acordeon; Zeu Azevedo; Aluízio Cruz (Ex.Trio Sabiá) e Adelmário Coelho.
A música de trabalho, que dá nome ao disco, contou com participação especial de Targino Gondim e teve como inspiração sua canção “Esperando na Janela”, que consagrou o mesmo no cenário musical; O compositor, músico e um dos formadores da Banda, Silvinho Moreno, apresentou um dos possíveis desfechos para a música de Targino Gondim : “Afinal, ele se declarou ou não pra ela? “ se perguntava o compositor. Assim, surgiu sua inspiração para esta que tem tudo para ser uma das músicas que embalarão as noites juninas no nosso Brasil.

 

 

 

 


Intitulado “Não me declarei pra ela”, conta com a participação de renomados forrozeiros como Targino Gondim; Waldonys; Ari PB – cantor da Banda Cacau com Leite; Paulinha Abelha, da Banda Calcinha Preta; Cezzinha do Acordeon; Ito Moreno; Chambinho do Acordeon; Zeu Azevedo, Aloysio Cruz e Adelmário Coelho.
A música de trabalho, que dá nome ao disco, contou com participação especial de Targino Gondim e teve como inspiração sua canção “Esperando na Janela”, que consagrou o mesmo no cenário musical; O compositor, músico e um dos formadores da Banda, Silvinho Moreno, apresentou um dos possíveis desfechos para a música de Targino Gondim : “Afinal, ele se declarou ou não pra ela? “ se perguntava o compositor. Assim, surgiu sua inspiração para esta que tem tudo para ser uma das músicas que embalarão as noites juninas no nosso Brasil.


Conforme nota do portal  www.fundacaoculturalprofmota.com.br/  na noite da última sexta-feira, dia 4 de junho, foi eleita a nova diretoria da Fundação Cultural Prof José Batista da Mota através de assembleia virtual, que estará à frente da instituição no biênio 2021 – 2023. A eleição deveria ter acontecido em 2020, porém, por conta do momento atípico da pandemia de corona vírus, distanciamento social e suas consequências, a eleição foi adiada para um momento posterior.

Prof Ático Mota, na varanda de onde deveria ser um Memorial, conforme sugeriu em vida!

A eleição foi realizada em ambiente virtual e a principal mudança na composição, no entanto, ocorreu dentro do Conselho Curador, segmento da diretoria responsável pelas decisões mais importantes da instituição, composta agora pelo artista visual Eduardo Cambuí Junior que exercerá a função de presidente, além de Jakson Souza Silva e Alan José Alcântara de Figueiredo que completam o conselho. Outra importante mudança ocorreu na função de Diretor Executivo, que agora ficará sob comando de Eliel Lopes Guimarães. Além das mudanças nos cargos citados, houveram também mudanças pontuais no Conselho Consultivo e no Conselho Fiscal, com a adesão de novos membros.

A nota é finalizada informado que a Fundação Cultural Prof José Batista da Mota, ainda que no atual momento atravesse um momento financeiro delicado, é uma instituição cultural de primeira importância no município de Macaúbas, considerando o incentivo a diversos ramos e grupos culturais em atuação.


Conforme nota da assessoria de comunicação da Filarmônica de Macaúbas, “o Audiovisual mostrará os dobrados Nicodemos, São João e Hino à Macaúbas, de compositores macaubenses, que serão lançados respectivamente, nos dias 01 e 24 de junho e 06 de julho, pela plataforma YouTube e Instagram. Terão a participação dos músicos e musicistas da Filarmônica Nossa Senhora da Imaculada Conceição, da Filarmônica de Tanque Novo e da Cantora macaubense Elaine Bastos. Os músicos e musicistas da filarmônica anfitriã, que gravarem os vídeos, receberão cachê.

O Registro Fonográfico, será composto de CD e Livreto de Partituras, de forma física e virtual, contendo 9 (nove) faixas, com dobrados, marchas e terno de reis, sendo todas de autoria de compositores macaubenses, ao longo dos 74 anos da Filarmônica Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Seu lançamento, comemorando o centenário de nascimento do seu fundador Maestro José Benedito do Amaral, será no dia 04 de setembro, pela plataforma YouTube, Spotify e Dezzer.

As Oficinas Técnicas, 38 horas/aulas de modo remoto, serão de instrumentos e luteria para os músicos e alunos das filarmônicas anfitriã, Tanque Novo e de Paratinga, de 01 a 24 de março, pela plataforma Zoom/ Meet, com os professores Jairo Sant’Ana, Adauri Oliveira, Davi Martins, Jamberê Cerqueira, Jadison Santos e Carlos Ramos. Os que se fizerem presentes, com 75% de frequência, receberão certificado de participação.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Será no dia 24/04, transmitida pelos canais na internet da Banda Master… O projeto é financiado pelo Ministério da Cultura. Incentivo e patrocínio para uma classe de profissionais e trabalhadores do entretenimento, que durante esta pandemia teve 100% dos shows e eventos cancelados, certamente o setor da economia que mais sofreu e sofre. Estas iniciativas governamentais das três esperas é essencial pra a manutenção deste importante setor da economia, bem como pela sua característica  de ser o “portador” da diversão, da alegria e dos encontros!

Vai lá, aguarde o show, reserve no sofá de sua casa o seu lugar, pode aquela cerveja gelada a espera ou aquele “cowboy” de sua preferência e se aglomere com suas emoções acompanhado ou a sós consigo mesmo!


Impasse sobre “fechamento” ou “mudança de endereço” da única Biblioteca Pública de Botuporã, município do Sudoeste baiano com população estimada pelo IBGE em 2020 de 10.129 habitantes, se emancipou em 1962, quando se desvinculou do território de Macaúbas. Dito isso, é sano lembrar que há uma “crise institucional” das bibliotecas públicas, e Macaúbas, também há seus dissabores em relação a isso, agonia que também passa a “cidade filha” Botuporã. Macaúbas, hoje conta com duas bibliotecas públicas, uma primeira mantida pela Fundação Cultura Prof Mota, crida por seu filho Prof, Ático Mota, em 1972, mas hoje está esquecida e abandonada, e outra, a Biblioteca Pública do município, revigorada na primeira gestão do prefeito Amelinho, onde recebeu um incremento de 500 exemplares, e após, alguns outros, mas a saída sem controle de livros de seu acervo, e seu abandono mostra hoje a crise vivida por ambas… E mais ainda, há também a biblioteca particular do Prof, Ático que está no seu casarão onde deveria ser a  o Memorial da Casa Viva, desejo seu, deixado por escrito, mas não atendido por seus e pelo destino (se é que exista)! Nessa biblioteca que é uma das maiores do interior baiano é a MAIOR BIBLOTECA DO MUNDO de livros romenos fora da Roménia! E encontra-se às traças! A redação do Blog manteve contato com a Prof. Leia Oliveira, Secretária de Educação de Macaúbas,  e indagamos a respeito do presente e do futuro das biblioteca públicas em Macaúbas, em retorno Leia, nos informa que está em construção um projeto de revitalização e reordenação destas, de seus acervos, servidores e até programas de incentivo à leitura e melhorias estruturais e implantação de políticas voltadas a valorização destes espaços  públicos, que diante ao “avanço” tecnológico e das redes sociais, se tornaram obsoletos e poucos frequentados principalmente por jovens.

09 de Abril dia da Biblioteca: 

Por coincidência, hoje, 09 de Abril é o Dia da Biblioteca no Brasil. e a biblioteca mais antiga do país foi  Inaugurada em 1582,  que é a Biblioteca do Mosteiro de São Bento em Salvador na Bahia. O que torna a luta pela preservação deste interessante espaço do saber,  da fonte do conhecimento, bem como o respeito aos escritores  e a todos que contribuem para a manutenção e segurança das bibliotecas espalhadas pelo mundo e em especial, aquelas que estão mais próximas de nos!

Que perdoe-nos os nossos leitores de Botuporã, visto que, o foco do assunto é o suposto fechamento de sua biblioteca pública, a qual leva o nome de uma macaubense, Profª Maria Ita de Oliveira Souza * atentamos então a isso

Enquete feita na internet, com resultado negativo ao fechamento da biblioteca

 

Professor de Botuporã lança carta aberta contra o fechamento da Biblioteca Pública Municipal Professora

Maria Ita de Oliveira Sousa.

“No dia 24 de março de 2021 o atual prefeito de Botuporã o Professor Edimilson Saraiva anunciou em um programa da Rádio Alternativa FM que irá encerrar as atividades da Biblioteca Pública Municipal, única biblioteca pública do município. Em resposta a sua decisão o também professor da rede estadual de ensino Professor Vitor lançou uma carta aberta as autoridades e cidadãos do município, mostrando a importância de uma biblioteca pública para o desenvolvimento da sociedade, ao mesmo tempo que pedia ao seu colega de profissão e hoje prefeito de Botuporã o Professor Edimilson Saraiva para que possa rever sua decisão.”

Este foi o texto enviado pelo Prof, Vitor, filho da Profª Ita, indignado pelo suposto fechamento da Biblioteca.

Abaixo Carta Aberta (clique na imagem para expandir)

O que diz o outro lado: 

O blog também manteve contato com o Secretário de Educação de Botuporã,  o Prof. Robson Joaquim da Silva, o qual também emitiu uma “nota explicativa” rebatendo as alegações da “carta aberta”, confira abaixo.

CARTA EXPLICATIVA SOBRE A MUDANÇA DE LOCAL DA ANTIGA BIBLIOTECA, PARA AS ESCOLAS E SEUS MOTIVOS.

“Na transição de governo, a ex-Secretária de educação não entregou a Biblioteca na pasta da Educação, segundo ela, a Biblioteca pertence ao setor interno da Prefeitura.

E segundo o atual Prefeito, a Biblioteca pública foi transferida para a Escola da rede pública, Miguel Lourenço, com 670 alunos, e a parte infantil Para a escola da rede pública, Professora Marilene.

A Biblioteca da Escola Lourenço, continua carregando o nome “ PROFESSORA ITA”, a biblioteca da escola Marilene com o nome “ESPAÇO INFANTIL PROFESSORA CELSINA” e a sala de videoteca “PROFESSORA EDELZUITA”. Vale lembrar que, estas bibliotecas irão atender 100% DOS ALUNOS que estudam nas respectivas escolas, dos que residem no MEIO RURAL, e que não atenderiam todos estes alunos no antigo local, até mesmo por conta da acessibilidade, ficando mais fácil implementar tudo em um único lugar como está sendo feito.

Inclusive, o espaço  onde estava a Biblioteca, foi encontrado com paredes e teto cheio de infiltrações, cortinas arrancadas e jogadas sobre os livros para defender dos raios do Sol e poeira, a porta de entrada com a fechadura arrombada, um verdadeiro caos. Foi registrado também um boletim de ocorrência sobre o roubo de uma impressora ainda no mês de dezembro.

Esse espaço está sendo reformado com as adaptações necessárias para receber e atender todos os alunos portadores de necessidades especiais das escolas públicas do município, com todos os profissionais qualificados e treinados e com uma estrutura adequada. 

Quaisquer dúvidas, estou a inteira disposição para melhores esclarecimentos.

Atenciosamente:

Robson Joaquim da Silva

Secretário Municipal de Educação

Decreto 007/2021″

* Breviário da história (biografia) da Professora Ita, enviado por seu filho, Prof, Vitor.

Ginásio de Macaúbas , 1968. Hoje prédio que abriga a Biblioteca Pública. Nesta imagem a Prof, Ita, marcada pelo “ponto verde”

...”A Professora Maria Ita de Oliveira Sousa é filha de José Gonçalves de Oliveira e Cercelina Silveira de Oliveira, nasceu em 26/11/1947, na comunidade de Umbuzeiro do Buriti, município de Macaúbas, estado da Bahia, onde residiu com seus pais até os 14 anos de idade e frequentou escola primária ministra por um professor leigo.
Em 1962 mudou com sua família para Macaúbas, ingressando na Escola Pública Estadual Cônego Firmino Soares, onde veio a concluir o ensino primário, prestou o curso de admissão, ingressando no Ginásio Estadual de Macaúbas, que mais tarde passou a ser denominado Colégio Estadual Aloísio Short, onde veio a concluir o curso de magistério no ano de 1971.
No ano seguinte começou a lecionar, através de contrato municipal, foi aprovada em concurso público estadual e nomeada no ano de 1973 para exercer inicialmente suas atividades na cidade de Ibipitanga, dois anos depois conseguiu transferência para sua terra natal Macaúbas.
Casou-se com Waldevino Vitorino Sousa em 06/05/1977, um ano depois teve sua primeira filha Valdineia Oliveira Sousa. No final do ano de 1980 mudou-se com a família para Botuporã, onde nasceu no ano de 1982 o seu segundo filho José Vitorino Oliveira Sousa.
No novo município continuou sua trajetória como educadora lecionando na Escola Municipal Alípio Queiroz Marques e também no Colégio Municipal Cenecista Monte Belo, sonhadora, acreditava no poder transformador da educação na vida das pessoas.
Veio a falecer no dia 31 de maio de 1992, dia este, marcado por belas homenagens da comunidade escolar local, um dia inesquecível na memória de familiares e de todos que a conheceram e participaram da sua despedida.
Professora Ita, como era carinhosamente chamada, ainda hoje é lembrada por todos pelo carinho e humildade com a qual tratava seus alunos, era respeitada pelos seus colegas pelo seu profissionalismo, comprometimento e pelo amor que tinha pela educação. Amor este que foi reconhecido pelo ex Prefeito de Botuporã Dr Tila (in memorian) ao homenagear com o nome da saudosa professora a única biblioteca pública de Botuporã”…

 


Macaubense é aquele aborígine, os autóctones e os adotados, fiéis!

Com a transferência do Prof, Ático Mota, este “aborígine” de alma, as “traças” começaram a corroer “sonhos”, projetos e ideais… Porém, é bom saber, que NINGUEM, “compra” ou “adota” sonhos alheiros!… Visto que, as pessoas têm até “preguiça” de SONHAR… Os serviços NOBRES prestados pelo Prof, Ático, hoje pela nossa inércia damos como contrapartida a “preguiça”, o “desserviço” e a “indiferença”… Pois, não temos tempo nem para ILUMINAR nossos próprios SONHOS!… Porém, o Prof, Ático, também sonhou pra NÓS, conosco, ele que tentava ALAVANCAR Macaúbas das trevas da ignorância cultural, das trevas do comodismo do pensar, agir e mais: DE SER macaubense fiel…

… E o Aviso do Repouso em Cristo…

DE SER macaubense, de respirar este “torrão”, suas curvas geográficas, sinuosas como uma SILUETA feminina como ela é: MACAÚBAS, feminina na alma, plural, na topografia dos teus TOPOS e nas tuas FOTOGRAFIAS!

Clube de Fotos Antigas de Macaúbas…

Apenas uma semente, uma ideia, uma amostra do que perdemos (e que talvez, não precisaríamos perder)… Este clube virtual, é um grupo do Facebook que reúne pessoas, fotos e memórias! Mas, é ANTES DE TUDO, uma provocação, mexer com sua MEMÓRIA, emoções e na tentativa de RESGATAR algo MAIOR: os teus sonhos * que foram as inspirações dos SONHOS do Prof. Ático…

SIM…

Os teus SONHOS foram os sonhos do Prof. Ático Mota, é porque nós TÍNHAMOS preguiça de SONHAR… Vou te dizer quais são os SONHOS teus, que eram o do Prof, Ático:

01- Uma UNIVERSIDADE pública em Macaúbas;

02- Fazer de Macaúbas um POLO de artesanato mineral, que gerasse emprego e renda;

03- Fomentar através da CULTURA os palcos dos sonhos: é você numa UNIVERSIDADE, livre pra pensar e sonhar! Pois, de barriga e mente VAZIAS, não se sonha!

04- Criar e manter: a FUNDAÇÃO Cultural e o único MUSEU Regional (da redondeza e da “quadradeza”);

05- O Prof. Ático criou:

5.1- a ASSOCIAÇÃO Comercial de Macaúbas (ACIMAC), há mais de 20 anos;

5.2- a Escola de Lapidação;

5.3- uma Ponte entre Macaúbas e o Mundo (e por falta de uso, seus ladrilhos racham)

5.4- e Despertou em muitos de nós O ESCRITOR, o historiador, o ator… Depois dele surgiram pessoas que tiraram da gaveta textos, incentivou a publicação de livros, poesia, artes cénicas, a ler livros, a sonhar!

5.5- o Despertar que a LEI DO MENOR ESFORÇO, nos faz cavar nossa própria tumba que nos faz IMERGIR nas sobras dos descaminhos do empobrecimento  d’alma, espiritual e cultural: ou seja, da BURRICE, que me perdoe o sensível Asno!

06- Um caminho…

…Um caminho, e quando ele iniciou, tirou as primeiras PEDRAS, espinhos…

Por fim…

Ele criou o seu próprio AVISO: …Aviso do Repouso em Cristo”...

Antes era: “AVISO FÚNEBRE”… Quando aqui chegou, o Prof. Ático se deparou com esta mensagem de AVISO DE “TRANSFERÊNCIA”, então, se dirigiu na época ao Pároco Pe Osvaldo, e sugeriu 11 frases que atenuasse a perda, a transferência da ALMA a um outro plano e assim foi escolhida o: AVISO DO REPOUSO EM CRISTO… E o convocamos hoje, sempre!

E agora sim: por fim! 

Não devemos ficar apenas COM AS FOTOGRAFIAS, temos lá na Praça da Matriz, a Fundação e o Museu, agonizando em ruinas, entre os traços das traças, sem o oxigênio necessário para sua sustentação, é urgente uma INTERVENÇÃO coletiva, apolítica e desinteressada nos PRÓPRIOS SONHOS… Mas sim, nos SONHOS ALHEIOS, pois, são estes que nos dignificam como macaubenses! (FIEIS, a nós mesmo e ao próximo)

   VAMOS REGATAR A FUNDAÇÃO CULTURAL PROF, MOTA E O SEU MUSEU REGIONAL

 

Arquivo pessoal de José Carlos Almeida do Rego, publicada no Grupo Clube de Fotos Antigas de Macaúbas

 

Eis o teu manto: